Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Legislativo

Professores de Marabá invadem área dos vereadores e impedem início de sessão da CMM

Em dia de votação de modificações do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração, servidores ocupam até a mesa diretora em protesto

Momentos antes de iniciar a sessão ordinária desta terça-feira (16), um grupo de professores que estava no Plenário da Câmara Municipal de Marabá invadiu a área reservada aos vereadores e está impedindo o início dos trabalhos legislativos. Eles tentam evitar que os vereadores votem um projeto de lei que modifica o PCCR (Plano de Cargos, Carreira e Remuneração) do Magistério, retirando vantagens financeiras.

Duas frases são repetidas com muita veemência pelos professores: “Não vai ter sessão pra perseguir o povo não” e “fora Tião”, esta referindo-se ao prefeito municipal. A ocupação já dura meia hora e os vereadores estão acuados em uma sala contígua ao Plenário, onde tentam avaliar a situação.

A batalha do PCCR começou ainda em janeiro, quando o novo governo anunciou que iria reformular o plano, alegando que ele estava sufocando a folha de pagamento da Secretaria Municipal de Educação com tantos benefícios.

Ainda em fevereiro o projeto de Lei do Executivo chegou à Câmara, foi alvo de muitos debates e polêmicas até que o prefeito Tião Miranda encaminhou outro, menos agressivo para os trabalhadores.

O Sindicato dos Trabalhadores, entretanto, considerou que a nova proposta continua agressiva. Por isso, hoje, no dia da votação do PCCR, a categoria chegou cedo à Câmara Municipal e os professores ocuparam a maioria das cadeiras do Plenário..

Minutos antes de começar a sessão, eles invadiram a área reservada aos vereadores, inclusive a Mesa Diretora, onde permanecem gritando palavras de ordem. O presidente da Câmara ainda não informou se vai, ou não, iniciar a sessão.

Deixe uma resposta