Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Futebol

Paysandu quebra tabu, vence o Náutico em Recife, e praticamente se livra do rebaixamento

O Papão não tomou conhecimento do Timbu e venceu dentro da Arena Pernambuco, chegando aos sonhados 45 pontos.

Por Fábio Relvas

O Paysandu Sport Club finalmente chegou aos 45 pontos no Campeonato Brasileiro da Série B, pontuação que segundo os matemáticos de plantão, pode ter livrado a equipe do rebaixamento. O Papão venceu o Náutico-PE, por 3 a 1, na noite desta terça-feira (07/11) dentro da Arena Pernambuco. O time paraense marcou com Bergson aos 13 minutos de jogo e na sequência, aos 14, o zagueiro Perema marcou gol contra em favor do Náutico. Na etapa derradeira o Paysandu foi melhor e chegou a vitória com dois gols do atacante Caion, aos 19 e 49 minutos. A partida foi válida pela 34ª rodada da Série B.

Com o resultado positivo o Paysandu subiu uma posição, é o 10º colocado na classificação com 45 pontos e ainda conseguiu quebrar um tabu de nunca ter vencido o Náutico em Recife. Até então, eram oito jogos com cinco vitórias do Timbu e três empates. O próximo desafio do Papão será diante do Brasil de Pelotas-RS, no próximo sábado (11/11), às 18h, no estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém.

O jogo: Papão 3 a 1

O jogo começou agitado com o Náutico tendo a primeira chance clara de gol logo aos 25 segundos de bola rolando. O atacante William recebeu na frente e sozinho carimbou em cima do goleiro Emerson do Paysandu. Mais uma vez William, agora recebeu cruzamento na área e na hora de finalizar foi travado por Guilherme Santos. Quem não faz leva. Em uma bobeira da zaga do Timbu, Bergson recebeu passe dentro da área e fuzilou para o fundo da meta de Jeferson, abrindo o placar na Arena Pernambuco, 1 a 0 Papão, aos 13 minutos.

Não deu nem para o Paysandu comemorar. O zagueiro Perema foi querer recuar uma bola para o goleiro Emerson, e acabou marcando um belo gol contra de cabeça, aos 14 minutos, 1 a 1. O gol fez com que o Timbu partisse para cima. O volante Amaral recebeu na direita e mandou um chutaço, a bola passou perto da meta bicolor. O Papão deu o troco e quase marcou um golaço. Guilherme Santos recebeu dentro da área e bateu de primeira, a bola caprichosamente acertou na trave do goleiro Jeferson.

O time paraense começou a gostar do jogo. Bergson recebeu passe e mandou de fora da área, a bola desviou na zaga e quase vai para o fundo da meta do Timbu. O resultado não era bom para nenhuma das equipes e o desespero começou a bater para o Náutico. O meia Rafinha arrancou com a bola e mesmo com espaço, mandou um chute muito longe da meta bicolor, irritando o torcedor do Alvirrubro.

No segundo tempo, a equipe pernambucana tentou chegar em bola parada. Na cobrança de falta de Aislan, a bola passou perto levantando a torcida. Em outro lance dos donos da casa, o atacante William ganhou da zaga bicolor, mas errou o chute perdendo uma chance de ouro. O que aconteceu no primeiro tempo, se repetiu no segundo. Depois de passar por sustos, o Papão voltou a marcar. O meia Fábio Matos deu belo passe no meio dos zagueiros e o atacante Caion apareceu livre, e finalmente marcou seu gol com a camisa bicolor, aos 19 minutos, 2 a 1
Paysandu.

O Náutico teve que sair outra vez para o jogo e Dico mandou um chute forte rasteiro, o goleiro Emerson defendeu bem para o Papão. O Paysandu começou a ter espaço para puxar contra-ataque e em um deles, Caion recebeu, invadiu a área e chutou, o goleiro Jeferson salvou o Alvirrubro de levar o terceiro. Em mais uma tentativa bicolor, Guilherme Santos arriscou de fora da área, a bola cheia de curva passou por cima do travessão.

Para fechar de vez o caixão do Náutico, o Papão chegou ao terceiro gol. Jhonnatan deu um passe açucarado para o atacante Caion, que com muita tranquilidade marcou o terceiro tento bicolor e correu para o abraço, aos 49 minutos, para a alegria da pequena torcida  paraense presente na Arena Pernambuco. Placar final: Náutico 1 x 3 Paysandu.

FICHA TÉCNICA

NÁUTICO: Jeferson; David, Breno, Aislan e Henrique Ávila; Amaral (Leilson), Diego Miranda (Iago), Bruno Mota e Rafinha (William Schuster); Dico e William. Técnico: Roberto Fernandes.

PAYSANDU: Emerson; Ayrton, Perema, Diego Ivo e Guilherme Santos; Augusto Recife (Jhonnatan), Renato Augusto, Fábio Matos (Rafael Dumas) e Juninho (Diogo Oliveira); Caion e Bergson. Técnico: Marquinhos Santos.

Árbitro: Felipe Gomes da Silva-PR

Assistentes: Ivan Carlos Bohn-PR e Luciano Roggenbaum-PR

Cartões amarelos: Breno e Aislan (Náutico); Diogo Oliveira e Jhonnatan (Paysandu)

Gols: Bergson aos 13 minutos do 1º tempo para o Paysandu; Perema aos 14 minutos do 1º tempo marcou contra em favor do Náutico; Caion aos 19 e 49 minutos do 2º tempo para o Paysandu.

Local: Arena Pernambuco, em Recife

Público total: 2.310 pessoas

Renda: R$ 21.920,00

Foto: Marlon Costa / Pernambuco Press

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!