Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Polícia

Polícia Federal cumpre mandado de busca e apreensão

Além do Pará, Goiás e Rio de Janeiro, pessoas tiveram aparelhos celulares apreendidos pela PF

A Polícia Federal cumpriu, na manhã desta quinta-feira (3), doze mandados de busca e apreensão em operação que aconteceu em três estados brasileiros: Pará, Rio de Janeiro e Goiás. Na ocasião, foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão em Redenção, três na capital paraense, além de uma no Rio de Janeiro e uma em Goiânia, todos relacionados ao caso “Pau D’Arco”.

Segundo o delegado Romulo Rodavalha, em entrevista ao Blog, esta fase da investigação busca elucidar a eventual participação de outras pessoas que poderiam ter recebido ou ofertado qualquer tipo de vantagem, relacionada ao cumprimento das ordens de prisão dos posseiros acampados na Fazenda Santa Lúcia, no dia 24 de maio do ano passado, em Pau D’Arco (PA), resultando na morte de dez pessoas. “Com relação aos fatos da morte dos dez posseiros, a apuração encontra-se na fase judicial, porém, houve a instauração de um novo inquérito para apurar uma eventual participação e a possibilidade de alguém ter aferido ou pagado vantagem em relação aos fatos do caso Pau D’arco”, finalizou o delegado.

Na manhã de hoje (3), foram apreendidos sete aparelhos celulares em Redenção, objetos esses dos quais a polícia pretende averiguar se há indicio de envolvimento. “Hoje, nos restringimos a aparelhos celulares porque os smartphones contêm bastantes informações, então será feita a extração e uma análise posterior,” explicou o delegado.

Veja também:  Instrução do processo da Chacina de Pau D’arco começou ontem em Redenção

Questionado pelo Blog sobre quem seriam as pessoas que tiveram seus celulares apreendidos pela Polícia Federal, o delegado disse que não poderia revelar os nomes. “Nós não revelamos porque isso faz parte da própria sensibilidade da operação e ainda não temos confirmação se esta pessoa realmente está envolvida ou não. A coleta de provas hoje é justamente para aferir a participação destas pessoas, se há envolvimento ou não,” concluiu Rodavalha.

Na operação realizada na manhã de hoje não houve prisão, apenas apreensão de aparelhos celulares.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe uma resposta