Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Exportação

Importação chinesa de ferro em setembro é a maior da história

Até o momento, neste ano, as importações somam 817 milhões de toneladas, alta de 7,1%. Em 2016 elas foram de 1,02 bilhão de toneladas.

Os desembarques no mês passado somaram 103 milhões de toneladas, segundo dados da Administração Geral de Alfândegas, e ultrapassaram recorde anterior de 96,5 milhões de toneladas em março deste ano. O número se compara a 92,99 milhões de toneladas em setembro de 2016 e 88,66 milhões de toneladas em agosto.

Até o momento neste ano, as importações somam 817 milhões de toneladas, alta de 7,1%. Nesse ritmo, o maior consumidor global de minério de ferro irá provavelmente ultrapassar as importações recorde do ano passado, de 1,02 bilhão de toneladas.

O governo chinês ordenou cortes na produção durante o inverno ao norte do país, incluindo algumas regiões chave da indústria de aço, como Hebei, Shandong e Shanxi, a partir de novembro, como parte de esforços para cumprir metas de qualidade do ar.

Os cortes originaram preocupações de que as siderúrgicas precisariam de menos matéria-prima. As usinas de aço vinham produzindo volumes recordes nos últimos meses, antes dos cortes, em uma tentativa de criar estoques e se aproveitar de preços em alta e das melhores margens de lucro em mais de uma década.

Além do Aço

As fábricas chinesas importaram muitas commodities no mês passado, em meio a custos crescentes e fornecimento mais apertado de matérias-primas na segunda maior economia do mundo, impulsionados pela campanha antipoluição de Pequim.

Mas a força na demanda de importação provavelmente não será sustentada nos próximos meses, já que muitas dessas empresas limitam a produção durante o inverno, de acordo com o programa da China para ter um ar mais limpo.

As siderúrgicas e os traders importaram um volume recorde de minério de ferro, enquanto as de carvão atingiram a máximo em quase três anos, os embarques de gás atingiram máximas de nove meses e as importações de cobre, bem como concentrados e minérios foram as maiores desde março.

A compra de commodities impulsionou um aumento melhor do que o esperado de 18,7% nas importações totais da China, informaram os dados aduaneiros nesta sexta-feira. Com informações da Reuters e da Bloomberg.

Deixe uma resposta