Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
TSE

Eleições 2016: campanhas para prefeito movimentaram mais de cinco milhões de reais na região de Carajás

As campanhas para os cargos de prefeito nas cidades do entorno de Carajás (Marabá, Parauapebas, Canaã dos Carajás, Curionópolis e Eldorado dos Carajás) movimentaram um total de R$5.857,863,40, conforme os dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A maior parte dos valores foi empregada em propaganda e realização de comícios.

Entre as cidades, Parauapebas foi a que teve o maior volume de movimentação financeira no que diz respeito às despesas contratadas durante a campanha. Somando-se os gastos dos cinco candidatos que pleitearam a vaga de prefeito no município, chega-se ao valor de R$3.492.993,05, o que representa 60% do total gasto na região com campanha para o cargo de chefe do executivo. A diferença é muito grande para o município que ficou em segundo lugar no ranking, Marabá, onde os quatro candidatos gastaram R$897.416,63.

Mas, quando se leva em consideração as despesas das campanhas dos candidatos versus o número de eleitores, o município de Curionópolis se destaca. Por lá, a soma de tudo o que os candidatos gastaram foi de R$ 606.543,02. Esse valor, dividido pelos 16.221 eleitores que o município tem, resulta em um custo médio por cada voto de R$ 37,39.

Fazendo esse mesmo cálculo com os números dos municípios da região, chega-se aos seguintes resultados para custo médio de cada voto: R$ 23,35 em Parauapebas; R$16,69 em Eldorado dos Carajás; R$ 13,25 em Canaã dos Carajás; R$5,64 em Marabá.

Números de Parauapebas

Valmir Mariano, do PSD, foi o candidato à prefeito com maior custo de campanha, foram R$ 1.360.441,55 gastos, e o principal financiador foi ele próprio, que investiu R$ 908.750,00. Darci Lermen, do PMDB, candidato eleito, gastou R$ 1.115.947,41, seu principal financiador de campanha foi Rafael Saldanha de Camargos. Ele, ao lado de outras duas pessoas que também tem o sobrenome Saldanha, investiram R$ 692.500,00.

O candidato que ficou em terceiro lugar nas urnas, Marcelo Catalão, do DEM, gastou R$800.276,54, seguido por Dr. Hipólito, do PRTB, que declarou uma despesa de R$206.327,55 em sua campanha e Chico das Cortinas, do PPS, que declarou ter gasto apenas R$10.000,00.

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!