Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
futebol

Parauapebas massacra a seleção municipal, por 10 a 0, em jogo treino no estádio Rosenão

O PFC vai conhecer o seu adversário das quartas de final da Segundinha na próxima segunda-feira
Por Fábio Relvas

Apesar de folgar na quinta e última rodada da Segundinha do Parazão, o Parauapebas Futebol Clube (PFC) conquistou vaga em 1º lugar da Chave A2 com oito pontos conquistados. A primeira posição veio devido ao tropeço da equipe do Izabelense, que perdeu para o Tiradentes, por 1 a 0, no estádio Mamazão, em Outeiro.  Sendo assim, o Gigante de Aço vai decidir em casa o jogo das quartas de final.

Para não deixar o time parado, a diretoria do clube a pedido do técnico Léo Goiano, marcou um jogo treino na manhã deste sábado (11/11), no estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão. O PFC mostrou que não está para brincadeira e massacrou a seleção municipal pelo placar de 10 a 0. Destaque para o atacante Danúbio, prata da casa, que deixou suar marca por duas vezes, além dele também marcaram o meio-campo Flamel e os atacantes Everson Bilau, Monga e Tozim. A ideia é não deixar a equipe perder o ritmo de jogo com essa folga na tabela.

“Eu encontrei coisas muito boas aqui, um elenco bem montado, um trabalho bem feito pelo professor Everton. Porém agora é dá aquela identidade que a gente tem o costume nas equipes que eu trabalho. Eu gosto de uma equipe muito intensa. Nas equipes onde a gente trabalha tem necessidade de tudo isso, uma equipe competitiva, uma equipe que quer vencer, uma equipe que quer chegar, alcançar os objetivos grandes como são, tem que ter esse perfil e essas virtudes”, afirmou Léo Goiano.

O time retorna a campo pela Segundinha na próxima semana valendo pelas quartas de final. Como ficou em 1º lugar da Chave A2, o PFC vai encarar os segundos ou terceiros colocados de outras chaves, com partida única no estádio Rosenão. O próximo adversário será conhecido nesta segunda-feira (13/11), quando haverá um sorteio na sede da Federação Paraense de Futebol (FPF), na capital Belém, envolvendo os representantes das oito equipes classificadas. O time terá uma semana de treinos visando o jogo da fase eliminatória.

“Desde o primeiro dia passamos para os atletas o que nós queremos e vamos trabalhar. Trabalhar forte, trabalhar duro, porque é possível e vamos muito forte, pisando muito firme para a gente alcançar esse objetivo. A Segundinha é uma competição que se você vacilar, você fica fora. Então todas as equipes são perigosas, não tem mata-mata, só tem mata e se torna um campeonato diferente. O Tapajós montou uma equipe forte com atletas acostumados a disputar esta competição e atletas vencedores. Acho que Parauapebas, Tuna Luso e Tapajós montaram bons elencos e tem possibilidade de subir”, disse Léo Goiano.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!