Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Futebol

Paysandu vence o Manaus outra vez e chega a terceira final seguida da Copa Verde

O atacante Magno Ribeiro foi decisivo, entrando no segundo tempo para sacramentar a vitória e a classificação para a final

Por Fábio Relvas

Em um jogo acirrado, na noite desta quarta-feira (11), na Arena da Amazônia, o Paysandu Sport Club voltou a derrotar o Manaus, por 2 a 1, e avançou pela terceira vez seguida para a final da Copa Verde.

O Papão saiu na frente com o gol do atacante Cassiano, aos 14 minutos do primeiro tempo, mas, ainda na primeira etapa, Rossini deixou tudo igual, aos 31 minutos. Na etapa derradeira, o atacante Magno Ribeiro entrou na partida e decidiu para o time paraense, aos 50 minutos, decretando a classificação bicolor.

O Paysandu aguarda o vencedor entre Atlético-ES e Luverdense-MT para saber quem será o adversário da final da Copa Verde. Na partida de ida, o time do Espírito Santo venceu, por 1 a 0, na casa do adversário e nesta quinta-feira (12), decide no Estádio Kleber Andrade, em Cariacica, a vaga para a decisão da competição nacional.

O jogo: Gavião 1 x 2 Papão – Paysandu finalista da Copa Verde!

O Paysandu entrou em campo para tentar esquecer a perda do título do Campeonato Paraense de 2018 para o rival, Clube do Remo, onde o Papão perdeu os quatro clássicos disputados diante do Leão Azul. Os bicolores abriram o placar contra o Manaus aos 14 minutos de jogo: o lateral-esquerdo, Mateus Muller, arriscou de longe e o atacante Cassiano desviou no meio do caminho para o fundo do barbante, 1 a 0, e foi festa paraense na Arena da Amazônia.

O Gavião do Norte foi para cima em busca do empate e, em uma jogada do meia Rossini, a arbitragem assinalou impedimento. Em outra tentativa, a bola foi alçada na área e sobrou para Rossini; o meia não perdoou e deixou tudo igual, 1 a 1, aos 31 minutos. Outra vez o Manaus: em uma cobrança de falta de Cleitinho, Derlan subiu de cabeça e a bola foi nas mãos do goleiro Renan Rocha.

No segundo tempo, o time amazonense foi para cima, tentando virar, já que o empate era dos bicolores. Cleitinho cobrou falta, a bola passou por todo mundo e o goleiro Renan Rocha espalmou, salvando o time de Belém. Cleitinho recebeu bom passe e ficou livre para marcar, o atacante tirou do goleiro Renan Rocha, mas a bola foi para fora. Vendo a pressão do adversário, o técnico Dado Cavalcanti trocou o lateral-direito Matheus Silva e colocou o zagueiro Perema, fechando mais o Papão.

O Manaus foi para cima e, em um lançamento para Rossini, a arbitragem assinalou impedimento do meia do Gavião. O Paysandu respondeu com Cassiano, mas o atacante estava adiantado e mais um impedimento foi marcado no jogo. Foi o último lance de Cassiano, que foi substituído por Magno Ribeiro. O time da casa estava afoito para marcar e Panda mandou um chutaço de fora da área, mas a bola passou longe da meta paraense.

Em uma falta cobrada por Neguega, o goleiro Renan Rocha encaixou para o bicolor estadual. O Paysandu finalmente chegou, também em cobrança de falta, quando Pedro Carmona cobrou a zaga, afastou, e Nando Carandina arriscou de longe; a bola passou perto da meta amazonense. Dado Cavalcanti resolveu fechar de vez o Papão e tirou o volante Willyam, colocando em campo Douglas Mendes, que é outro zagueiro.

O Gavião tentou furar o ferrolho do time bicolor, mas quando Rossini recebeu passe já caído, a arbitragem paralisou e marcou impedimento. O árbitro assinalou mais cinco minutos e o jogo foi até aos 50. Em um contra-ataque do Papão, Magno Ribeiro foi derrubado por trás pelo zagueiro Derlan, que levou cartão vermelho direto. O árbitro Alisson Sidnei Furtado, do Tocantins, deu mais um minuto e foi o tempo suficiente para mais uma arrancada de Magno Ribeiro: o atacante ganhou na velocidade e chutou no canto do goleiro Jonathan, aos 50 minutos, 2 a 1, Papão. Com a vitória, o Paysandu está em mais uma final da Copa Verde.

FICHA TÉCNICA

MANAUS: Jonathan; Derlan, Paulão, Deurick e Negueba; Panda (Wander), Juninho (Thiago Granja), Hamilton e Rossini; Cleitinho e Nena (Romarinho).
Técnico: Igor Cearense.

PAYSANDU: Renan Rocha; Matheus Silva (Perema), Diego Ivo, Edimar e Mateus Muller; Nando Carandina, Willyam (Douglas Mendes), Danilo Pires e Pedro Carmona; Moisés e Cassiano (Magno Ribeiro).
Técnico: Dado Cavalcanti.

Árbitro: Alisson Sidnei Furtado-TO
Assistentes: Fábio Pereira e Cipriano da Silva Sousa, ambos do Tocantins
Quarto-árbitro: Ivan da Sila Guimarães Júnior-AM

Cartões amarelos: Hamilton, Juninho e Rossini (Manaus); Matheus Silva, Cassiano, Renan Rocha, Willyam, Diego Ivo e Pedro Carmona (Paysandu)
Cartão vermelho: Derlan (Manaus)
Gols: Cassiano, aos 14 minutos do 1º tempo para o Paysandu; Rossini, aos 31 minutos do 1º tempo para o Manaus; Magno Ribeiro, aos 50 minutos do 2º tempo para o Paysandu

Local: Estádio Arena da Amazônia, em Manaus

Deixe uma resposta