Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Justiça

MP vê indícios de 20 servidores fantasmas em secretaria de Marabá (atualizada)

Na manhã desta sexta-feira, 30 de setembro, debaixo de muita chuva, o Ministério Público Estadual realizou uma averiguação na Secretaria de Agricultura de Marabá (Seagri) após receber denúncia de que lá existem servidores fantasmas. Segundo a promotora Mayanna Queiroz, foi constatado que alguns deles somente iam para assinar o ponto e outros sequer eram conhecidos dos demais servidores que trabalham no local.

Segundo ela, há cerca de 20 suspeitos de serem fantasmas na Secretarias, caracterizando improbidade administrativa. Há indícios, também, de que os servidores que deviam estar trabalhando na Seagri, na verdade cumprem expediente em campanhas eleitorais. “Tudo será melhor apurado no curso do procedimento”, disse a promotora.

Um servidor da Seagri informou ao blog que a ação contou com a participação de três promotores e policiais militares. “Nossos celulares foram confiscados, mas depois da operação, eles devolveram. “Estou chocado. Trabalho aqui e não sabia que uma recepcionista fantasma ganhava R$ 5 mil”, conta ele.

O Blog entrou em contato com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Marabá e solicitou a versão da Seagri em relação ao procedimento realizado pelos representantes do Ministério Público, mas até às 17h45 não recebeu retorno.

Atualização – Nota da Prefeitura de Marabá

1) Sobre a suposta existência de funcionários-fantasmas na Seagri, a Administração Municipal tem a declarar que se coloca à disposição da Justiça para os esclarecimentos que se fizerem necessários a fim de  apurar a existência ou não dessa grave irregularidade, para que os culpados possam responder a processo administrativo e esse vício seja sanado da Prefeitura de Marabá.
2) Operação Voto Batizado – A Prefeitura de Marabá esclarece que não pactua com esse tipo de ação e salienta que também tem o maior interesse em apurar as denúncias feitas ao MPE.
Adianta, ainda, que, caso a denúncia seja verdadeira, os responsáveis serão rigorosamente punidos e contra eles serão tomadas as medidas legais, uma vez que tal ato estaria também lesando os cofres públicos.
A Administração Municipal coloca-se também à disposição do MPE e da Polícia Federal para quaisquer esclarecimentos e reafirma sua disposição em colaborar com as investigações.

Seja o primeiro a escrever um comentário

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!