Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Transporte

Empresa Santos Brasil vai investir R$ 37 milhões no Tecon Vila do Conde, no Pará.

Os investimentos da Santos Brasil no terminal se destinam principalmente a obras na adequação do pátio e a compra de equipamentos.

A Santos Brasil assinou na quinta-feira (16) termo aditivo ao contrato do Terminal de Contêineres de Vila do Conde, localizado na cidade de Barcarena (a 96 km de Belém), no Pará, que prevê a prorrogação antecipada do prazo do arrendamento por mais 15 anos.

Em contrapartida, a empresa vai investir R$ 37,24 milhões na ampliação e modernização do terminal nos próximos dois anos. No total, serão investidos 129,04 milhões até 2033. O projeto vai elevar a capacidade de movimentação do Tecon Vila do Conde para 163 mil TEU/ano.

Os novos investimentos são fundamentais para que o terminal possa atender à crescente demanda por movimentação e armazenagem de cargas conteinerizadas no porto de Vila do Conde. Garantirão também o aumento da eficiência operacional e a continuidade da qualidade na prestação do serviço.

Desde 2008, quando comprou a empresa arrendatária do terminal, a Santos Brasil já investiu em Vila do Conde mais de R$ 52 milhões, em valores atualizados, em ampliação e melhoria das instalações, otimizações operacionais, tecnologia, capacitação de mão de obra e equipamentos.

Estrategicamente localizado no delta do rio Amazonas, em uma região de grande capilaridade hidroviária e proximidade das principais rotas marítimas internacionais com acesso a todos os continentes de maneira direta ou por meio de portos de transbordo do Caribe, o Tecon Vila do Conde tem apresentado forte crescimento. Nos primeiros nove meses de 2017, o terminal movimentou 55.843 mil contêineres, 20% a mais que o mesmo período de 2016. Novas rotas de navegação para Europa e Caribe, bem como o desenvolvimento do transporte de contêineres por barcaças e a intermodalidade com as mesmas mercadorias sendo transportadas por meio dos modais hidroviário, rodoviário e ferroviário têm puxado esse movimento.

Os novos investimentos da Santos Brasil no terminal se destinam principalmente a obras na adequação do pátio e a compra de equipamentos. No pátio, o projeto prevê investimento na ampliação da área pavimentada, sistema de drenagem; construção de novo gate de entrada e saída; iluminação; quadras de contêineres; plataformas para contêineres reefers; subestações elétricas; e sinalização. O projeto foca na melhoraria da circulação interna, aumento da eficiência e ampliação da área de estocagem.

Entre os equipamentos que serão incorporados estão: 1 Mobile Harbour Crane – MHC; 3 Reach Stackers para operação no pátio; 5 empilhadeiras de pequeno porte para operação no armazém; 2 empilhadeiras de contêineres vazios para operação no pátio; 6 cavalos mecânicos; 9 semirreboques; 1 scanner fixo.

As obras têm início previsto para 2018 e conclusão em 2019. Sua realização se dará por etapas e não trará impacto direto no dia a dia das operações do terminal.

Para Antonio Carlos Sepúlveda, presidente da Santos Brasil, as melhorias das condições de acesso a Vila do Conde, em especial da hidrovia do Tocantins, da ligação do porto com a Ferrovia Norte-Sul e a conclusão da BR-163 tendem a acentuar a importância do porto de Vila do Conde como indutor da economia do Pará. “Com os novos investimentos vamos conseguir atender de maneira eficiente a evolução da demanda, agregando competitividade aos nossos clientes e estimulando o desenvolvimento regional”, diz. (Portos e Navios)

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!