Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Nota de esclarecimento

Vale emite nota sobre tentativa de invasão à Fazenda São Luiz, em Canaã dos Carajás

A Vale encaminhou nota informando que na noite de ontem, 10/8, ocorreu uma tentativa de invasão na Fazenda São Luiz, imóvel de sua propriedade, no município de Canaã dos Carajás.

Segundo a nota, aproximadamente 50 pessoas participaram da ação, arrombando os cadeados dos portões de acesso e em seguida atiraram contra a equipe de vigilância da empresa, que impediu a invasão. Ninguém foi atingido.

A Polícia Militar foi acionada e esteve no local. A empresa registrou Boletim de Ocorrência para apuração dos crimes praticados pelos invasores e seus possíveis financiadores.

A Vale informa ainda que obteve decisões judiciais, as quais impedem a invasão de seus imóveis, inclusive da Fazenda São Luiz, que tem área incluída em Unidade de Conservação Ambiental a ser criada, por sua importância ecológica.

A empresa ressalta também que, por força de lei, os imóveis vinculados à mineração ou para compensação ambiental, não podem ser destinados para política de reforma agrária.

 

Comentários ( 2 )

  1. Zé, não posso perder a oportunidade,vou usar o simbologia de uma porteira arrombada para traçar um paralelo com a situação do Brasil, em especial o estado de sítio em que se encontram aqueles que foram participar da Rio 2016.
    O país do jeitinho,aquele em que a grande maioria da população acha que o governo deve ser provedor de tudo,uma espécie de tutor,assiste aos jogos a espera de um milagre que nos faça lavar a alma,a tv tenta nos convencer que heróis existem,a cada brasileiro que entra em uma competição narradores entram em êxtase,bravatas são lançadas ao ar,”heróis”que nos redimirão das mazelas cotidianas,enquanto isso as reais questões que se mudadas nos levarão ao lugar mais alto do pódio social vão ficando para trás,respeito as opiniões contrárias,mas não posso crer que esse país tenha jeito.pelo menos enquanto não houver uma mudança de mentalidade coletiva,uma revolução social mesmo,estamos repetindo os mesmo erros desde o descobrimento,o Brasil avalizou a copa do mundo e os jogos olímpicos para nos mostrar ao mundo como uma potência do sul,tais eventos deveriam nos deixar um legado,qual?uma nação se constrói no dia a dia,não com eventos sazonais,é a determinação de um povo que muda seu destino,por isso estou cético quanto ao futuro do Brasil,os “organizadores”do COB(comitê olímpico brasileiro)não conseguem controlar o PH da água das piscinas,o ministro da justiça diz que a morte do agente da guarda nacional,foi uma fatalidade por ele ter pego o caminho errado e entrado na favela,a culpa foi do GPS(palavras do ministro)o ministro da saúde diz que os homens não vão ao médico por trabalhar mais que as mulheres,enquanto isso o povão está deitado em berço esplêndido a espera de heróis olímpicos que os redima de suas frustrações cotidianas.
    A vida me ensinou a não acreditar em herói a não ser em herói de si mesmo,aquele que apesar dos pesares reverte o jogo da vida e supera as dificuldades do dia a dia.
    Amigos aguardemos o final dos jogos do rio e veremos o festival de aberrações,hoje se vemos e ouvimos notícias de assaltos,mortes e todo tipo violência cometida na cidade sitiada do Rio de Janeiro ,tão logo acabe os jogos,teremos a dimensão exata dos fatos,o estado não é de sítio,é guerra civil mesmo,os bandidos arrombaram a porteira,nos tiraram as armas,quem pode, blinda seus carros,nos tiraram o direito de ir e vir,hoje até a polícia tem uma rota a ser seguida,se errar o caminho,Bala!!!tombou na vila do João,um herói olímpico,na competição de tiro ao alvo,o soldado era o alvo!!!tombou o cidadão,o pai de família,Hélio vieira.
    Desculpem se me estendi.
    Um abraço.

  2. Atualizando meu comentário Zè.
    Ontem foi baleado no Rio de Janeiro mais um policial da guarda nacional,desta vez um policial de Manaus que tinha sido deslocado para o Rio para garantir a segurança dos “gringos”que vieram para a cidade assistir o evento.
    Chefes de equipes de vários países já proibiram os atletas de saírem da vila olímpica
    a noite,ora!se isso não é estado de sítio,ainda que camuflado,é o que então?

Deixe uma resposta