Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Eventos

Governo e Cevital apresentam siderúrgica hoje em Marabá

Nesta terça-feira (21), a partir das 16 horas, no auditório do Senai, na Nova Marabá, acontece a primeira reunião de representantes do governo do Estado e da empresa Cevital, com a sociedade marabaense. O encontro foi articulado pela Associação Comercial e Industrial de Marabá (ACIM).

Segundo Ítalo Ipojucan, presidente da ACIM, é vital que a sociedade conheça detalhes do projeto que deverá gerar cerca de 2.500 empregos diretos, com investimento de mais de R$ 2 bilhões de dólares.

Foram vários meses de negociação até que se chegasse ao Memorando de Entendimentos, que estabelece o interesse da Cevital em implantar o empreendimento e fixa as condições de transferência dos terrenos e licenças da Aços Laminados do Pará (Alpa), pela Vale à Cevital, além das condições de fornecimento do minério de ferro e transporte ferroviário do minério e do aço pela Vale em favor da Cevital, incluindo transferência de tecnologia, entre outros itens. A Cevital quer produzir 2,7 milhões de toneladas de aço, em bobinas de aço, “biletts”, “blooms”, aço em pó e trilhos. A empresa é líder na produção de trilhos para ferrovias na Itália e pretende ser a primeira siderúrgica na América Latina a produzir trilhos.

Para o diretor da Vale, Galib Chaim, o acordo assinado consolida a parceria que une a Vale e Governo do Pará. Graças a essa parceria estratégica que agora envolve a Cevital, já é possível vislumbrar o empreendimento. “Num momento de crise como esse que o Brasil atravessa, esse empreendimento traz vitalidade e anima a todos com relação ao desenvolvimento do estado”, disse o diretor.

Para Adam Iskounen, o acordo significa mais um importante avanço de um projeto que visa o desenvolvimento do Pará. Segundo ele, o presidente da Cevital, Issad Rebrab, prometeu implantar projetos de desenvolvimento na área de agroindústria no Pará, criando empregos e agregando valores aos produtos do Estado. Agora esses projetos estão em franco desenvolvimento, completou. (Marabá Notícias)

Comentários ( 7 )

  1. Sugiro também que, se a cevital um dia realmente montar sua linha de produção(eu duvideodó)inclua além dos trilhos,os dormentes,matéria prima não vai faltar,é só aproveitar as cara de pau envolvidas nesse estelionato.

  2. Mais uma boa ação do Jatene!

    Jatene, quando virás a Parauapebas ouvir o chororô dos psdbistas que estão todos chateados pela falta de organização do partido? Os pré-candidatos a vereador estão parece barata-tonta, não sabem a quem recorrer.
    O partido corre o risco de não eleger nenhum vereador… Que vergonha!

  3. Temos que acreditar afinal quem produzia trilhos no BRASIL ate a poucos anos atrás era a CSN (Companhia Siderúrgica Nacional) e segundo consta parou de fabrica-los!Então é hora de ocupar este mercado, pois as ferrovias estão voltando ou tentando voltar no brasil. Ouvi um comentário de um amigo que estão tendo problemas de resistência com os trilhos “CHINESES” empregados na ferrovia NORTE SUL! É HORA DE ALAVANCAR ESTA INDUSTRIA !!!

  4. Esse Jatreme, é um ladrão disfarcado de governador, qdo ele propoe uma coisa dessas, e pq o dele ja está assegurado. Onde estão os milhoes de impostos da CERPASA, que ele pegou dezesseis milhoes, e perdoou os quarenta e seis milhoes da dívida de impostos da empresa com o Estado do Pará?Onde esta o dinheiro do Chque Moradia? etc…

  5. Hey ZÉ! Fica atento,já tem gente desse grupo aí,pedindo cautela,que não é bem assim,agora já começaram falar que não é bem assim,talvez saia,talvez sai algo parecido,vamos ver,quem sabe?é por essa e tantas outras que sou sempre cético com esses projetos mirabolantes,tudo estelionatário,aliás, em matéria de estelionato político,o Pará tem mestres PHD para distribuir pelo mundo que ainda sobra pilantra.

Deixe uma resposta