Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Futebol

Paysandu e Santos-AP empatam em São Luís e a decisão da vaga para a final da Copa Verde ficará para o Mangueirão

As duas equipes fizeram uma partida equilibrada e agora vão decidir a vaga na final em Belém na próxima terça-feira

Por Fábio Relvas

Santos-AP e Paysandu entraram em campo na noite deste sábado (15/04), valendo pelo jogo de ida da semifinal da Copa Verde. O mando de campo era do Peixe da Amazônia (como é chamado o time do Amapá), mas a partida foi jogada em campo neutro, no estádio Castelão, em São Luís, no Maranhão, pelo fato do estádio Olímpico Zerão, em Macapá, não ter capacidade para no mínimo 10 mil pessoas, como pede o regulamento da competição, quando entra na fase semifinal. O estádio Zerão tem capacidade para apenas 5 mil torcedores.

O Papão se sentiu em casa, já que a Fiel Bicolor invadiu o Castelão para empurrar o time.

Várias caravanas saíram da capital Belém rumo a São Luís. Mas a festa bicolor foi frustrada pela boa equipe do Peixe da Amazônia, que abriu o placar aos 18 minutos do 1º tempo com o meia Rafinha. O Paysandu chegou ao empate ainda na primeira etapa com o gol do atacante Leandro Carvalho, aos 37 minutos.

As duas equipes voltam a campo na próxima terça-feira (18/04), às 20h30, no estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém. Quem vencer vai para a final da Copa Verde. Se o placar terminar com empate de 0 a 0, classifica o Papão. Placar de 1 a 1 a decisão vai para os pênaltis. Em caso de empate de 2 a 2 em diante, a vaga fica com o Peixe da Amazônia.

Na outra semifinal da Copa Verde, o Luverdense-MT derrotou o Rondoniense-RO, por 2 a 1, no

estádio Arena da Floresta, em Rio Branco, no Acre. O time do Mato Grosso abriu uma boa vantagem para garantir sua classificação. Ricardo e Bágio marcaram os gols do Luverdense, aos 14 e 26 minutos do primeiro tempo, respectivamente. Enquanto que Careca descontou para o Rondoniense, aos 31 minutos do segundo tempo. A partida da volta está marcada para a próxima quinta-feira (20/04), às 20h30, no estádio Passo das Emas, em São Lucas do Rio Verde.

O jogo: Santos-AP 1 x 1 Paysandu

As duas equipes começaram se respeitando e um adversário estudando o outro. Mas com melhor posse de bola, o Paysandu começou a atacar o Santos. Leandro Carvalho puxou contra-ataque pela direita para o Papão, chutou para o gol, a bola desviou na zaga e sobrou para Daniel Sobralense, que também finalizou travado, a chance voltou para Leandro Carvalho, que chutou para fora.

Com incentivo da Fiel Bicolor, o Paysandu foi para pressionar o adversário. Desta vez, o atacante Bergson recebeu na área e chutou forte, a bola bateu na rede, mas pelo lado de fora.

O Santos jogava no contra-ataque e em um deles, Rafinha pegou a bola, avançou pelo meio e mandou um balaço de fora da área, sem chances para o goleiro Emerson, um golaço do Peixe da Amazônia, 1 a 0, aos 18 minutos. O Papão tentou reagir, quando Ayrton cruzou da direita para a cabeçada de Bergson, a bola foi para fora. Hayner fez boa jogada pela esquerda, chutou cruzado e Leandro Carvalho não alcançou. O atacante Leandro Carvalho tentou resolver sozinho, quando em jogada individual passou por dois adversários santistas, mas finalizou fraco em cima de Axel. Depois de alguns minutos, o Santos voltou a atacar sem muito perigo no chute de fora da área desferido por Batata, o goleiro Emerson pegou.

O Peixe da Amazônia começou a crescer e perdeu uma grande oportunidade de ampliar, quando Rafinha foi lançado nas costas da defesa bicolor, chegou na cara do gol, mas mandou chute para fora. Quando a torcida do Papão começou a vaiar o time, Leandro Carvalho pegou a bola no meio de campo, saiu driblando os adversários pela frente e mandou um belo chute de fora da área, outro golaço no jogo, 1 a 1, aos 37 minutos. O Santos não sentiu o gol do time paraense e quase marcou o segundo com Luciano, após uma bola alçada na área bicolor, o atacante santista chutou forte, a bola explodiu em Perema e sobrou para o próprio Luciano, que mandou a segunda tentativa por cima da meta de Emerson. E o primeiro tempo equilibrado terminou empatado.

No segundo tempo, o Paysandu marcou a saída de bola do Santos e dificultou a equipe amapaense a sair para o jogo. O Papão aproveitou para atacar com Hayner pela esquerda, que avançou e foi derrubado por Diney dentro da área, o árbitro Dyorgines Padovani mandou seguir. O Peixe da Amazônia não deixou por menos e Balão Marabá mandou um chutaço de fora da área, o goleiro Emerson defendeu em dois tempos. O sempre perigoso atacante Fabinho, arrancou pela direita e cruzou rasteiro na área bicolor, o zagueiro Perema cortou antes da chegada de Luciano.

O Paysandu resolveu acordar no jogo, em uma falta cobrada por Daniel Sobralense, o zagueiro Gilvan cabeceou firme e a bola explodiu no travessão, mas a arbitragem marcou falta de ataque. O time santista arriscou com Luciano, que mandou de fora da área e o goleiro Emerson sem dificuldade defendeu. O lateral-direito Ayrton do Papão, tentou jogar na área, mas pegou mal na bola que foi pela linha de fundo. O meia Diogo Oliveira, que entrou no lugar de Daniel Sobralense, cobrou uma falta com estilo, a bola caprichosamente tocou na trave e saiu pela linha de fundo, levantando o torcedor do Paysandu no Castelão. De novo o Papão com Wilkerson, que foi lançado pela esquerda, cruzou para a área e Leandro Carvalho desviou mandando por cima da meta de Axel. Diogo Oliveira entrou bem na partida, em um contra-ataque bicolor, recebeu passe na área santista, girou e chutou, a bola passou assustando por cima da meta de Axel.

O Papão buscou a vitória até o final. Em outra jogada de ataque, Wilkerson arrancou em velocidade pela esquerda, rolou para Bergson que arrumou e chutou, o zagueiro Jeferson se atirou contra a bola, cedendo escanteio. Nos acréscimos, Leandro Carvalho cruzou rasteiro para Bergson e o zagueiro Diney derrubou o atacante bicolor dentro da área, o árbitro mais uma vez não marcou nada e os jogadores do Paysandu pediram o pênalti. Placar final em São Luís: 1 a 1!

Ficha Técnica

Santos-AP: Axel; Diego, Jeferson, Diney e Batata; Lessandro, Balão Marabá (Renato), Denilson (Bruno Lopes) e Rafinha; Luciano (Jean) e Fabinho. Técnico: Elcio do Rosário

Paysandu: Emerson; Ayrton, Perema, Gilvan e Hayner; Wesley, Rodrigo Andrade (Augusto Recife) e Daniel Sobralense (Diogo Oliveira); Leandro Carvalho, Alfredo (Wilkerson) e Bergson. Técnico: Marcelo Chamusca

Gols: Rafinha (Santos-AP, aos 18 minutos do 1º tempo); Leandro Carvalho (Paysandu, aos 37 minutos do 1º tempo)

Cartões amarelos: Rafinha e Bruno Lopes (Santos-AP); Ayrton, Leandro Carvalho e Perema (Paysandu)

Árbitro: Dyorgines Padovani (ES)

Assistentes: Fabiano da Silva Ramirez e Ramires Santos Cândido, ambos do Espírito Santo

Local: Estádio Castelão, em São Luís (MA)

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!