Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Série B

Paysandu domina o Criciúma na Curuzu, vence por 1 a 0, e fica perto de seu objetivo na Série B

O Papão não teve dificuldades em vencer o Tigre e somou mais três pontos importantes
Por Fábio Relvas

O Paysandu Sport Club deu um passo importante para permanecer na Série B na temporada de 2018. Em partida válida pela 32ª rodada, o time bicolor venceu o Criciúma-SC, por 1 a 0, na noite desta sexta-feira (27/10), no estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém, e chegou aos 41 pontos na classificação do Brasileirão, ocupando agora a 11ª posição. O gol único do jogo foi assinalado pelo meia Fábio Matos, aos 24 minutos do 1º tempo, enlouquecendo os mais de seis mil bicolores que compareceram ao Vovô da Cidade.

O Papão volta a campo contra o Vila Nova-GO, na próxima sexta-feira (03/11), às 20h30, no estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém, em jogo válido pela 33ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

O jogo: Papão 1 x 0 Tigre

O técnico Marquinhos Santos do Paysandu, afirmou durante a semana, que a partida contra o Criciúma seria uma das mais importantes de toda a Série B até o momento e que só a vitória interessava ao time paraense. O Papão começou a partida sufocando o adversário, que por sua vez, estava em uma sequência negativa de três derrotas consecutivas. O zagueiro Edson Borges fez lambança perto da área e perdeu a bola para Renato Augusto, que acionou o atacante Marcão, mas o chute do atleta bicolor foi para a fora, assustando o goleiro Luiz do Tigre.

O meio-campo Fábio Matos, que ainda não havia marcado com a camisa do Papão, queria jogo. Na primeira bola que recebeu, avançou em velocidade e disparou, mas o chute saiu fraco pela linha de fundo. O Paysandu estava querendo testar o goleiro adversário e em outra tentativa de fora da área, o volante Nando Carandina arriscou, mas errou o alvo. Marcão descobriu Fábio Matos na área, que sozinho entrou para finalizar, só que a arbitragem assinalou impedimento no lance.

O time da casa encurralava o Criciúma, que só se defendia em campo. Em um escanteio cobrado, a bola sobrou para Marcão, mas o chute saiu fraquinho sem perigo. De tanto insistir, o Papão chegou lá. Aos 24 minutos, Juninho arrancou pela direita e cruzou na medida para a chegada de Fábio Matos, que bateu de primeira, a bola passou por baixo do goleiro Luiz e foi parar no fundo da meta do Tigre, 1 a 0, para a alegria da Fiel Bicolor. Fábio Matos desencantou e marcou seu primeiro gol defendendo a equipe bicolor e acabou tomando cartão amarelo na hora da comemoração por tirar a camisa.

O gol colocou fogo no jogo e o Paysandu seguiu firme em cima do adversário. O atacante Marcão se livrou da marcação e disparou, o goleiro Luiz teve que se virar e defender em dois tempos. O meia Juninho recebeu na área, mas o arqueiro de Santa Catarina saiu da meta abafando o chute e a bola se perdeu para escanteio. O Papão perdeu uma chance real quando Caion deu um ótimo passe para Marcão, que saiu do goleiro Luiz e rolou para Guilherme Santos marcar, mas o lateral-esquerdo bicolor fez o mais difícil e mandou por cima da meta vazia. No último lance da primeira etapa, o meia Alex Maranhão do Tigre, caiu na área e pediu pênalti. O árbitro mandou seguir.

Na segunda etapa, o Papão seguiu em cima. O atacante Caion, se livrou da marcação e chutou sem força e sem perigo a meta de Luiz. Mais uma vez Marcão pegou uma sobra na área e de frente, carimbou na zaga adversária. A primeira chance do Criciúma aconteceu somente aos 15 minutos, quando Alex Maranhão recebeu na entrada da área e bateu de primeira, a bola passou por cima da trave de Marcos Milanezi.

O atacante Caion, que também ainda não conseguiu marcar seu gol com a camisa do Paysandu, recebeu passe em profundidade e bateu firme cruzado, o goleiro Luiz salvou espetacular o Tigre. Alex Maranhão cobrou falta na área, o zagueiro Edson Borges subiu sozinho e cabeceou sem direção, perdendo uma grande chance para os visitantes. O Criciúma sentiu que poderia chegar e teve mais uma chance com o atacante Silvinho, mas o chute foi tão longe, que quase a bola saiu do estádio da Curuzu.

Nas poucas chances que teve, o Tigre levava perigo a meta bicolor. Em um escanteio cobrado por Silvinho, o lateral-esquerdo Diego Giaretta, testou firme para marcar, a bola bateu na trave de Marcos Milanezi, assustando a Fiel Bicolor. O atacante Moisés, ex-Paysandu, recebeu na frente e sozinho mandou para fora, só que a arbitragem paralisou tudo marcando impedimento do atleta do Criciúma. O Paysandu voltou a atacar com o meia Diogo Oliveira, que entrou no jogo e foi logo arriscando de fora da área, Luiz defendeu no canto e mandou para escanteio.

Em um contra-ataque bicolor, o lateral-esquerdo Guilherme Santos entrou sozinho para marcar, mas o atleta do Paysandu quis imitar o atacante Silvinho do time adversário, e quase mandou a bola para fora do estádio. Alex Maranhão cobrou falta da esquerda na cabeça do meia João Henrique, que sozinho mandou para fora, a bola passou tirando a tinta da trave. Seria um castigo para o Papão. Final de jogo: Paysandu 1 x 0 Criciúma.

FICHA TÉCNICA

PAYSANDU: Marcos Milanezi; Ayrton, Perema, Diego Ivo e Guilherme Santos; Renato Augusto, Nando Carandina e Fábio Matos (Augusto Recife); Caion (Magno), Marcão e Juninho (Diogo Oliveira). Técnico: Marquinhos Santos

CRICIÚMA: Luiz; Maicon Silva, Raphael Silva, Edson Borges e Diego Giaretta; Ricardinho (João Henrique), Barreto, Caíque (Caio Rangel) e Alex Maranhão; Silvinho e Lucão (Moisés). Técnico: Beto Campos

Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza – SP (CBF)

Assistentes: Daniel Luis Marques – SP (CBF) e Daniel Paulo Ziolli – SP (CBF)

Cartões Amarelos: Fabio Matos, Guilherme Santos e Marcão (Paysandu); Ricardinho, Maicon Silva, Barreto e Diego Giaretta (Criciúma)

Gol: Fábio Matos, aos 24 minutos do 1º tempo para o Paysandu

Local: Estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém

Público pagante: 2.848

Sócio Bicolor: 2.006

Credenciados: 1.370

Total: 6.224

Renda: R$69.590,00

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!