Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Justiça

TJPA nega pedido da defesa do capitão Julio sobre suspeição do juiz Libio Moura no caso do advogado Dácio Cunha

As Câmaras Criminais Reunidas do Tribunal de Justiça do Estado do Pará decidiu hoje (13), durante sessão realizada em Belém, por unanimidade, que o juiz Líbio Araújo Moura (foto), titular da 1ª Vara Criminal da Comarca de Parauapebas, continuará à frente do processo em que o capitão PM Delcídio Júlio, a advogada Betânia Amorim Viveiros e outros dois PMs são acusados da morte do advogado Dácio Cunha.

A defesa do capitão Júlio havia arguido a exceção de suspeição do juiz do caso, além de requerer Habeas Corpus de trancamento da ação penal para o afastamento do juiz. Com a decisão todos os atos praticados pelo magistrado no referido processo continuam valendo e ele segue seus trâmites normalmente.

O processo teve como relator o Desembargar Raimundo Holanda Reis.

 

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!