Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Polícia

Em Parauapebas, cabo PM mata cunhado a tiro após discussão com a esposa, também PM.

O cabo, que é lotado no Batalhão de Polícia Militar de Parauapebas, está foragido.

A Polícia Civil de Parauapebas investiga a morte de Francisco Graciano Junior, 24 anos de idade, que faleceu no Hospital Geral de Parauapebas nesta madrugada após dar entrada na emergência com ferimento à bala na cabeça.

Segundo apurado, o baleamento aconteceu por volta das 22 horas deste domingo na residência do cabo PM André Luiz, lotado no Batalhão de Polícia Militar de Parauapebas, e foi motivado por uma briga de casal. André Luiz, que é casado com uma cabo PM, discutia com a esposa e a vítima teria entrado no meio da conversa para impedir a briga. Nesse momento o cabo André teria efetuado um disparo com sua arma funcional que atingiu Francisco, cunhado de seu algoz, na cabeça

Momentos depois uma guarnição da PM compareceu ao local, e após prestar socorro à vítima se dirigiu à 20ª Seccional de Polícia Civil para comunicar o caso, apresentando a arma do PM usada no fato delituoso

O cabo Andre Luiz, logo após o fato, evadiu-se do local e até o momento ninguém sabe informar seu paradeiro.

A esposa de André esteve na Depol no início da madrugada para prestar depoimento e informou não saber do paradeiro do marido.

A PM provavelmente está apurando os fatos e deverá emitir uma nota mais tarde para esclarecer as circunstâncias do crime envolvendo dois de seus pares. O cabo André Luiz tem sete anos de farda.

O delegado José Aquino, responsável pelo inquérito aberto da Depol para investigar os fatos, já encaminhou ao IML uma solicitação de perícia na arma usada pelo PM. Segundo o delegado, um ofício será encaminhado ao comando da Polícia Militar em Parauapebas para que este apresente o cabo na 20ª Seccional de Polícia Civil.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!