Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
polícia

Parauapebas: Homem executado na zona rural não tinha inimigos

É o que afirma a família, segundo a qual, ele também não tinha passagem pela polícia
Continua depois da publicidade

Durval Santana Silva, 41 anos, natural de Cajari (MA), foi executado por volta das 15h30 de ontem (12), na porta da casa dele, por dois indivíduos que estavam em uma moto, aparentando, segundo as testemunhas, entre 20 e 30 anos de idade. Eles bateram na porta, Durval atendeu e os desconhecidos pediram um copo d’água e ele foi buscar, quando apareceu na porta, já de volta, os pistoleiros fizeram seis disparos, provavelmente de revólver, contra ele, três atingiram o alvo, mas só um foi fatal.

 A família diz não saber o motivo da execução, uma vez que Durval não tinha inimigos, nem passagem pela polícia. A vítima morava no PA Goiano, próximo ao Rio Itacaiúnas, a 10 km da Comunidade Vila Marinês, distante 60 km do limite de Parauapebas, já considerado território marabaense.

De acordo com o investigador Pacheco, da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil, que esteve no local do crime, disse que os familiares de Durval Silva ainda estão assustados com o caso, pois não conseguem encontrar explicação para o assassinato.

Veja também:  Governo promove a formatura de quase 2 mil novos policiais militares
Reportagem: Ronaldo Modesto 

Deixe uma resposta