Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
assembléia

Marabá: Vereadores Ray Athie e Irismar Melo fumam o cachimbo da paz. Prefeito desiste de extinguir a Secretaria de Turismo

Pedido de desculpas em público, feito da tribuna, foi inusitado e recebeu elogios
Por Eleutério Gomes – de Marabá

A sessão ordinária da Câmara Municipal de Marabá desta quarta-feira (6) foi marcada, logo na abertura do grande expediente, por um fato inusitado: o vereador Ivanildo Bandeira Athie (PCdoB), mais conhecido como Ray Athie, assumiu a tribuna para pedir desculpas publicamente à vereadora Irismar Nascimento Melo (PR). Como noticiado na época pelo Blog, no dia 2 de maio passado, ela chegou a pedir formalmente a cassação do mandato do colega, por falta de decoro. É que, no final de semana que antecedeu aquela sessão, Ray dirigiu ofensas a Irismar pela rede social WhatsApp.

Na ocasião, o vereador a acusou de ter dirigido ofensas, também pelo WhatsApp, ao pai dele, Michel Athie, um senhor de 90 anos de idade, durante uma partida de futebol transmitida pela TV. A vereadora negou ter dirigido qualquer ofensa ao ancião, afirmando que nas gravações dava para perceber que Ray estava embriagado.

Hoje, ambos fumaram o cachimbo da paz. Após ouvir o pedido de desculpas, Irismar aceitou, elogiou a atitude do colega e disse que tudo faz parte de um grande aprendizado, observando que o ser humano não nasce pronto.

Os vereadores Gilson Dias Cardoso (PCdoB), Ronisteu Araújo (PTB) e Miguel Gomes Filho (PP), entre outros, elogiaram a atitude de Ray Athie e também o comportamento de Irismar. “Esse é o Ray que eu conheço”, afirmou Miguel. Gilson enalteceu o ato de humildade do colega e Ronisteu que foi “uma atitude nobre de quem tem um grande caráter”.

Recuo

Outro fato marcante na sessão desta quarta foi o comunicado feito pelo próprio Ray, informando a todos que o prefeito Sebastião Miranda Filho (PTB) orientou a Procuradoria Geral do Município a solicitar a devolução, pela Câmara, do projeto do Executivo pelo qual a Secretaria Municipal de Turismo seria anexada – e se tornaria só um departamento – à Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Mineração, Ciência e Tecnologia.

O projeto, que teve parecer favorável da Comissão de Redação, Justiça e Legislação, já havia entrado na pauta de votações por três vezes – a última na terça-feira (5) -, mas não teve a aprovação da maioria dos vereadores para seguir às próximas comissões.

Na penúltima sessão da Câmara diante de mais um impasse, Ray Athie pediu vistas e, à tarde, acompanhado dos colegas, Antônio Márcio Gonçalves (PSDB), o Márcio do São Félix; Rodrigo Lima da Silva (PRB), Cabo Rodrigo; e Pedro Correa Lima (PTB), este presidente da CMM, mantiveram longa reunião com o prefeito, ao final da qual o gestor ordenou a retirada do projeto. Logo, a Secretaria Municipal de Turismo não mais será extinta.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!