Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Concurso Público

Em Jacundá, homologação do concurso público está atrasada

A data marcada para a homologação passou e os mais de 270 candidatos aprovados estão sem explicações sobre o que está acontecendo.

Por Antonio Barroso – correspondente em Jacundá

Conforme Edital nº 001/2017, que trata da Reaplicação da Prova Objetiva do concurso público da Prefeitura de Jacundá, o prazo para homologá-lo seria dia 29 de  dezembro do ano passado. A data passou e os mais de 270 candidatos aprovados estão sem explicações sobre o que está acontecendo.

A empresa Inaz do Pará foi a responsável pela aplicação do certame. O concurso teve seu resultado questionado judicialmente e como consequência acabou cancelado em sua primeira aplicação, em 2016. Em outubro do ano passado uma nova prova foi aplicada para os candidatos. E mais ações chegaram à Justiça, sem êxito. Uma denúncia originada por candidatos considerados lesados se encontra no Ministério Público Estadual, mas sem data de análise.

A publicação do resultado final da Prova Objetiva para todos os cargos aconteceu no dia 29 de novembro de 2017. Enquanto o resultado da classificação final da Prova Objetiva + Título para todos os cargos de Nível Superior foi finalizado no dia 22 de dezembro. Em seguida deveria ser homologado pelo prefeito municipal, no caso José Martins de Melo Filho, o Zé Martins.

No total foram ofertadas quase 350 vagas para 23 funções. Com 62 vagas oferecidas, o cargo de auxiliar de serviços gerais teve a maior procura. Segundo o representante da empresa responsável pelo certame, Diego Reis, de cada dez candidatos que fizeram as provas, 6 escolheram a função. Auxiliar de Serviços Urbanos, Auxiliar Administrativo e Agente Municipal de Trânsito oferecem 71 vagas. Outra área que oferece um número maior de vagas é o cargo de professor séries iniciais para a zona urbana, com 37 vagas.

A reportagem manteve contato com a Procuradoria Geral do Município questionando o motivo do atraso na homologação do concurso. De acordo com um dos advogados, em decorrência do afastamento do prefeito, que só retornou ao cargo no dia 27 de dezembro, o setor jurídico está analisando a situação. Enquanto se aguarda uma resposta, mais de 270 candidatos aprovados esperam ansiosamente pela conclusão final do concurso.

Deixe uma resposta