Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Parauapebas

Parauapebas: servidores em greve retornam ao trabalho (atualizada)

Nota da PMP
Em reunião realizada entre o Governo Municipal e representantes dos Sindicatos e do Legislativo, nesta sexta-feira, 10 de junho, ficou determinado o fim da greve com o retorno dos servidores grevistas aos trabalhos públicos municipais.

O Governo Municipal ressalta que sempre esteve e estará aberto ao diálogo com todas as categorias da sociedade e que está trabalhando para construir uma Parauapebas cada dia melhor.

Prefeitura Municipal de Parauapebas
Assessoria de Comunicação Social
=============================================
Nota do Sinseppar
Após 10 dias de greve dos Servidores Públicos do Município de Parauapebas, finalmente o Prefeito Valmir Mariano reabre a Mesa de Negociação e apresenta avanços nas pautas de reivindicações do SINSEPPAR.
ABONO DOS DIAS PARALISADOS
A rodada de negociação se deu na sala de reuniões do Gabinete do Prefeito, com mais de 3 horas de duração, onde inicialmente o Governo demonstrou-se relutante em abonar os dias paralisados pelos servidores, mas logo em seguida a equipe de governo apresentou proposta de abonar apenas 50% dos dias parados, que mais uma vez foi recusada pelo sindicato.
Após exaustiva negociação desta pauta e a demonstração de bom senso por parte do prefeito, chegou-se ao consenso de que o movimento grevista tem abonado 100% dos dias paralisados.
PROCESSO DE REAJUSTE JUDICIAL
Quanto ao processo de reajuste judicial, o SINSEPPAR encaminhou proposta junto ao governo de que no próximo dia 13 de junho (segunda-feira), às 10h, estariam sentando uma equipe do SINSEPPAR e da SEMAD, para dar inicio ao levantamento de todos aqueles servidores que tem direito ao reajuste judicial, porém, não recebem. Em seguida, depois do levantamento dessas informações, o governo apresentará um cronograma de pagamento a todos aqueles servidores que fazem jus a este direito.
RETROATIVO DO REAJUSTE SALARIAL E VALE ALIMENTAÇÃO
Quanto ao pagamento do retroativo, o prefeito Valmir apresentou proposta inicial de pagamento em 3 parcelas, onde o pagamento referente ao mês de fevereiro seria pago até o dia 10 de julho, o mês de março até 10 de agosto, e o mês de abril até o dia 10 de setembro. Esta proposta foi imediatamente recusada pelos sindicatos. Em seguida, o prefeito reuniu-se com sua equipe de governo e apresentou uma nova proposta de pagamento sendo em 2 parcelas, onde o mês de fevereiro será pago até 10 de julho, e os meses de março e abril, até o dia 10 de agosto.
PAUTAS ESPECÍFICAS
Nas pautas específicas, deliberou-se um cronograma de agendas para cada secretaria, onde no próximo dia 15 de junho (quarta-feira), às 16h, no Gabinete do Prefeito será aberta a mesa de negociação da Assistência Social, onde participarão membros do SINSEPPAR, servidores da assistência, representantes da secretaria e do gabinete do prefeito.
No dia 16 de junho (quinta-feira), às 17h, será aberta a mesa de negociação específica da SEMSA, com representantes do SINSEPPAR, servidores da secretaria de saúde, secretário de saúde e representante do gabinete do prefeito. Dentre os pontos a serem tratados nesta reunião, incluem-se o chamamento dos Agentes Comunitários de Saúde, Agentes de Combate a Endemias, Enfermeiros e Técnicos de Enfermagem.
O Prefeito Valmir assumiu ainda o compromisso de que ao ser identificado dificuldades no dialogo das pautas, estaria à disposição de para convocação e contribuição no avanço das mesmas.
Após cansativa negociação e a apresentação das propostas, a comissão de negociação do SINSEPPAR encaminhou-se até os servidores que aguardavam no hall de entrada da PMP, para apresentação das propostas e deliberação das mesmas, as quais foram aprovadas por unanimidade pelos servidores presentes na assembleia.
===========================================
Nota Sintep
Reunida em Assembleia Geral realizada no plenário da Câmara Municipal de Parauapebas, a categoria dos trabalhadores rejeitou a proposta apresentada pelo governo e deliberou pela manutenção da greve. Portanto, o Sintepp informa que a greve dos trabalhadores da educação está mantida e convoca toda a categoria da educação para um ato público em frente à prefeitura no dia 14 de junho a partir das 8h.
Rosemiro Laredo
Coordenação geral

Seja o primeiro a escrever um comentário

  1. os servidores da semas tem que solicitar ao prefeito a exoneração do secretário sem palavras, e alguns chefes imediatos desqualificados para a função

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!