Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Pecuária

Pecuária paraense apresentou redução de 30% na exportação de carne em 2016

Um dos motivos da queda na exportação foi a interdição do Porto de Vila do Conde, em Barcarena em virtude do naufrágio de 2015.

Apesar de ter o terceiro maior rebanho do País, o setor pecuarista do Pará apresentou redução de 30% na exportação de carne, em 2016. Um dos principais motivos da queda foi a interdição parcial do Porto de Barcarena, em Vila do Conde, após o naufrágio de uma embarcação com bois em 2015; para piorar o cenário, ainda não há previsão para o retorno das atividades.

A pecuária paraense deixou de exportar cerca de 100 milhões de toneladas de carne em virtude do acidente.

O Pará tem 20 milhões de cabeças de gado. Depois da mineração, a pecuária é a atividade que mais gera renda e emprego no Estado. Segundo a Adepará, há cerca de 750 mil empregos comprovados no Pará gerados pela pecuária.

O Ministério dos Transportes está providenciando a licitação para a retirado do navio que naufragou em Vila do Conde. O presidente da Companhia Docas do Pará, Parsifal Pontes disse que essa retirada deverá ser feita ao longo desse ano.

Em 6 de outubro de 2015, navio Haidar – da empresa Tamara Shipping -, que estava a caminho da Venezuela, naufragou com quase 700 toneladas de óleo e cerca de cinco mil bois vivos. Após o incidente, três praias de Vila do Conde, o píer onde ocorreu o naufrágio e a praia de Beja, em Abaetetuba, foram interditados e proibidos para qualquer tipo de atividade.

Deixe uma resposta