Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Curionópolis

PM prende integrantes de bando que tentou assaltar o BB de Curionópolis

A guarnição saiu para verificar uma situação de assalto, mas encontrou muito mais no endereço indicado

Wescley Amarante Ribeiro, 20 anos, também conhecido como Neguinho, foi preso por volta das 10h30, de ontem, domingo (29), na Rua 11 do Bairro Nova Carajás, pela Polícia Militar. Com ele foi encontrado um tablete de maconha prensada, uma espingarda calibre 12, munições, um celular e uma balança de precisão. A captura foi efetuada pela guarnição do sargento J. Ricardo, informado via rádio de que um assalto estaria em curso no local indicado. Porém quando os policiais chegaram ao endereço, perceberam que a situação era outra.

De acordo com J. Ricardo, assim que chegaram, viram Wescley aparentemente fugindo com um botijão de gás em um automóvel Corsa Classic. Ao fazerem a abordagem, constataram que ele era o morador do endereço e que é integrante de uma quadrilha que tentou assaltar o Banco do Brasil e Curionópolis, no último dia 30 de março.

Quem estava ao volante era o indivíduo conhecido como Júnior, reconhecido pelos demais integrantes da guarnição como a pessoa que atirou contra os policiais militares com uma pistola calibre ponto 40, durante a tentativa de assalto.

Veja também:  Operação com 60 policiais e até helicóptero faz arrastão em bocas de fumo

Ainda segundo o sargento, Wescley Ribeiro ainda tentou dizer que não portava nada e que estava levando o botijão para emprestar a um amigo, mas depois confessou que na casa havia arma e droga. “Encontrei, em uma sapateira, enrolada em um lençol a espingarda desmontada e, na mesma sapateira, a droga, a munição e a balança”, disse ele ao Repórter do Blog.

Em relação ao entorpecente encontrado na casa, Wescley Ribeiro disse apenas que pertencia a uma pessoa conhecida como Maranhão; quanto ao carro, trata-se de veículo dublê. Ou seja, com documento do carro de placas NMY-8226/São Luís-MA, o qual se encontra no pátio da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas.

Reportagem: Ronaldo Modesto

Deixe uma resposta