Conosco Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Parauapebas

UFPA: Parauapebas terá turmas de Direito, Engenharia Civil e Mecânica em 2014

Ontem a tarde, com o auditório da prefeitura repleto de autoridades municipais e com a presença dos reitores da UFPA e Unifesspa foi celebrado o convênio entre o município de Parauapebas e a UFPA para a implantação dos cursos superiores de engenharia mecânica e civil e mais uma turma do curso de direito.

Muito discurso, os alunos do ensino médio presentes aparentando alegria com o anúncio, e poucos esclarecimentos por parte das autoridades que fizeram uso da palavra.

Na verdade, a UFPA recebeu da prefeitura de Parauapebas as instalações do Centro Universitário de Parauapebas – CEUP – e a promessa da Vale de construir um campus no município. Por sua vez, a UFPA pouco dá em troca.

Mesmo com prefeitura e Vale bancando toda a logística para a implantação dos cursos (residência, alimentação e passagens aéreas para os professores; além de equipamentos necessários para a sequência dos cursos), a UFPA garante apenas para 2016 a implantação permanente dos cursos anunciados. Ou seja, mesmo com um custo quase totalmente subsidiado pelo município, os estudantes parauapebenses terão que aguardar até 2016 para que tais cursos sejam regulares no município.

Antes da assinatura do convênio houve uma reunião no gabinete do prefeito Valmir Mariano em que estiveram presentes os representantes da Vale, os reitores Marcílio Monteiro (Unifesspa) e Calos Maneschy (UFPA), alguns secretários municipais, representantes dos estudantes e o prefeito de Parauapebas. O clima por lá foi pouco amigável, afirmam algumas fontes do Blog, pois o prefeito não admitia que os cursos não fossem de forma permanente em Parauapebas. Até a suspensão da assinatura do convênio foi cogitada por Valmir Mariano.

Veja também:  Programa Café com o prefeito : 19/10/2009

Segundo o magnífico reitor da UFPA, mesmo que prefeitura e Vale bancassem todas as despesas isso não seria possível nesse momento, pois a UFPA é uma instituição federal e não tem orçamento para tal, estaria agindo de forma irregular, o que poderia trazer sérios prejuízos no futuro.

Maneschy garantiu que no mais tardar em janeiro de 2014 o processo seletivo para os cursos agora oferecidos será realizado e que em março os cursos serão iniciados. Segundo ele, “o critério usado para a seleção dos novos universitários será o vestibular, já que, devido não se ter a oferta definida, muitas pessoas não se prepararam para o ENEM, então, dessa vez as notas do ENEM não serão utilizadas para a seleção”.

Ainda segundo o reitor da UFPA, serão disponibilizadas 40 vagas para cada curso de engenharia e 50 vagas para o curso de Direito.

Comentários ( 34 )

  1. O INTERESSE E CORPORATIVISMO POLITICO PARTIDÁRIO ESTA ACIMA DOS INTERRESSES DA POPULAÇÃO PRINCIPALMENTE DOS JOVENS , ESTE É O FUTURO QUE ESTAMOS PLANTANDO !

    DISPUTA DE PODER E INTERESSES POLITICOS USANDO A EDUCAÇÂO COM CAMISA DE FORÇA !

    “Tenho certeza que a juventude de Parauapebas não esquecerá destes episódios e fatos”.

    VALORIZARAM SEU VOLTO NO MOMENTO OPORTUNO !

  2. Quem não está preparado para ser reitor de uma instituição de ensino superior Federal é o “magnífico” Calos Maneschy! Que com essa declaração faz do Enem mais uma farsa de avaliação da educação brasileira!

  3. E como será o modelo de aplicação dos cursos. Ou seja, sera de maneira regular(de segunda a sexta) ou em dias alguns da semana? E os cursos serão apenas em um período. (manhã, tarde ou noite)

Deixe uma resposta