Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Exército

Sargento do Exército Brasileiro morre em Marabá durante exercícios

Assessoria de Comunicação Social do 52º BIS emitiu nota esclarecendo e lamentando o ocorrido

Por Eleutério Gomes – de Marabá

Daniel Dedablio Poczwardowski, terceiro-sargento de Infantaria do Exército, servindo no 51º Batalhão de Infantaria de Selva, em Altamira, morreu no início da tarde desta segunda-feira (15), em Marabá. Ele estava participando de um Estágio de Caçador Militar, se sentiu mal por volta do meio-dia, recebeu os primeiros socorros, imediatamente foi removido ao Hospital de Guarnição de Marabá (HGuMba), mas não resistiu e morreu.

Outros quatro militares também passaram mal e seguem internados no HGuMba. Porém, segundo nota emitida pela Seção de Comunicação Social da 23ª Brigada de Infantaria de Selva, a situação deles é estável.

O corpo do sargento já foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) de Marabá, onde deve passar por necropsia que vai determinar a causa da morte, ainda nesta noite, segundo disse ao blog a tenente Renata, da Seção de Comunicação.

Ainda de acordo com o comunicado, a atividade era coordenada pelo 52º BIS (Batalhão de Infantaria de Selva) e, para apurar as circunstâncias do incidente será instaurado inquérito policial militar, “conforme ordenamento jurídico vigente”.

“O Comando da 23ª Brigada de Infantaria de Selva está proporcionando todo o apoio necessário à família do 3º Sargento Poczwardowski”, encerra a nota.

Conforme o perfil do sargento Poczwardowski, na rede social Facebook, ele estudou da Escola de Sargentos das Armas, tinha 29 anos, era natural de Santa Cruz do Sul (RS) e deixa viúva Irla Oliveira.

Confira a nota:

NOTA À IMPRENSA – FALECIMENTO DE MILITAR

O Comando da 23ª Brigada de Infantaria de Selva lamenta profundamente informar que, no dia 15 de maio de 2017, por volta das 12 horas, durante atividade de instrução conduzida pelo 52º Batalhão de Infantaria de Selva (Estágio de Caçador Militar), o 3º Sargento de Infantaria DANIEL DEDABLIO POCZWARDOWSKI, do 51º Batalhão de Infantaria de Selva (ALTAMIRA-PA), sentiu-se mal e, após receber os primeiros socorros no local da instrução, foi evacuado para o Hospital de Guarnição de Marabá, onde não resistiu e faleceu.

Além do 3º Sargento POCZWARDOWSKI, 04 (quatro) outros militares sentiram-se mal e estão sendo medicados no Hospital de Guarnição de Marabá, em condições estáveis.

O Comando da 23 a Brigada de Infantaria de Selva está proporcionando todo o apoio necessário à família do 3º Sargento POCZWARDOWSKI.

Sobre o assunto será instaurado um Inquérito Policial Militar com o objetivo de apurar em que circunstâncias ocorreram os fatos que resultaram no falecimento do referido militar, na forma do que está previsto no ordenamento jurídico vigente.

SEÇÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA 23ª BRIGADA DE INFANTARIA DE SELVA

Leia mais: Mais um? Militar que estava em treinamento do Exército nesta segunda é transferido para UTI em Belém

Comentários ( 13 )

  1. Tive o maior prazer de conhece-lo aqui no 51º BIS, Ele estava tão feliz com esse estagio, infelizmente eu não esperava um fatalidade dessa que iria acontecer com uma pessoa tão boa como ele era, eu como recruta 2017, considerava-o como um pai no E.B… Com certeza só nos deixará saudades e as boas lembranças das instruções que ele pode dar ao meu pelotão… Deixo aqui também os meus pêsames aos seus familiares e amigos. Saudades Eternas!

  2. impressionante como sempre e constantemente estão morrendo militares em exercicios sem ao menos termos nenhum tipo de conflito armado considerável, está na hora de alguem abrir os olhos para os excessos cometidos dentro de treinamentos desassistidos que causam o total esgotamento do individuo levando a falencia de seus sistemas e isto ninguem esta fazendo, a culpa é simples, vejam os monitores e o instrutor chefe.

    1. Concordo com vocês meus camaradas, meu filho é 3 sgt da turma 2016 , ando preocupado com esses treinamentos, e nossa tropa nem participa de grandes conflitos armados

  3. Lamentavel a perda de um jovem por inoperancia inobservancia de seus instrutores e monitores. Cada pessoa ha um límite físico, a incidencia de um calor umido associado a elevado e excessivo esforco físico tem como transcendencia médica sindromica denominado golpe de calor. Indignante saber que 5 jovens que lutam por nossa patria padeceram por tal incidente totalmente evitavel. Lamentavelmente qualquer sancao aos superiores diretos do referido estagio nao trara a vida deste jovem. Siendo assim, que cada uno deste instrutores e monitores carreguem em suas vidas o peso e as consequencias de seus abusos correspondentes, que novamente repito, jovens que lutam para defesa de nossa patria.

  4. Quem vem pro Norte é assim, morre sem saber pq!!!… Estamos em uma verdadeira guerra aq em Belém tbm, pois estamos infestados de doenças e nossas autoridades nem se quer fazem o dever deles. Assim como o Dr. Drauzio Varella, que tbm quase morreu, qdo foi a Amazónia p fazer pesquisas p salvar vidas. Irónico, porem real!!!
    Meus verdadeiros e mais puros sentimentos a família do sargento.

  5. Isso e esforso fisico demais eo esercito abuza do esfoso fisica dos soldado de mais e nao da nenhum suportes de vitaminas e nem fazem exme fisico dos soldado cade os suplimentos ki eles dao pro soldado o execito e uma comedia eu sai do esercito cm meus dois juelho estorado e mideram baicha asim mesmo hoje nem posso nem joga bola esa merda

  6. Será que vão divulgar a real causa da morte de nosso conterrâneo? Nesses treinamentos, são levados à exaustão, sem hidratação em um calor de mais de 35 graus. Veremos. Não dá para ficar quieto.

Deixe uma resposta