Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Justiça

EXCLUSIVO: dono de escolinha de futebol em Marabá é condenado a 27 anos por estupro e pedofilia

Preso desde abril deste ano, Ubiratan Ramos de Carvalho, o Bira Ramos, proprietário da Escolinha de Futebol Camisa 10, a mais tradicional de Marabá, recebeu uma dura resposta da Justiça nesta segunda-feira, 19, por seus atos reprováveis.  Ele foi condenado a 27 anos e 10 meses de reclusão, soma de penas por duas acusações de estupro de vulnerável e uma pelo artigo 241-B do Estatuto da Criança e do Adolescente: adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente.

A sentença foi prolatada pelo juiz Daniel Gomes Coelho, da 1ª Vara Criminal de Marabá, depois de um longo trabalho de instrução do processo pelas Promotorias de Justiça da Infância e Criminal, em parceria com as investigações da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher e Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e ao Adolescente (DATA), que tem à frente a delegada Ana Paula Fernandes.

Bira Ramos é conhecido em Marabá por revelar grandes craques do futebol brasileiro, entre os quais o jogador Elkeson, que atuou pelo Botafogo, Seleção Brasileira, e que até chegou a doar um ônibus para a escolinha de futebol de Bira quando foi transferido para o futebol chinês por um valor milionário.

Mas Bira Ramos também teve atuação no jornalismo marabaense por mais de 20 anos. Em 2009, ele chegou a ser preso por pedofilia, mas as denúncias não prosperaram como a Promotoria pretendia. Agora, com 27 anos a cumprir, pelo menos dois quintos da pena – mais de 11 anos – deverá ser cumprida em regime fechado, provavelmente no Centro Regional de Recuperação Agrícola Mariano Antunes (Crama), onde está preso.

Bira aguardava preso o julgamento por força de mandado de prisão preventivo expedido pela Comarca de Marabá e cumprido pela equipe da DEAM.

A prisão de Bira, em abril deste ano, foi realizada na escola de futebol dele, no Núcleo Cidade Nova. Neste ano, além de ser preso em cumprimento de mandado, ele ainda recebeu voz de prisão em flagrante, uma vez que a Polícia Civil encontrou imagens pornográficas envolvendo crianças no aparelho celular do agora condenado.

Deixe uma resposta