Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Poluição visual

Prefeitura de Marabá começa a retirada de outdoors instalados de forma irregular

Em muitos casos os painéis são colocados em terrenos particulares, porém sem autorização do dono

 

Tendo em vista a poluição visual que aumenta a cada dia na cidade, com a colocação de painéis publicitários indiscriminadamente, a  prefeitura de Marabá, por meio da Coordenadoria de Postura, órgão ligado à Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur), iniciou nesta quarta-feira (22) a retirada de outdoors na cidade. A limpeza começou nas margens do perímetro urbano da Rodovia Transamazônica (BR-230), no núcleo Nova Marabá.

Conforme a Semsur, muitos desses painéis, inclusive, são instalados em terrenos particulares cujos donos sequer autorizaram o uso do  espaço. Outros estão em áreas públicas, nesse caso sem autorização da Administração Municipal.

A Semsur afirma ainda que todos os outdoors instalados na cidade estão irregulares, pois nenhum dono de empresa que trabalha com esse tipo de mídia solicitou licença para a instalação dos painéis. Ademais, ainda segundo a secretaria, há aqueles que, além de não terem licença, ainda colocam as placas em locais inadequados, para os quais a autorização seria negada, caso tivesse sido requerida.

Empresários

Ouvido pelo blog, o empresário Edvan Barreiros, que trabalha com a instalação de outdoors, disse que não foi notificado da retirada dos painéis, a partir de hoje, e afirma que a prefeitura deveria ter emitido um aviso e estabelecido um prazo para que as empresas se regularizassem.

Ele diz, porém, que não é seu caso: “Eu trabalho todo regularizado. Em caso de terreno privado solicito autorização ao dono e, em outra situação, solicito permissão à prefeitura. Até agora (à tarde), não tive outdoor retirado”.

Outro empresário do setor, Saimon Vieira, ao contrário de Edvan, afirma que há cerca de 10 dias a Semsur convidou os donos de empresas de outdoor para uma reunião e, na ocasião, comunicou sobre a retirada dos painéis irregulares: “No nosso caso, não temos placas em terrenos particulares ou em local impróprio”, afirmou. (com informações da Ascom PMM)

Deixe uma resposta