Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Pará

Sespa apresenta em Canaã proposta de consórcio para administração do Hospital Regional de Parauapebas

A diretoria da regional da Secretaria Estadual de Saúde de Marabá esteve em Canaã dos Carajás, na manhã desta terça-feira (3), para apresentar à equipe da prefeitura, vereadores, e ao Conselho Municipal de Saúde a proposta de criação de um Consórcio Interfederativo para a administração do Hospital Regional de Parauapebas, que será entregue nos próximos meses.

Segundo a proposta, a unidade deve se centrar em atendimentos de média e grande complexidade, atendendo a um grande gargalo da região. O governo do Estado assumirá a responsabilidade por 51% do financiamento, ficando os 49% restantes a cargo da União (20%) e dos municípios da região (29%). Além de Parauapebas e Canaã, a intenção é que os municípios de Eldorado dos Carajás e Curionópolis também participem da gestão. As prefeituras poderão indicar quais são as principais necessidades de atendimento e financiar esses serviços, seguindo essa proporção.

A proposta será estudada pela administração, em conjunto com a Câmara e o Conselho de Saúde. No entanto, durante a reunião, o prefeito Jeová Andrade destacou que o modelo de consórcio tem se mostrado uma saída para a falta de recursos na administração pública. “Municípios Brasil afora tem feito isso e pode ser um caminho”, disse. “Temos vontade e interesse em seguir com essa discussão”, completou Jeová.

O prefeito também lamentou o fato de que pacientes de Canaã precisam se deslocar até Marabá, ou Belém, em busca de serviços de complexidade média ou alta, como a hemodiálise, por exemplo.

Segundo o diretor regional da Sespa em Marabá, Geraldo Pereira Barroso, a criação do Hospital Regional de Parauapebas vai de encontro a uma política do governo estadual de “colocar o atendimento mais próximo do usuário”.

Também estiveram presentes ao encontro o secretário municipal de Saúde, Dinilson José dos Santos, os vereadores Dionízio Coutinho, Hélio Ferreira e João Batista, profissionais da saúde municipal e membros do Conselho Municipal de Saúde.

Deixe uma resposta