Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!

É tempo de refletir e mudar o rumo da prosa? Que venha 2014!

imagePassado o Natal, é tempo de nos prepararmos para receber o novo ano que vem. É corriqueiro, nesta época, a grande incidência de promessas, desejos e compromissos que, na opinião de cada um, farão com que o novo ano seja melhor que o que agora se finda.

Para uma reflexão sobre com o que mesmo devemos nos compromissar, deixo o texto atribuído a William Shakespeare (há controvérsias sobre a autoria) na esperança de que ele possa ser absorvido e os tornem pessoas melhores.

Que venha 2014. Feliz Ano Novo!

Menestrel

“ Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar a alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa aprender que beijos não são contratos, e que presentes não são promessas. E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e os olhos adiante, com graça de um adulto e não a tristeza de uma criança. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair meio em vão.

Depois de algum tempo, você aprende que o sol queima, se ficar a ele exposto por muito tempo. E aprende que, não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam… E aceita que, não importam quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo (a) de vez em quando, e você precisa perdoa-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que leva-se anos para construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá para o resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer, mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.

imageAprende que não temos que mudar de amigos, se compreendermos que os amigos mudam. Percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com que você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso, devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos.

Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm muita influência sobre nós, mas que nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que você pode ser. Descobre que leva muito tempo para se chegar aonde está indo, mas que, se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.

Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer,enfrentando as consequências. Aprende que paciência requer muita prática.Descobre que algumas vezes, a pessoa que você espera que o chute, quando você cai, é uma das poucas pessoas que o ajudam a levantar-se. Aprende que a maturidade tem mais a ver com tipos de experiências que se teve e o que se aprendeu com elas, do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais de seus pais em você do que você supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes, e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.

Aprende que quando está com raiva, tem direito de estar com raiva, mas isso não lhe dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama mais do jeito que você quer não significa que esse alguém não o ame com todas as forças, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, e que algumas vezes, você tem que aprender a perdoar a si mesmo.

E que, com a mesma severidade com que julga, será em algum momento condenado. Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não para, para que você junte seus cacos. Aprende que o tempo não é algo que se possa voltar para trás. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende realmente que pode suportar… que realmente é forte, e que pode ir mais longe, depois de pensar que não pode mais. E que realmente a vida tem valor diante da vida!!!

Comentários ( 16 )

  1. Eu adoro o texto, acho que já ajudou muita gente por aí, inclusive eu mesmo.

    Mas ele é uma tradução do poema After a While, da Verônica A. Shoffstall. Ela não é muito famosa, acho que os poemas dela espalharam-se através do seu próprio site. Ao que me parece, foram adicionadas algumas coisas.

    Lendo qualquer obra de Shakespeare, percebe-se que não é o seu tipo de poema.

    Mesmo assim, o poema é muito bonito.

  2. realmente,o texto é lindo

    MAS NÃO É DE SHAKESPEARE…

    somente a citação fina l“Nossas dúvidas são traidoras, e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar, pelo medo de tentar”.(Shakespeare – Medida por Medida – 1604-1605)
    Ato I – Cena IV: Lúcio para Isabela.

    esse texto foi inspirado no poema After a while (Depois de um tempo)

    Veronica Shoffstall

    Depois de um tempo você aprende
    a sutil diferença entre
    segurar uma mão e acorrentar uma alma
    e você aprende
    que amar não significa apoiar-se
    e companhia não quer sempre dizer segurança
    e você começa a aprender
    que beijos não são contratos
    e presentes não são promessas
    e você começa a aceitar suas derrotas
    com sua cabeça erguida e seus olhos adiante
    com a graça de mulher, não a tristeza de uma ciança
    e você aprende
    a construir todas as estradas hoje
    porque o terreno de amanhã é
    demasiado incerto para planos
    e futuros têm o hábito de cair
    no meio do vôo
    Depois de um tempo você aprende
    que até mesmo a luz do sol queima
    se você a tiver demais
    então você planta seu próprio jardim
    e enfeita sua própria alma
    ao invés de esperar que alguém lhe traga flores
    E você aprende que você realmente pode resistir
    você realmente é forte
    você realmente tem valor
    e você aprende
    e você aprende
    com cada adeus, você aprende.

  3. Esse texto é mesmo uma linda receita d vida, palavras q nos faz refletir e sentir com o coração que devemos ser donos de nossos destinos e não
    deixar q nos transformamos e meros fantoches que so andam por caminhos ja trilhados.

  4. Bom aqui deixo meu comentário sobre uma das maiores obras ja produzidas ate hoje,acredito que seja para muitos um auxílio ou um consolo,e até uma lição de vida por assim dizer.
    Acredito q essa mensagem mudou minha vida,meu ponto de vista sobre ela,e como eu posso lidar com meu cotidiano,mostrou-me q por dentro ainda falta muita cisa a ser achada e reconstruída,mesmo q não percebamos temos peças em nosso corpo que necessitam de manutenção de tempos em tempos assim me vejo na vida,apenas em manutenção.
    Aqui deixo minha marca e meu ponto de vista com relação a essa mensagem tão bonita e ímpar obrigado pela oportunidade.

  5. sou fascinada por leitura…
    adoro também escrever…
    acho que me indentifiquei muito com este texto, por que ele toca vários pontosmportantes que cercam a vida e as experiências, de nós, seres humanos.
    é incrível encontrar textos assim, q faça milhões de pessoas se identificarem na mesma leitura, é extraordinário e isso nos dá conforto porque nos faz enxergar que não somos os únicos a sentir dor, a errar, a questionar o amor que sentimos e aquele que nos é dado…percebemos com isto, que errar, sentir-se inseguro em momentos das nossas vidas, é mais do que natural…um trecho que me chama a atenção:”Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar se não fosse o medo de tentar.”

  6. É como se o (a) autor (a) conhecesse toda nossa alma,ele (a) escreveu tudo que acontece com todos nós…isso é magnifico!E quando lemos enxergamos tudo diferente… ele (a) tem certeza no que diz e isso nos conforta.

  7. O pensamento acima exprime o sentimento único e pessoal, embora seja o que esteja ao redor de dele, o texto fala exatamente sobre o que não foi percebido pelo ‘Cannibal’ que se consome sem prestar atenção ao seu redor, as pessoas que o amam, e ao que ele está plantando.
    Excelente texto. E uma contribuição, Menestrel é um ato teatral, não significa que este texto chame-se Menestrel.
    Todo e qualquer ato representado por artista lírico, contando histórias reais ou não, pode ser chamando de Menestrel.

  8. O TEXTO NÃO É DE SHAKESPEARE, ELE NÃO ESCREVIA COISAS ASSIM, ISSO É MAIS UM TEXTO DE AUTO AJUDA!
    Bonito por sinal… Mas não pode ser jamais assinado com o nome do melhor poeta dramático de todos os tempos, não chega nem aos pés de suas obras.
    Ta na CARA que isso é um texto dos tempos modernos e SHAKESPEARE é um CLASSISSISTA!
    Entao, não acreditem em tudo que falam, vcs jamais iriam achar esse trecho em NENHUMA de suas obras!
    Querem Shakespeare, procurem por Hammlet.

  9. Um texto muito atual… apesar de te sido escrito em outras gerações… Penso que seria até uma utopia viver isso nos dias de hoje… as pessoas deveria fazer disto uma cartilha de sobrevivência humana, ai sim o mundo tornaria mais humano e perfeito.

  10. After A While

    After a while you learn the subtle difference between
    holding a hand and chaining a soul,
    And you learn that love doesn mean learning and
    company doesn mean security,
    And you begin to learn that kisses aren contracts
    and presents aren promises,
    And you begin to accept your defeat with your head
    up and you eyes open, with the grace of an adult,
    not the grief of a child,
    And you learn to build all you roads on today
    because tomorrow ground is too uncertain for
    plans.
    After a while you learn that even sunshine burns if
    you get too much.
    So you plant your own garden and decorate your own
    soul, instead of waiting for someone else to bring you
    flowers.
    And you learn that you really can endure…
    That you really are strong,
    And you really do have worth.

    Veronica A. Shoffstall

  11. Ser ou não ser… Eis a questão. Que é mais nobre para a alma: suportar os dardos e arremessos do fado sempre adverso, ou armar-se contra um mar de desventuras e dar-lhes fim tentando resistir-lhes? Morrer… dormir… mais nada… Imaginar que um sono põe remate aos sofrimentos do coração e aos golpes infinitos que constituem a natural herança da carne, é solução para almejar-se. Morrer.., dormir… dormir… Talvez sonhar… É aí que bate o ponto. O não sabermos que sonhos poderá trazer o sono da morte, quando alfim desenrolarmos toda a meada mortal, nos põe suspensos. É essa idéia que torna verdadeira calamidade a vida assim tão longa! Pois quem suportaria o escárnio e os golpes do mundo, as injustiças dos mais fortes, os maus-tratos dos tolos, a agonia do amor não retribuído, as leis amorosas, a implicância dos chefes e o desprezo da inépcia contra o mérito paciente, se estivesse em suas mãos obter sossego com um punhal? Que fardos levaria nesta vida cansada, a suar, gemendo, se não por temer algo após a morte – terra desconhecida de cujo âmbito jamais ninguém voltou – que nos inibe a vontade, fazendo que aceitemos os males conhecidos, sem buscarmos refúgio noutros males ignorados? De todos faz covardes a consciência. Desta arte o natural frescor de nossa resolução definha sob a máscara do pensamento, e empresas momentosas se desviam da meta diante dessas reflexões, e até o nome de ação perdem. Mas, silêncio! Aí vem vindo a bela Ofélia. Em tuas orações, ninfa, recorda-te de meus pecados.

    (Este sim, é um trechinho de Shakespeare).

  12. Oi Dudu, gostaria de Parabenizar o seu trabalho primeiramente. “O Menestrel” é um lindo texto. Isso me mostrou que a Vida é tãi simples, somos nos que não sabemos Viver de forma correta. Muitos Sucessos em sua Vida. Parabéns

  13. Pode ser que o autor não seja o citado, porémn acredito que algumas pessoas deveriam dormir com esse texto bem sua cabeceira para ler logo ao acordar e começar um novo dia… as coisas seriam diferentes.

  14. Caro amigo, este texto e atribuído a Shakespeare, ouço diversas vezes durante o ano, em um áudio que tenho. Já reparou que ele serve para todos e sempre tem a frase “com o tempo, você aprende que…”.isto mostra realmente que somos eternos aprendizes e quando chega um ponto em que pensamos ser sábios, vem a vida, com suas reviravoltas e mostra que não sabemos nada. Traz verdades que são profundamente visíveis e ao mesmo tempo, incrivelmente ocultas. Quantas vezes aqueles a quem vemos como inimigos são os que nos socorrem. Se ainda não aconteceu, pode estar certo que acontecerá. O fecho e sublime, pois mostra que devemos ter iniciativa se almejamos atingir nossos objetivos. Boa lembrança. Feliz 2014 e que tenhamos um ano de sucesso, saúde, paz e harmonia, sempre com Deus.

Deixe uma resposta