Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Marabá

Marabá: antes de bater em retirada, Salame diz que novo gestor terá pepino grosso para descascar

Por Ulisses Pompeu –  de Marabá

Ao correspondente deste blog em Marabá, esta semana, o prefeito João Salame Neto rompeu um período de quase dois meses de silêncio na relação com a Imprensa local, depois que voltou a assumir a Prefeitura, após o afastamento por determinação judicial. Na entrevista, o gestor marabaense afirmou que sua gestão ficou comprometida nesta reta final por causa das manobras financeiras adotadas por seu vice, Luiz Carlos Pies (PT) durante os três meses em que o petista assumiu a Prefeitura, deixando um buraco na folha de pagamento da ordem de R$ 33 milhões.

O prefeito também avaliou seu governo, considerou que fez mais que os gestores anteriores juntos nos últimos 24 anos e desafiou alguém a provar o contrário. Embora sua promessa de asfaltar 500 km de ruas da cidade não tenha chegada a um terço disso, Salame alega que pavimentou 150 ruas, o que considera “o maior programa de asfalto da história de Marabá”.

Questionado se deixará dívidas com salário para o próximo prefeito pagar, João garantiu que vai se esforçar para pagar o salário de novembro e o 13º dos concursados, mas prevê que o de dezembro deverá ficar mesmo para o futuro prefeito quitar em 2017.

Acuado com greves e manifestações duras nas últimas semanas, o prefeito de Marabá avalia que os servidores que participam deste movimento (educadores e guardas municipais) estão sendo injustos porque ele foi um bom gestor para o funcionalismo, implementando uma série de medidas que trouxeram muitos benefícios.

Ao ser indagado se pretende criar uma comissão de transição, com membros da atual gestão e outros indicados pelo prefeito a ser eleito no próximo domingo, Salame garantiu que fará isso por decreto e vai abrir as contas do município, contratos e convênios que estão em andamento para que não haja problemas de continuidade.

Salame também alertou sobre o inchaço da Folha de Pagamento do município, principalmente na Educação e Saúde, que consomem muito mais do que o previsto da Receita Corrente Líquida. “No ritmo que vai, se providências não forem tomadas, daqui uns dias o dinheiro da Prefeitura vai somente para saúde e educação. Vai sobrar muito pouco para atender estradas vicinais, pontes, pavimentação de ruas e outras obras que a comunidade reivindica. Tudo bem que saúde e educação são prioridades e eu as tratei assim. Este mês de setembro, para pagar a Folha da Educação, eu repassei R$ 1 milhão a mais, além dos 25% devidos. De onde tirei esse valor? Foi do salário dos servidores contratados e comissionados que ainda não receberam o agosto, além de serviços que a comunidade reivindica”.

Por fim, o prefeito tratou de alfinetar os candidatos a prefeito em Marabá, os quais, segundo ele, estão fazendo um debate raso, sem apresentar propostas concretas para equilibrar receita e despesa. “As planilhas estão aqui disponíveis e quero ver quem será o bonzão para arrumar a casa sem precarizar o serviço que é prestado à população. Daqui um ano a gente volta a se falar para analisar essa situação”, ironizou.

Comentários ( 6 )

  1. O Salame devia ter vergonha,falar bobagem, só não é pior que as barbaridades que ele cometeu na “desadiministração”,se aliou ao PT na época da enganação,agora quer fazer previsão da futura gestão,se manca incompetente,presta contas de seus desmandos,porque você não convoca seu blogueiro oficial HB e começa mostrar o asfalto de merda que já tá se desfazendo.
    Não adianta se aliar ao próximo prefeito(seja lá quem for)a caixa preta de sua gestão vai ter que ser aberta…Salame você é uma vergonha,sinto vergonha alheia de ser seu conterrâneo.

  2. Pense num comunista caviar cara de madeira…….. Gente sem vergonha é assim mesmo… Todos os dias vejo os servidores na porta do gabinete dele, que eu acho que ele nem aparece la´……. Só quem for retardado pra cair num lero desses…..Esse rapaz é um produto da Serra Pelada, que só trouxe miséria, bandidos,aventureiros, prostituição, e esse tipo de estelionatário que esse rapaz se mostrou. Quem já o conhecia não tinha dúvidas…..

    1. disse tudo…por incrível que pareça,Marabá começou sua decadência justamente quando cresceu desordenadamente,hoje em dia são poucos os Marabaenses natos que tem alguma força política,para piorar, os que tem a chance de colocar as coisas no lugar,fazem como esse abestado.

  3. 1. não extinguiu secretárias
    2. aumentou os comissionados e os contratados
    3. fez progressões igual ao maurino e ao tião
    4. gastou pra eleger o irmão
    5. fez o asfalto folha
    6. comprou o avião
    7. e o helicoptero
    8. etc etc etc
    não pode ficar ameaçando fazendo terror. por que não te calas? (Chaves)

  4. As notas divulgadas pela assessoria de imprensa da prefeitura e suas contratadas são tão lindas quanto a propaganda eleitoral do senhor Valmir. Dá até vontade de morar na cidade que eles pintam.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!