Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Futebol

FPF reuniu com os representantes dos clubes da Chave A1 da Segundinha do Parazão

O encontro ocorreu devido a desistência do time do Pedreira Esporte Clube da Ilha de Mosqueiro
Por Fábio Relvas

A Federação Paraense de Futebol (FPF), reuniu na tarde desta segunda-feira (16/10), com os representantes dos clubes que estão na Chave A1 da Segundinha do Parazão. O encontro ocorreu devido a desistência do time do Pedreira Esporte Clube da Ilha de Mosqueiro. A FPF fez acordo com os outros quatro clubes: Bragantino, Sport Belém, Tuna Luso e Vênus, em relação à tabela de jogos.

Participaram da reunião Aldecio Magalhães Torres, presidente da Federação Paraense de Futebol, Maurício Barata Figueiredo, vice-presidente da FPF e Paulo Cesar da Rocha Romano, diretor de competições da entidade. Ao lado da cúpula da casa do futebol, estavam presentes João Rodrigues (presidente da Tuna Luso), Antônio Gomes (presidente do Sport Belém) Cláudio Soares Cruz (presidente do Bragantino) e José Ricardo Simões (presidente do Vênus), além de outros representantes.

O encontro ocorreu devido a desistência do time do Pedreira Esporte Clube da Ilha de Mosqueiro. O clube não conseguiu pagar a taxa de R$ 12.500,00 para a FPF e teve que ficar de fora da disputa em cima da hora, além de não ter condições financeiras de pagar salários para os jogadores. Segundo informações de representantes do Gigante da Ilha, o time havia prometido o valor de R$ 200 para cada jogador em partidas realizadas pela Segundinha.

“O Pedreira está afastado há vários anos de competições oficiais e com esse afastamento ele deixou de recolher algumas taxas que são anuais, como a taxa de licenciamento da Federação Paraense de Futebol e CBF. Além disso, ele ficou com seu CNPJ inativo e com isso ficamos aguardando para que fosse regularizado. Mandamos o processo de adiantamento para a CBF e para nossa  surpresa, quando foi na semana passada, esse CNPJ voltou de algum problema de ordem contábil e fomos comunicados que eles precisariam de mais de 10 a 15 dias para que fosse regularizado e com isso a gente não tem esse tempo hábil para esperar”, explicou Paulo Romano, diretor de competições da FPF.

O que ficou acertado com as equipes da Chave A1 da competição, é que com a exclusão do Pedreira Esporte Clube, todos os times que enfrentariam o Gigante da Ilha na Segundinha do Parazão, serão considerados vencedores da partida, sendo uma espécie de W.O, com 3 a 0 no placar e três pontos na classificação do campeonato estadual. Todos os representantes foram unânimes em concordar com a situação e de manter a tabela, fazendo apenas alguns ajustes, invertendo a quarta com a quinta rodada.

“Quem jogaria com Pedreira vai ser homologado o placar do jogo em 3 a 0. Válido ressaltar que esse placar no critério de desempate dentro da chave, ele não conta, só mesmo para que tenhamos como seguir na tabela de jogos e temos que homologar os resultados de quem jogaria contra o Pedreira”, finalizou Paulo Romano.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!