Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!

Lago do bairro Nova Carajás: opção de lazer e geração de renda em Parauapebas

Quem está à procura de uma atividade de lazer para aproveitar o final de semana pode encontrar no Lago da Nova Carajás uma boa opção. A área foi cedida para os cuidados da Prefeitura e conta com pista para caminhada, gramado ideal para piqueniques, playground, academia ao ar livre e pedalinhos para quem quiser passear nas águas do lago.

A diretora executiva de uma emissora de televisão local, Valquíria Silva, gosta de ir ao Lago, “é uma ótima opção de lazer, depois dos pedalinhos então, ficou melhor ainda!”, disse. Porém, o local de passeio apresenta alguns problemas como acúmulo de lixo, muitos vendedores ambulantes em barracas desordenadas e o barulho exagerado de som automotivo.

“Os carros com som automotivo incomodam muito, e as pessoas que vão para o Lago e ingerem bebida alcoólica em excesso acabam tirando o brilho do local e gerando insegurança. Além disso, carros nas vias de tráfego que muitas vezes impedem de passarmos, outros que são estacionados na área de gramado, atrapalhando o uso desses espaços, são alguns pontos que precisam ser melhorado no local”, acrescentou Valquíria Silva.

Muitos aproveitam também para se refrescar no Lago, apesar de placas proibindo o banho, o que é reforçado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente que confirma a presença de piranhas nas águas. Com relação à limpeza do local a Secretaria Municipal de Urbanismo (Semubr) informou que em função do feriado de finados precisou direcionar os esforços de limpeza urbana para o Cemitério Municipal e que a limpeza da área do Lago será regularizada novamente, a partir da próxima semana.

Nos últimos meses o número de ambulantes na área do Lago aumentou notoriamente e essa nova oferta de produtos, comida, bebidas e até serviços, tem atraído cada vez mais pessoas para a área de lazer. Márcia Nere Ribeiro Silva e seu esposo trabalham com o aluguel de pedalinhos no lago, eles cobram R$ 10,00 a cada 15 minutos de uso do veículo de passeio.

“Demorou três meses para conseguirmos o alvará da Prefeitura, autorizando o funcionamento do nosso empreendimento. Graças a Deus a procura pelos nossos serviços tem aumentado, principalmente aos finais de semana e feriado. Daqui tiramos nosso sustento”, informou a empreendedora. De acordo com a Semurb, foram recebidos 10 pedidos de licenciamento de ambulantes, destes, sete foram indeferidas por conta da estrutura das barracas e do controle do comércio no local.

Comentários ( 2 )

  1. O único porém é a sujeira deixada pelo pessoal que vai desfrutar do lago, quando passo lá, está cheio de copos e latas pelo chão, lamentável a falta de educação.

  2. Olha, falta de educação dos usuários e dos empresários, mas acima de tudo da prefeitura, ocorre isso. Um lugar lindo que poderia ser além de cartão postal, pois pessoas não usufruem de cartão postal… Uma lagoa bem cuidada, barracas padronizadas com uma seleção de microempresários bem feita, uma guarda municipal operante (se tiver veículo com som alto, bebedeira, lixo, etc. Ambulante não autorizado, e outros delitos mais) só acionar a polícia e recolher todo mundo. Pronto, tá feito o melhor lugar da cidade, nem precisa gastar dinheiro com orla do rio Parauapebas… Ai fica povo reclamando… O mais difícil está lá que é a lagoa, o calçadão e a infra. Agora é só vontade, educação e sangue no olho. #acordaparauapebas #emquemvcvotou? #PAZ

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!