Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Educação

Curionópolis: construção de escola de tempo integral em Serra Pelada é pleiteada

A escola contará com um teatro, duas piscinas, 25 salas de aula, quatro laboratórios, uma biblioteca, refeitório, quadra poliesportiva aberta, com capacidade para cinco mil pessoas, e pista de atletismo.
Continua depois da publicidade

O prefeito Adonei Aguiar se reuniu com representantes da mineradora Vale, nesta terça-feira (20), para solicitar a construção de uma escola de tempo integral em Serra Pelada, localidade que fica na região do Projeto Serra Leste, de propriedade da empresa.

Participaram da reunião o diretor executivo, Luiz Eduardo Osório e a diretora de relações governamentais da empresa, Selma Torres Ferrari. Além do prefeito de Curionópolis estiveram na reunião o presidente da Câmara, vereador Francisco Aderbal, o deputado federal Hélio Leite e o professor Danilo de Melo Souza, que é secretário de Educação, em Palmas-TO, e também atua como consultor.

“Queremos construir em Serra Pelada uma escola de tempo integral de referência, que segure o aluno por nove horas diárias com atividades extra sala de aula, focando principalmente nas atividades esportivas e também em disciplinas de empreendedorismo”, destacou o prefeito Adonei Aguiar.

De acordo com o prefeito, “a diretoria da Vale deixou a reunião satisfeita com a apresentação do projeto e já comunicou com a presidente da Fundação Vale, Isis Pagy, para fazer uma visita in loco em uma escola modelo de Palmas, capital do Tocantins, que será referência para a construção da escola em Serra Pelada”.

Escola de Tempo Integral

De acordo com o professor Danilo, o projeto da Escola de Tempo Integral (ETI) em Serra Pelada conta com uma área construída de 10 mil metros, com capacidade para 1.200 alunos. Dentro da estrutura será construído um teatro, duas piscinas, sendo uma semi-olímpica com 25 metros e 8 raias, 25 salas de aula, quatro laboratórios, uma biblioteca, refeitório, quadra poliesportiva aberta, com capacidade para cinco mil pessoas, e pista de atletismo.

Na escola serão desenvolvidas atividades como: Horta Escolar, Panificação e Orquestra Sinfônica com a banda escolar. O prédio contará com geração de energia elétrica fotovoltaica, captação e reuso de água das chuvas. “A escola será a maior unidade escolar do estado do Pará, o padrão de acabamento e construção é o mesmo das melhores escolas privadas do Brasil”, destacou o professor.

Deixe uma resposta