Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
polícia

Homem é preso suspeito de arrombar imóveis em vários bairros de Parauapebas

Uma das vítimas flagrou o sétimo arrombamento e segurou o homem até a chegada da PM

A série de arrombamento realizada por Alacson Cesar Pereira Silva, de 48 anos, parece que chegou ao fim. Pelo menos é o que espera uma das vítimas, Maria Francisca, que teve a residência arrombada por sete vezes em menos de um ano. Na última, quarta-feira (01) à noite, ela flagrou e segurou o suspeito até a chegada da PM.

“Minha casa foi furtada seis vezes. Eu já o vi na rua e teve uma vez, cerca de um ano atrás, que passei e o vi sentado debaixo do pé de manga no meu quintal, um dia após da casa ser roubada. Perguntei o que ele estava fazendo e até falei que minha casa foi assaltada, ele desconversou e até me xingou quando perguntei se não era ele o ladrão”, relatou a vítima.

Maria Francisca disse que já não aguentava mais ter os pertences furtados: “levou roupa, sapato, documentos meu e do meu filho, panela, bolsa de viagem da minha mãe, já fez vários limpas na minha casa e sempre deixa uma bagunça. Ele roubou há um ano, voltou dois meses depois. Uma das vezes ele arrombou a porta com facão, em outras três ele entrou pelo telhado, já entrou pela janela, depois pelo portão da garagem. Não aguento mais tanto prejuízo porque só de telhado já tive que trocar telhas quebradas nas três vezes que arrombou por lá”, desabafou.

Mas, ontem, o plano de Alacson foi frustrado e Maria Francisca o surpreendeu no momento do arrombamento. “Ele apareceu na PA 275, próximo da minha casa, que fica na rotatória próximo do viaduto da PA 160, e eu fiquei de olho. De longe eu vi ele já empurrando a porta e aí eu atravessei a rotatória, quando encostei, ele já estava em cima do pé de manga, tinha quebrado uma telha e estava pronto para entrar pela sétima vez. Quando ele me viu, ficou desesperado, pulou e saiu correndo por cima do canteiro fugindo pela rua Bolívia. Eu não resisti, saí e alcancei ele na rua. Eu tranquei ele, o segurei pelo colarinho e cós da calça e pedi ajuda para os vizinhos que chamaram a polícia. A PM chegou logo e fez a prisão”, descreveu Maria Francisca como evitou mais um arrombamento, porém nunca teve nenhum pertence recuperado.

O delegado, Fabrício Andrade, informou que Alacson é suspeito de arrombar e furtar residências nos bairros Tropical 1 e 2 e Betânia. Preso na madrugada, por volta das 2h30, ele gostava de retornar aos locais que arrombavam. “Só uma vítima teve a casa arrombada por ele três vezes nesta semana. A polícia militar encontrou o imóvel todo bagunçado e alguns objetos furtados foram rastreado e recuperados. Inclusive uma televisão foi encontrada num matagal”, informou Fabrício.

O homem que apresentou o documento inelegível foi identificado horas depois e está à disposição da justiça. O delegado pede para a população que também foi vítima de Alacson, residente no bairro Nova Vida 2, que procure e denuncie o crime na delegacia.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!