Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Trânsito

Em Marabá, Movimento Maio Amarelo tem foco nas atitudes que podem salvar vidas no trânsito

Imprudência e desrespeito às normas matam 1.300.000, por ano, no planeta

Por Eleutério Gomes – de Marabá

Aconteceu na manhã desta quarta-feira (3), na Câmara Municipal de Marabá, a abertura do movimento Maio Amarelo, cujo objetivo é alertar a sociedade para o número de mortes e feridos em acidentes de trânsito, na grande maioria das vezes, por culpa do condutor. Conforme expôs para a plateia o secretário municipal de Segurança Institucional, Jair Barata Guimarães, 1.300.000 pessoas morrem, por ano, em acidentes de trânsito, no mundo inteiro.

No Brasil, ainda segundo Jair, são 60 mil mortes no trânsito, anualmente, o que transforma os acidentes em um caso de saúde pública, “uma epidemia, pois mata mais que os cânceres de mama e de próstata”.

Entretanto, Guimarães afirma que 90% dessas mortes são causadas pelo próprio condutor do veículo, quando trafega acima da velocidade permitida, quando ultrapassa o sinal vermelho, quando dirige alcoolizado, quando comete outras irregularidades ao volante.

“Apenas 10% dos acidentes têm como causa as condições do veículo, a condição de saúde da pessoa, a condição da via ou a sinalização”, lembra Guimarães, que há 21 anos é policial rodoviário federal e agora está cedido para a Prefeitura de Marabá, onde tem sob seu comando o DMTU, a Guarda Municipal e os Agentes Patrimoniais.

Ele enfatiza que o foco principal do movimento Maio Amarelo este ano é a atitude do condutor, “que deve usar seu veículo como instrumento de melhoria de qualidade de vida, para transportar pessoas aos locais em que elas necessitam ir” e não “transformar o carro numa arma”.

Deixe uma resposta