Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Marabá

Nem metade dos professores usou crédito no Salão do Livro em Marabá

Educadores de Parauapebas e outros municípios da região têm até domingo para usarem bônus do governo do Estado no valor de R$ 200,00

Cerca de 30% dos professores da rede estadual do sul e sudeste do Pará usaram o Credlivro oferecido pelo governo do Estado para adquirirem livros no Salão do Livro que está acontecendo no Centro de Convenções em Marabá. Do universo de 1.953 professores que têm direito ao benefício de R$ 200,00, menos de 700 tinham ido ao evento ou enviaram representantes.

Arilene Piedade, da SEDUC, ressalta que todos os educadores que trabalham em escolas estaduais do sul e sudeste do Pará estão habilitados a comprar livros no Salão do Livro, com crédito de R$ 200,00 cada. “Quem não puder vir, deve enviar representante, com procuração registrada em cartório, para poder adquirir livros nos dois dias e meio que restam”, diz ela.

Domingos Filho, analista do Banpará, um dos bancários destacados para atender os professores com o Credlivro, salienta que os dias mais movimentados por professores para retirar o cartão e comprar livros foi sábado, dia 27, e no feriado do Dia do Trabalhador. Ele espera que nos dois últimos dias do evento o número de professores validando seu cartão para aquisição de livros cresça novamente. Ele revelou que até pouco antes de meio dia, o total de professores da rede municipal que usaram o Credlivro chega a 59%, o que representa pouco mais de 1.100 pessoas. O número de educadores que têm direito ao benefício ultrapassa a casa dos 1.900.

Veja também:  Salão do Livro abre nesta sexta em Marabá com crédito de R$ 800 mil

No caso do município de Marabá, o secretário de Educação, Luciano Dias, explica que os educadores devem retirar um cartão exclusivo para aquisição de livros até o limite de R$ 150,00 e comprarem como se fosse um cartão de débito. “É um benefício que está sendo elogiado por muitos professores. Caso não façam uso, o crédito se desfaz e ninguém vai poder fazer uso dele”, lamenta.

APRESENTAÇÕES

As apresentações de estudantes da rede municipal e também da Fundação Casa da Cultura de Marabá no Salão de Livros encerra nesta sexta-feira. Mas a programação cultural avança no sábado e domingo.

Ulisses Pompeu – de Marabá

Deixe uma resposta