Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Polícia

Polícia do Pará prende suspeito de matar o prefeito Jones William, de Tucuruí

Ele foi preso com documentos falsos em nome de Anderson Nascimento, quando estava prestes a embarcar de Belém para São Paulo

O pistoleiro Bruno Marcos de Oliveira foi preso na madrugada desta terça-feira, 5, no aeroporto de Belém, quando se preparava para viajar para São Paulo.

A informação é do portal Pará News.

Ele é acusado de matar do prefeito de Tucuruí, Jones William, e o empresário Albenor Sousa, de Itaituba. Ele foi preso com documentos falsos em nome de Anderson Nascimento. Bruno também teria executado várias pessoas nas cidades Novo Repartimento, Uruará, Placas e Pacajá e Itaituba.

Para a polícia, segundo o o portal, Bruno confessou ter executado o empresário Albenor Sousa, no último dia 24 de julho. Câmeras de segurança registraram o assassinato e ajudaram a identificá-lo, assim como Carlos Alberto Sousa. Bruno também assumiu a autoria de pelo menos 20 assassinatos, a maioria na região de Novo Repartimento. Ele nega, porém, ter participado da morte do prefeito de Tucurui, Jones William, executado na tarde do dia 25 de junho, quando vistoriava obras no condomínio Cristo Vive, no centro da cidade.

Para a polícia, não há dúvidas da participação de Bruno na execução do prefeito, sendo que o mesmo estaria negando participação para não entregar o nome do mandante. A prisão do pistoleiro foi realizada por policiais da Divisão de Homicídios da Polícia Civil, com apoio de agentes da Polícia Federal. Os policiais notaram que Bruno estava muito nervoso e o prenderam minutos antes do avião decolar, sendo que o mesmo já estava na sala de embarque. (Jeso Carneiro)

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!