Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Convênio

Projeto Tutoria é lançado em Parauapebas com foco na melhoria da educação

Parceria do Ministério Público e Vale viabiliza primeiros passos da iniciativa inédita no Pará

Foi assinado na terça-feira, 22/11, em Parauapebas, o Termo de Cooperação Técnica para a realização do projeto “Tutoria”, voltado à formação e à melhoria da educação pública. A iniciativa do Ministério Público do Estado do Pará (MPE), Ministério Público do Trabalho (MPT), Secretaria de Educação do Estado e Prefeitura de Parauapebas e conta com o apoio da Vale.

Por meio do projeto, 20 estudantes do ensino médio serão selecionados, a partir do desempenho em sala de aula, e contratados como menores aprendizes da Vale. Esses alunos atuarão com tutoria a estudantes do ensino fundamental da rede municipal que cursem o 7ª, 8ª ou 9ª ano, que apresentem dificuldade com as disciplinas de Português e Matemática.

O procurador Geral de Justiça do Pará, Marcos Antonio Ferreira Neves, ressaltou a importância da parceria com a Vale e a contribuição do projeto para impulsionar a educação pública. “Esse é um grande passo para tentar melhorar a qualidade de ensino. Qualquer cidadão poderia adotar, mas a Vale foi além e acreditamos que o projeto despertará o interesse dos alunos”.

Para o diretor de Operações Ferrosos Norte da Vale, Paulo Horta, o projeto tem grande potencial multiplicador e chance de êxito. “A nossa participação no desenvolvimento socioeconômico dos municípios onde atuamos é um fato e faz parte da responsabilidade que temos como empresa”, disse. Segundo Horta, é uma satisfação para a Vale participar de um projeto do Ministério Público que dá oportunidade de desenvolvimento aos jovens.

Escolas municipais

As escolas Paulo Fonteles de Lima, no bairro Rio Verde, e Chico Mendes, na Cidade Nova, serão as primeiras a receber os menores tutores do projeto. A diretora pedagógica da Secretaria de Educação de Parauapebas, Maria Arnete Damasceno, disse que, nesse primeiro momento com a atuação dos 20 tutores, a previsão é beneficiar 120 alunos, do 7º ao 9º ano, em cada um desses estabelecimentos de ensino. “Um coordenador pedagógico irá acompanhar os tutores e alunos orientados e sistematizar o processo de avaliação de ambos”, informou.

O Projeto Tutoria é executado pela Coordenação do Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude do Ministério Público. São parceiros o Ministério Público do Trabalho, a Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Educação, e a Secretaria de Educação do Estado do Pará, Vale e Senai.

Seja o primeiro a escrever um comentário

  1. Muita pose e pouca ação… somente 20 vinte vagas? Para atender uma demanda grande, são mais de 60 escolas da rede Municipal e outras 12 da rede Estadual.

Deixe uma resposta