Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Esporte

Equipe de Xadrez do Pará melhora ranking em competição nacional

Camila de Assis Paiva, de 13 anos, de Parauapebas, e Saulo António Alves, de 14 anos, de Breu Branco, representaram o Pará na 13ª edição dos Jogos Escolares da Juventude

Chegou ao fim, esta semana, a 13ª dos  Jogos Escolares da Juventude, realizada na cidade de Curitiba (PR). Organizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), a etapa de 12 a 14 anos dos Jogos Escolares reuniu mais de 4 mil atletas/alunos de todos os estados do Brasil. Foram 10 dias de competição em 13 esportes, sendo 9 individuais. Os estudantes de Parauapebas foram destaques entre as equipes paraenses nos diferentes esportes.

No Xadrez, Camila de Assis Paiva, de 13 anos, de Parauapebas, e Saulo António Alves, de 14 anos, de Breu Branco, representaram o Pará. Eles se classificaram durante os Jogos Estudantis Paraenses (JEPS) realizados em junho deste ano, em Belém. Camila é bicampeã paraense e pela segunda vez, representou o Pará nos Jogos da Juventude.

Nesta edição, a equipe paraense conseguiu melhorar a classificação nas categorias masculina e feminina. Camila saiu do 21º lugar, do ano passado, para o 18º, no ranking geral. E Saulo conquistou o 21 º lugar. Segundo o técnico da seleção paraense de xadrez, Rodrigo Ferreira Leal, os dois alunos/atletas mostraram talento apesar das adversidades. Foram três dias de vigem de ônibus para chegar até Curitiba, deixando a equipe exausta física e mentalmente, o que compromete o desempenho do jogador, já que o xadrez é um esporte que exige o raciocínio lógico. “A equipe do Rio grande do Sul foi a grande campeã, mas o investimento no xadrez educacional no Sul é muito grande, além do que eles não precisam enfrentar 3 dias dentro do ônibus”, destacou o professor. Ele contou ainda que Camila e Saulo estavam exaustos mentalmente, no penúltimo dia. “Levei os dois para um passeio e depois  assistimos um filme no shopping. Deu certo. Ganharam as partidas do último dia”.

Apesar dos desafios, a participação da equipe foi positiva, principalmente para a cidade de Parauapebas que há nove anos tem representado o Pará nessa competição. Camila agora está estudando para as provas, mas depois vai treinar para o campeonato paraense feminino, que vai acontecer em Belém nos dias 25 e 26 de novembro. Ela e outros atletas do Clube de Xadrez de Parauapebas disputarão até o fim do ano, na cidade, outras 5 competições que também vão servir para manter o ritmo de competição. Mas o professor Rodrigo enfatiza que o aluno/atleta precisa manter boas notas na escola, por isso primeiro vem o aluno e só depois o atleta. “Eles já são vencedores. Melhoramos a colocação do estado do ano passado, e agora é treinar para os próximos desafios. Pretendo levar os alunos de Parauapebas para a disputa do mundial no ano que vem. São caminhos que abrimos para as próximas gerações de atletas que se tiverem apoio, vão cada vez mais nos dar alegrias e principalmente se formarem em cidadãos melhores que esse é o objetivo final e o meu de vida”, disse Rodrigo.

O xadrez tem garantido os estudos de Camila que conta com uma bolsa do Colégio Sophos e agora concorre à bolsa-talento do Estado. E não é só isso, o xadrez garante outros benefícios para quem pratica, como o raciocínio matemático e o pensamento crítico, além de melhorar a imaginação, criatividade e comunicação.

O Clube de Xadrez de Parauapebas também prepara os novos talentos. Para quem estiver interessado em aprender xadrez, todos os sábados, das 08hs às 11hs, no segundo piso do CAP- Nova Feira do Produtor, tem aulas gratuitas.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!