Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Futebol

Paysandu perde outra vez para o Santos e está eliminado da Copa do Brasil

O Papão chegou até a empatar o jogo, mas não teve forças para segurar a boa equipe do Peixe da Vila Belmiro

Por Fábio Relvas

O Paysandu Sport Club voltou a perder para o Santos na noite desta quarta-feira (10/05), no estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém. Com isso, o time paraense foi eliminado nas quartas de final da Copa do Brasil. Os gols santistas foram marcados pelos atacantes Bruno Henrique que fez dois e Kayke, enquanto que o meia Diogo Oliveira assinalou para o Papão.

O jogo: Paysandu 1 x 3 Santos

Como perdeu o jogo de ida, por 2 a 0, na Vila Belmiro, o Paysandu buscou o jogo nos primeiros minutos. O time bicolor conseguiu tocar a bola com qualidade pelo meio e chegava a meta santista. Mas quem começou assustando foi o Peixe, depois que Ricardo Oliveira cortou bem pelo meio e chutou forte, a bola passou por cima da trave de Emerson. A resposta bicolor veio imediatamente na jogada do meia Diogo Oliveira, que entornou o zagueiro Lucas Veríssimo e bateu forte, o goleiro Vanderlei defendeu milagrosamente salvando para escanteio.

O jogo ficou movimentado e o Santos voltou a atacar com Bruno Henrique, que soltou a bomba e o goleiro Emerson defendeu bem para o Papão. O time bicolor quase abriu o placar, quando Wesley em grande jogada individual, passou bem por Cleber e finalizou rasteiro, outra vez Vanderlei salvou os paulistas. No lance seguinte, o Santos abriu o marcador. Depois do belo lançamento de Lucas Lima para Vitor Bueno, que recebeu na direita e cruzou para a chegada do atacante Bruno Henrique, que só teve o trabalho para empurrar para as redes: 1 a 0, aos 26 minutos.

O Papão ainda tentou o empate no primeiro tempo, depois que Bergson recebeu da direita e chutou de primeira, o goleiro Vanderlei defendeu e na sobra à arbitragem marcou impedimento de Leandro Carvalho. O Paysandu veio acesso no segundo tempo e chegou ao empate logo aos quatro minutos, quando Rodrigo Andrade fez uma grande jogada pela direita e cruzou na medida para Diogo Oliveira emendar de primeira e estremecer o Mangueirão: 1 a 1.

O Peixe não se intimidou com o empate e seguiu atacando o Paysandu. Vitor Bueno cobrou falta, a bola desviou em Ayrton e foi para escanteio. No lance seguinte, Bruno Henrique recebeu livre, mas chutou em cima do goleiro Emerson. De tanto insistir, o time santista chegou ao segundo gol. Vitor Bueno passou fácil por Hayner e cruzou rasteiro da direita, Bruno Henrique dominou, ajeitou e fuzilou para o fundo da meta bicolor, aos 15 minutos, 2 a 1.

O meia Diogo Oliveira, um dos melhores jogadores do Paysandu em campo, experimentou de fora da área, a bola desviou e quase matou o goleiro Vanderlei. O Santos quase ampliou com Cleber que sozinho e na pequena área conseguiu furar feio.  O lateral direito Ayrton fez fila na zaga santista e chutou, o goleiro Vanderlei impediu o gol bicolor. Sem muito esforço, o time paulista chegou ao terceiro gol, quando Jean Mota cruzou da esquerda na medida para o atacante Kayke, que completou livre para o fundo do gol, 3 a 1, aos 33 minutos do segundo tempo.

O Papão quase diminuiu com o atacante Wil, que sozinho com o goleiro Vanderlei tentou marcar por cobertura, a bola passou tirando a tinta da trave. Placar final: Paysandu 1 x 3 Santos.

PAYSANDU: Emerson; Ayrton, Gilvan, Perema e Hayner; Augusto Recife, Wesley (Alfredo), Rodrigo Andrade e Diogo Oliveira; Leandro Carvalho e Bérgson (Wil). Técnico: Marcelo Chamusca

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Cleber Reis e Jean Mota; Renato (Leandro Donizete), Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno, Bruno Henrique (Thiago Ribeiro) e Ricardo Oliveira (Kayke). Técnico: Dorival Júnior

GOLS: SANTOS: Bruno Henrique, aos 26 do 1T; Bruno Henrique, aos 15 do 2T; Kayke, aos 33 do 2T; PAYSANDU: Diogo Oliveira, aos 4 do 2T;

ÁRBITRO: André Luiz de Freitas Castro (GO)

ASSISTENTES: Cristhian Passos Sorence (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)

CARTÃO AMARELO: Cleber Reis (Santos)

LOCAL: Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém

RENDA: R$ 251.370,00

LÍQUIDO: R$ 139.382,97

PAGANTES: 11.733 (Sócios bicolores: 4.267)

CREDENCIADOS: 1.815

TOTAL: 13.548

Deixe uma resposta