Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
futebol

Parauapebas Futebol Clube vai forte para cima da Tuna Luso em busca de uma vaga na semifinal da Segundinha do Parazão

A partida é válida pelas quartas de final em jogo único no Rosenão e sem vantagem para nenhuma das equipes
Por Fábio Relvas

Após o empate sem gols diante do Carajás no dia (05/11), no estádio Rosenão, valendo pela quarta rodada da fase de classificação da Segundinha do Parazão, o Parauapebas Futebol Clube (PFC) teve um bom período para se preparar visando as quartas de final. De lá para cá, muitas coisas mudaram. A primeira delas foi a troca de comando, saindo o técnico Everton Goiano e assumindo o seu conterrâneo Léo Goiano. Outra mudança foi a forma de atuar da equipe, coisa visível nos treinamentos, coletivos e jogo treino realizado no último final de semana, quando o PFC massacrou a seleção local por 10 a 0.

Na última segunda-feira (13/11), a Federação Paraense de Futebol (FPF), realizou o sorteio das quartas de final da Segundinha do Parazão. A Tuna Luso Brasileira, tradicional equipe da capital Belém, caiu como a adversária do Gigante de Aço na competição estadual. Um duelo de jogo único que promete fortes emoções, já que ambas as equipes montaram bons elencos para subir e voltar a tão sonhada elite do futebol paraense.

“A preparação está intensa, o jogo entre Parauapebas e Tuna Luso vai pedir um nível de concentração muito alto. Qualidade técnica, qualidade física, qualidade tática muito grande, mas o grupo tem assimilado muito bem, tudo aquilo que nos temos proposto e isso aumenta a confiança de todos para que a gente possa fazer um grande jogo no próximo domingo no Rosenão”, afirmou Léo Goiano, técnico do PFC.

Assim que foi acertada a sua volta ao Parauapebas Futebol Clube, o técnico Léo Goiano indicou mais um atleta para reforçar o grupo. Trata-se do lateral-esquerdo Jaquinha, que atuou com o próprio treinador no Clube do Remo, onde disputou o Campeonato Brasileiro da Série C deste ano, mas para esse duelo diante da Elite do Norte, o novo reforço ainda não vai poder estrear, devido a sua regularização.

“Gostaríamos muito de contar com ele, infelizmente não vamos poder contar nesses jogos finais, mas o grupo é forte, o grupo tem consciência de tudo aquilo que se tem que fazer. Não vamos poder contar com ele, mas vamos com todos aqueles que estão a disposição. A contratação do Jaquinha foi devido a ter somente o Neilson para esquerda e o mesmo está pendurado com dois cartões amarelos”, disse Léo Goiano.

A campanha do Gigante de Aço vem sendo satisfatória na Segundinha do Parazão. O time segue invicto. Em quatro jogos, a equipe somou oito pontos, sendo duas vitórias e dois empates, marcando sete gols e sofrendo apenas dois, tendo um saldo positivo de cinco bolas. Com esse retrospecto a equipe alcançou na fase de classificação 66,7% de aproveitamento, terminando em primeiro lugar na Chave A2 da competição.

“Nós todos trabalhamos firmes durante a semana em busca do nosso objetivo, que é a vitória no domingo diante da Tuna Luso. Espero que a gente possa fazer o nosso melhor no domingo para passar para a próxima fase que é semifinal e ficar a um passo do nosso principal objetivo, que é subir a equipe aqui da cidade, o Parauapebas Futebol Clube”, falou Cristiano Conceição, zagueiro do PFC.

A única vantagem do Parauapebas em relação a Tuna Luso nas quartas de final é de atuar em casa. Segundo o regulamento da competição, caso as partidas das fases eliminatórias terminem no empate, a disputa para se conhecer o vencedor será nos tiros livres da marca da cal. Nesse quesito, o Gigante de Aço está bem servido, já que conta com o goleiro Cleriston, que afirmou nunca ter perdido em disputa de pênaltis.

“As expectativas é das melhores. A gente vem trabalhando forte para que possamos conseguir o resultado positivo no domingo. Sabemos das dificuldades do adversário que vamos enfrentar, uma grande equipe e tradicional do futebol paraense, mas aqui também tem jogadores de qualidade, então vamos trabalhar firme durante esses poucos dias que temos agora para que possamos fazer um grande jogo no final de semana e sairmos coroados com essa vitória. Já passei por disputas de pênaltis na minha carreira e graças a Deus ganhei todas”, declarou Cleriston, goleiro do PFC.

A diretoria do Parauapebas já iniciou as vendas dos ingressos para a partida diante da Tuna Luso. O valor segue o mesmo dos jogos anteriores, diante da Desportiva Paraense e Carajás, custando R$ 10. O bilhete pode ser adquirido até o dia do jogo no estádio Rosenão.  A cúpula do Gigante de Aço e o técnico Léo Goiano, acreditam em casa cheia no domingo. É a grande chance do time da Capital do Minério chegar bem próximo de seu objetivo.

“Você conhecer seu campo, você jogar diante da sua torcida, você tem que fazer isso prevalecer, essa condição de mandante. Você precisa ser forte, você precisa ser muito organizado, apesar de que vamos enfrentar uma equipe muito qualificada, uma equipe que é protagonista também na competição, mas vai ser um grande jogo e a gente espera ser muito forte no domingo e alcançar o objetivo que nós traçamos desde a minha chegada”, finalizou Léo Goiano.

A partida entre Parauapebas e Tuna Luso está marcada para o próximo domingo (19/11), às 16h, no estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão. O árbitro principal será Raimundo Gilson Gonçalves de Brito, tendo as assistências de José Jacemir Gonçalves de Brito e Ivaldo de Oliveira dos Santos. O quarto-árbitro fica por conta de Edinaldo Alves de Souza.

Deixe uma resposta