Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Canaã dos Carajás

Servidores públicos de Canaã lotam Câmara Municipal na 2ª Sessão Ordinária do ano

Com greve marcada para a próxima semana no município, servidores pedem reajuste salarial e comparecem em peso na sede do legislativo canaense
Continua depois da publicidade

A revolta dos servidores públicos municipais de Canaã dos Carajás chegou até o legislativo na noite desta quinta-feira (15) quando centenas de representantes do funcionalismo público municipal lotaram o plenário da Casa de Leis e mostraram completa insatisfação com a gestão municipal. Presentes desde as primeiras horas da manhã na porta da Prefeitura, os servidores querem o reajuste salarial acima do índice da inflação. As manifestações de quinta precedem a grande greve geral marcada para ter início na próxima segunda-feira (19).

A 2ª Sessão Ordinária do ano, adiada para a quinta-feira graças ao feriado de carnaval, foi marcada pelo amplo debate entre servidores e vereadores. Segundo os próprios legisladores, a Câmara Municipal está do lado dos funcionários públicos. Na ocasião, os parlamentares afirmaram também que a luta pelo reajuste é legítima. Dois representantes da classe puderam usar a tribuna em nome dos demais.

Valder Almeida, professor da Rede Municipal de Educação, falou sobre o teto salarial para os professores e expressou a revolta com a atual situação: “Não tem a menor condição de um município rico como esse passar por uma situação dessas. Até quando a falta de ISS vai ser uma justificativa para que não haja um reajuste nos salários?”

Sheury Barros, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Canaã dos Carajás (SISPUMCAC) também fez o uso da palavra: “Nosso foco é devolver a dignidade ao servidor público de Canaã dos Carajás. Nós não estamos de brincadeira. Se o Jeová não andar na linha com o servidor, ele arrumou um grande problema.” Em sua fala, que foi bastante aplaudida pelos seus representados, a presidente relatou que há denúncias de assédio moral no serviço público da cidade e se colocou à disposição dos servidores para lutar contra isso.

O presidente Junior Garra (PR) aproveitou o seu tempo de tribuna para fazer um desabafo: nos últimos dias, um áudio do próprio vereador circulou em vários meios de comunicação da cidade; Garra explicou que a frase reproduzida havia sido tirada de contexto e criticou alguns setores da imprensa local pela distorção de palavras: “o vereador Junior Garra é, e sempre foi, a favor do servidor público de Canaã dos Carajás e não contra, como disseram.” Ele pediu ainda que um vídeo com a fala original, sem cortes, fosse reproduzido no telão da Câmara Municipal.

O líder do governo, vereador Wilson Leite (PDT) também se pronunciou: “eu acredito em uma negociação que vai agradar as duas partes. Eu vejo que as coisas têm que ser colocadas com muita responsabilidade. A partir do momento que a pessoa se dispõe a ser gestor, ela tem que assumir todas as pendências e encarar os problemas de frente. O governo está disposto a sentar e fazer contas. Canaã é maior do que qualquer partido político. Precisamos juntar forças e salvar a cidade.”

O vereador João Batista (PT) afirmou que o seu mandato está à disposição do funcionalismo público: “Sempre estive do lado dos servidores e não vejo nenhuma resistência em sentar e se discutir passo-a-passo. Quem ganha com essas negociações é toda a sociedade de Canaã dos Carajás.”

O prefeito Jeová Andrade marcou para a manhã desta sexta-feira (16) uma reunião com os representantes do sindicato. O gestor municipal deve apresentar aos servidores uma nova proposta de ajuste salarial.

Deixe uma resposta