Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Polícia Militar

Novo comandante do CPR-II assume e se reúne com oficiais dos batalhões subordinados a ele

O coronel Mauro Sérgio tem em mente otimizar os recursos da tropa e trabalhar baseado em indicadores da violência

Por Eleutério Gomes – de Marabá

O coronel Mauro Sérgio Marques da Silva, nomeado ontem (10) chefe do CPR-II (Comando de Policiamento Regional-II), da Polícia Militar do Pará, já começou a despachar nesta quarta-feira (11), em Marabá, sede da instituição, onde concedeu entrevista ao Blog.

Responsável agora pelo 4º Batalhão de Polícia Militar (BPM) e pelo 34º BPM, ambos em Marabá; 23º BPM, em Parauapebas; e pela 11ª CIPM (Companhia Independente de Polícia Militar), em Rondon do Pará, cuja área de atuação abrange 16 municípios, o oficial afirma que pretende começar seu trabalho otimizando os recursos dos quais a PM dispõe no momento.

“É saber utilizar o policiamento da melhor forma possível. Qualificar o nosso policial e prepará-lo para atender cada vez melhor a nossa sociedade. Então, em cima disso, a gente pega alguns indicadores de violência e passa a saber o horário e o local de maior incidência criminal e, a partir daí, otimizamos os recursos, realocando o policial para esses horários e locais, a fim de combater aquele tipo de crime”, detalha o coronel.

Segundo ele, a polícia sabe que a criminalidade é dinâmica e que vai se deslocar e o trabalho da segurança segue na mesma direção, porém se antecipando, fazendo um trabalho preditivo e ações preventivas onde houve a probabilidade de acontecer o crime.

“Esse é o nosso papel aqui, principalmente chegar mais próximo da tropa, sempre fomos linha de frente e conhecemos bastante o nosso cenário operacional. Então, fica muito mais fácil lidar com a situação. Apesar de ser de outro Estado [Amapá], conhecemos bastante a região”, afirma Mauro Sérgio, que já está há 22 anos no sudeste do Pará. Sobre um possível reforço numérico no efetivo da PM no âmbito do CPR-II, ele disse que isso já está sendo suprido parcialmente tanto em Marabá quanto em Parauapebas, onde estão em treinamento novos policiais militares.

“Vai suprir em grande parte a nossa demanda regional e, em verdade, é necessário equacionar e otimizar os recursos. Eles têm de ser bem administrados e assim conseguimos bons resultados”, avalia.

Em princípio, segundo o novo comandante do CPR-II, não haverá mudança de comando nas unidades geridas por ele, mas acontecerá “a implantação de um tipo de gestão, do um modo de administrar” e, dentro dessa filosofia, “aqueles que se enquadrarem, permanecem”.

A troca de comando ocorre na próxima terça-feira (17), mas nesta quarta-feira o coronel Mauro Sérgio já se reúne com os comandantes sob a jurisdição dele para dizer qual a sua doutrina de trabalho, os planos de ação, os diagnósticos da região, “para que tenha uma administração colaborativa”.

“Fica mais fácil quando você se relaciona com os comandantes e escuta, principalmente, a tropa, que está nas ruas, que conhece. O bom gestor é aquele que escuta os seus parceiros de combate”, define. O comandante do CPR-II encerra dizendo que a população pode esperar do comando dele a dedicação, o compromisso que ele tem para com a região e que será implantado no dia a dia. Ele
manifestou gratidão pelos amigos que tem no sudeste do Estado por tudo que a região lhe proporcionou. “Se sou policial e cheguei à conquista deste posto, deste cargo, foi justamente por causa desses amigos e desta região”, reforça.

Mauro Sérgio assume o CPR-II em função da transferência do coronel Almério Moraes Almeida Júnior para a Reserva Remunerada da PM. Ele passa a ser responsável pela segurança de 792.914 habitantes dos municípios de Abel Figueiredo, Bom Jesus do Tocantins, Brejo Grande do Araguaia, Canaã dos Carajás, Curionópolis, Eldorado dos Carajás, Itupiranga, Marabá, Nova Ipixuna, Palestina do Pará, Parauapebas, Piçarra, Rondon do Pará, São Domingos do Araguaia, São Geraldo do Araguaia e São João do Araguaia.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!