Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Gestão

Municípios paraenses são apresentados a novo instrumento de captação de recursos

FAMEP e Senar-PA, como apoio da Confederação Nacional dos Municípios, Caixa e Ministério da Integração Nacional, apresentaram aos municípios do Pará nesta quinta-feira(16), o Escritório de Captação de Recursos

“Nós temos a informação que todo final de ano são devolvidos milhões de reais aos cofres da União por falta de projetos municipais e isso faz uma diferença imensa no desenvolvimento dos municípios. Este é  um novo momento para os municípios em que vai ser possível acessar com qualidade estes recursos”.

A fala é do prefeito de Muaná, Sérgio Murilo dos Santos, sobre as dificuldades dos municípios em captarem recursos para as demandas municipais. Pensando em facilitar esse trabalho, a Federação das Associações dos Municípios do Estado do Pará – FAMEP e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-PA), como apoio da Confederação Nacional dos Municípios, Caixa e Ministério da Integração Nacional, apresentaram aos municípios do Pará nesta quinta-feira(16), o Escritório de Captação de Recursos no I Seminário de Introdução, promovido no auditório da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia(Sudam), em Belém.

 Mais de 200 prefeitos e técnicos municipais estão participando do evento. Nele, os gestores municipais estão conhecendo esse novo instrumento de captação de recursos. O curso acontece até esta sexta-feira (17), é voltado para os servidores que atuam na gestão de Convênios e Contratos.

“É um sistema interessante, porque ele informa em dados reais a captação de recursos que o município pode ter tanto à nível dos programas federais como estaduais, e internacionais. Esse sistema também informar ao prefeito quais são as atribuições dele para captar o recurso e quais os custos reais de manutenção dos serviços”, secretário geral da CNM, Eduardo Tabosa Jr. Ele reforçou também que o sistema apresenta ainda o custo real que o município terá na construção e implementação de novos serviços a comunidade.

O Pará é o primeiro estado brasileiro a utilizar a ferramenta. “A CNM adquiriu o sistema da Federação do Comércio de Santa Catarina e está disponibilizando aos estados, sendo que o Pará teve a primeira entidade estadual a utilizar o sistema e apresentar aos seus municípios”, afirmou o secretário executivo da Famep, Josenir Nascimento, destacando o papel da Federação ao sair na frente na assessoria aos municípios.

Ele explicou que além do seminário e da plataforma, a parceria permite aos gestores ter um acompanhamento técnico enquanto utilizam a ferramenta, possibilitando a solução de dúvidas e questionamentos. “Na Famep vamos ter servidores acompanhando o sistema, nas associações dos municípios vamos ter dois ou três servidores e nas prefeituras vamos ter a estrutura que os prefeitos montarem, que pode ser secretaria, assessoria, etc. Com isso, a gente espera que todos os municípios do estado do Pará estejam utilizando e fechar o ciclo do processo”, disse.

Na abertura do evento, estiveram presentes representantes da CNM, Famep, Ministério da Integração Nacional, Sudam, Senar, associações municipais e consórcios regionais de municípios.

Deixe uma resposta