Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Tucuruí

Dados preliminares apontam Tucuruí livre de casos de influenza

Dois casos suspeitos foram detectados, mas não confirmados pelo Lacen. Tucuruí está dentro de todas as metas estipuladas pelo Ministério da Saúde.

No último sábado (12), foi realizado em todo o país o dia D da mobilização nacional contra a Gripe Influenza (H1N1). Tucuruí realizou atendimento aos grupos prioritários em todas as Unidades de Saúde do município que estiveram abertas durante todo o dia para que os profissionais de saúde pudessem atender a população e fosse feita a imunização.

Desde 23 de abril, a Campanha Nacional de Vacinação contra o Influenza está sendo realizada como estratégia do Ministério da Saúde para diminuir o impacto da gripe em todo o país e a Prefeitura de Tucuruí, por meio da Coordenação de Imunização, ligada à Secretaria de Saúde, está fazendo a imunização dos grupos prioritários desde 23 de abril sendo que a vacinação acontece até o dia 1 de junho.

Dados preliminares apontam que no município, nenhum caso de influenza foi confirmado apesar da Vigilância em Saúde ter detectado dois casos suspeitos por meio do teste rápido para influenza – que é um indicativo de H1N1 e H2N3.

Conforme esclarece Cecília Ranieri, coordenadora da Vigilância em Saúde, os exames dos casos suspeitos foi enviado para o Laboratório Central de Saúde Pública do Pará (Lacen) que negativou uma das amostras para H1N1. “Já o segundo caso está em análise e deve atestar negativamente”, declara a médica.

Ainda há muita desinformação quanto a gripe H1N1 que é uma doença causada pelo vírus Influenza A H1N1, uma mutação do vírus da gripe. Por ser mais forte do que aquele que nós estamos acostumados, os sintomas são mais impactantes, repentinos e, se não tratada logo no início, pode evoluir e levar a pessoa ao óbito. “Contudo, Tucuruí tem cumprido as determinações do Ministério da Saúde e os índices de imunização para a doença, estão dentro dos parâmetros nacionais, o que nos deixa mais tranquilos”, avalia o secretário de Saúde, Fábio Ulisses.

A coordenadora da Vigilância em Saúde orienta que medidas simples como lavar sempre as mãos, principalmente após tossir e espirrar, ou higienizá-las com álcool 70%, deixar o ambiente sempre ventilado, cobrir boca e nariz sempre que espirrar ou tossir e evitar aglomerações em épocas em que o número de casos da doença for alto, são a suficientes para evitar a proliferação.

A coordenadora de Imunização, Genislane Ferreira, explica que a campanha de imunização é um dos meios de prevenir a doença causada pelo vírus influenza e suas complicações. “A vacinação é importante por apresentar um impacto indireto na diminuição das internações hospitalares, da mortalidade evitável e dos gastos com medicamentos para tratamento de infecções secundárias”, explica a coordenadora.

Conforme o Ministério da Saúde, em 2018, a meta é vacinar 90% de cada um dos grupos prioritários. Em 2017 a Prefeitura de Tucuruí atingiu todas as metas preconizadas pelo Ministério da Saúde.

Deixe uma resposta