Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Esportes

Atlético Paraense visa o Rio Branco para um amistoso de preparação do estadual

O Tricolor do Norte vai para o seu quinto desafio tendo a defesa como ponto forte da equipe
Continua depois da publicidade

Após vencer quatro amistosos em quatro realizados, o Clube Atlético Paraense (CAP) se prepara para mais um teste. Desta vez, o Tricolor do Norte vai encarar a equipe do Rio Branco, que disputa o Campeonato Municipal da 1ª divisão da cidade de Parauapebas. O amistoso está marcado para sexta-feira (21), às 20h, no Estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão, com entrada liberada para o torcedor.

O técnico Marcelo Cardoso vai fazendo ajustes na equipe e observando a possibilidade de definir o time titular para a estreia na Segundinha do Parazão. Apesar dos amistosos serem realizados com os chamados times amadores, já que o CAP está tendo dificuldades em marcar contra equipes profissionais, os jogos estão servindo de base para a melhor adaptação dos jogadores com o gramado do Estádio Rosenão, que será o palco das partidas da equipe no Campeonato Estadual.

A defesa é o setor que vem sendo muito elogiado pelo comandante da equipe, também pudera, nos quatro jogos-treinos, os defensores conseguiram sair de campo nos 90 minutos sem sofrer nenhum gol. Isso tudo é o fruto de um trabalho coletivo envolvendo o goleiro, os zagueiros, os laterais e os volantes. Quem faz parte do setor, é o zagueiro Léo Azevedo, que é uma revelação do Parauapebas Futebol Clube e agora está empenhado em tentar subir o Atlético para a elite do futebol paraense.

“A gente vem fazendo um trabalho bem intenso e forte. Sabemos que temos muito a melhorar, mas o trabalho é isso mesmo, a Segundinha do Campeonato Paraense não é fácil, são jogos muito complicados, mas temos grandes condições de chegar e subir o Atlético Paraense. O professor Marcelo Cardoso nos passa muita confiança pela carreira que ele já tem e mostra que conhece o grupo, cada um de nós e incentiva que podemos chegar com o nosso trabalho”, disse Léo Azevedo, zagueiro do Atlético Paraense.

Outro jogador que vem se destacando nos amistosos, é o volante Chicão, que é o atleta experiente da equipe e que faz a contenção da defesa atleticana. O jogador de 37 anos, com passagens por grandes equipes do futebol brasileiro como Clube do Remo-PA, Fortaleza-CE, Vitória-BA, Ceará-CE, Paraná-PR e Santa Cruz-PE, acredita que o trabalho está sendo bem feito e elogia a estrutura do Clube Atlético Paraense.

“Nosso time tem trabalhado bastante. Não levar gols é o fruto do nosso trabalho e acredito em nosso conjunto e a Segundinha do Parazão, é um campeonato cascudo, duro, difícil, curto e não pode haver erro. A gente espera com muita dedicação e profissionalismo, alcançar o nosso objetivo. Comentei com o nosso presidente Rafael Lopes, que pela minha vivência no futebol brasileiro e no paraense e pelo meu conhecimento, poucos times têm essa condição que hoje o CAP nos oferece”, afirmou Chicão, volante do Atlético Paraense.

Por Fábio Relvas
Futebol

Atlético Paraense vence o Primavera em mais um amistoso visando a Segundinha

O time do técnico Marcelo Cardoso alcançou a sua quarta vitória em quatro jogos
Continua depois da publicidade

Na manhã deste domingo (16), o Clube Atlético Paraense voltou a realizar um jogo amistoso no Estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão, em Parauapebas. A partida foi contra o time do Primavera, que disputa a primeira divisão do Campeonato Municipal da cidade. Os comandados do técnico Marcelo Cardoso venceram, por 3 a 0, em mais um teste visando a Segundinha do Parazão.

O Atlético chegou à sua quarta vitória em quatro jogos amistosos. Os gols da equipe do Tricolor do Norte foram assinalados somente por atacantes, que estão mostrando serviço e fazendo suas devidas funções. Monga abriu o marcador ainda no primeiro tempo de partida; o garoto Guga, o chamado Gugagol, deixou sua marca na metade do segundo tempo e Joãozinho fechou o marcador, assinalando nos minutos finais.

Até o momento, o Atlético só realizou jogos amistosos contra equipes amadoras, devido às dificuldades que vem encontrando em marcar partidas contra times profissionais. Apesar disso, o nível técnico dos jogos-treino tem sido considerado alto pela comissão do Tricolor do Norte, que vem testando a equipe e dando uma boa dinâmica de jogo.

“Foi bom o amistoso contra um adversário tradicional da cidade, que faz parte do futebol amador, mas de qualquer forma o nível tem sido relativamente bom nesses jogos-treinos como o de hoje. As equipes vêm sempre muito fechadas e empenhadas em não perder com um placar elástico. A gente tem essa dificuldade de marcar jogos contra equipes profissionais, mas está sendo bom, estamos testando a dinâmica da equipe e já houve uma evolução,” afirmou Marcelo Cardoso, técnico do Atlético.

A equipe que entrou em campo e venceu bem a representação do Primavera teve como titulares: Roger Kath; Matheus Moreno, Léo Azevedo, China e Juninho; Matheus Pereira, Chicão e Daniel; Luciano, Monga e Guga. Ficaram como suplentes, também sendo utilizados no decorrer da partida: Gibson, Leonardo, Vitor Hugo, Lucas Ewen, Cleideson, Maikin, Gabriel, Lucas, Felipinho, Joãozinho e Bebeto. O treinador elogiou a postura da equipe, que poderia ter saído com um placar elástico.

“Estamos conseguindo fazer umas ações com um pouco mais de intensidade, principalmente no último terço do campo. Já estamos conseguindo aumentar o nosso poder de finalização: fizemos três gols e poderíamos ter feito mais; criamos e perdemos umas boas possibilidades, chances reais de gols. Poderiam ter sido uns cinco ou seis. É dar prosseguimento testando algumas variações na equipe, algumas possibilidades de mudanças de jogadores e esquema de jogo também. É parte do trabalho que está sendo realizado e já estamos entrando nessa fase final de preparação, buscando um pouco mais de intensidade,” avaliou Marcelo Cardoso.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Futebol

Atacante Heliton marca dois e decide para o Parauapebas em jogo-treino no Rosenão

O PFC teve muitas dificuldades contra a seleção local, mas conseguiu vencer por 3 a 2; no final, houve confusão entre os jogadores e comissão técnica
Continua depois da publicidade

Por Fábio Relvas

O Parauapebas Futebol Clube (PFC) realizou mais um teste neste sábado (6), no Estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão, visando o Parazão 2018. Em um jogo-treino diante da seleção local, com muitos jogadores atuantes no time do Primavera, que disputa o Campeonato Municipal da cidade, o Gigante de Aço passou sufoco, mas conseguiu vencer o adversário pelo placar de 3 a 2.

Em um primeiro tempo acirrado, com chances para os dois times, quem se deu melhor foi a seleção local. Em um golaço do atacante Maninho, jogador da cidade de Canaã dos Carajás, o time do combinado saiu na frente, 1 a 0. O atleta que marcou o tento, já teve seu nome divulgado na lista dos contratados do PFC para o estadual, e deve se apresentar nesta segunda-feira (8).

No segundo tempo, o PFC entrou pressionado pela torcida, que começou a pegar no pé do time. O atacante Tiago Pedra perdeu gols incríveis de frente para a meta adversária e recebeu críticas das arquibancadas, até que o mesmo Pedra conseguiu marcar e deixar tudo igual no Rosenão, 1 a 1. A equipe do técnico Léo Goiano começou a tocar a bola e envolver o adversário. Mesmo assim, o treinador não estava satisfeito com a onzena titular e fez alterações na equipe.

O atacante Heliton, que atuou no Remo e Paysandu, entrou no jogo para resolver para o Parauapebas. O atacante marcou e virou para o Gigante de Aço, 2 a 1. Apesar de ficar a frente do placar, o time não estava convencendo em campo. A seleção local não se intimidou com o time profissional do PFC e foi para cima até chegar ao empate: o lateral-esquerdo Emerson igualou o marcador, 2 a 2. Quando tudo estava se encaminhado para o empate, outra vez o atacante Heliton apareceu para marcar e decretar a vitória do PFC, por 3 a 2, sobre a seleção local.

Quando o árbitro Bruno Serejo encerrou a partida, houve uma confusão envolvendo os atletas das duas equipes e a comissão técnica do Parauapebas, mas a turma do deixa disso chegou e nada de tão grave aconteceu. O Parauapebas Futebol Clube (PFC) estreia contra o Paysandu Sport Club (PSC), no próximo dia 17, às 20h30, no Estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém.

Amistosos deste sábado (06/01)

Em Castanhal: Castanhal 1 x 2 Remo
Em Tucuruí: Independente 1 x 1 Águia
Em Rurópolis: Seleção de Rurópolis /Placas 1 x 3 São Raimundo
Em Parauapebas: Parauapebas 3 x 2 Seleção Local
Em Paragominas: Paragominas 1 x 0 Imperatriz-MA

Futebol

Parauapebas Futebol Clube empata sem gols contra o Gavião Kyikatejê em mais um amistoso visando a Segundinha

O PFC não conseguiu vencer em mais um jogo amistoso e agora encara a Desportiva Paraense valendo pela segunda divisão
Continua depois da publicidade

Por Fábio Relvas –  de Parauapebas

O Parauapebas Futebol Clube (PFC) voltou a campo neste sábado (07/10) para mais uma partida amistosa. Desta vez, o adversário foi o Gavião Kyikatejê no estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão. O Gigante de Aço não saiu de um simples empate sem gols contra o time indígena no segundo teste visando à disputa do Campeonato Paraense da segunda divisão..

A torcida compareceu em um bom número para apoiar o time, que acabou não correspondendo às expectativas dentro de campo. No primeiro tempo, o PFC trocou bons passes, mas pouco levava perigo à meta do goleiro Robson do Gavião. As melhores jogadas saíram nos chutes de fora da área, desferidos pelo volante Matheus Moreno, que por duas vezes mandou dois balaços, um por cima e outro parando no goleiro adversário que espalmou para escanteio.

O lance mais perigoso da primeira etapa foi dos visitantes. O zagueiro Cristiano Conceição do PFC derrubou o atacante Lucão dentro da área e o árbitro José Augusto não titubeou e assinalou pênalti para o Gavião Kyikatejê. Na cobrança, o meio-campo Tafarel chamou a responsabilidade e cobrou, o goleiro Cleriston defendeu e a bola bateu na trave e na sobra o mesmo Tafarel cabeceou para outra grande defesa do arqueiro do Gigante de Aço, que recebeu os aplausos da torcida, salvando o time.

No segundo tempo, os técnicos Everton Goiano e Samuel Cândido, trocaram praticamente todos os titulares pelos reservas, o que praticamente não alterou muita coisa na partida. As duas equipes pouco chegaram às metas adversárias. Quando chegou, o PFC levou perigo com tentativas de Everson Bilau, Monga, Silvio, Danúbio e Flamel, mas todos não conseguiram acertar o alvo. Em relação ao Gavião, pouco deu trabalho ao goleiro Matheus que entrou na etapa derradeira e nem sujou o uniforme.

No final da partida, com o empate sem gols, a torcida do Parauapebas Futebol Clube vaiou e ao mesmo tempo aplaudiu a saída dos jogadores de campo. Esse foi mais um jogo amistoso do gigante de Aço sem vitória. No primeiro teste na semana passada, o time ficou no empate em 2 a 2 diante da Seleção de Canaã dos Carajás fora de casa. O técnico Everton Goiano aprovou o desempenho da equipe.

“Eu acredito que foi excelente. Estamos dando ênfase maior no aspecto físico e a partir de terça-feira, vamos diminuir essa carga e vamos começar a trabalhar mais o aspecto técnico. Amistoso é isso. É logico que entramos para ganhar e tivemos algumas oportunidades, eles também tiveram, mas o que a gente tira do amistoso, mesmo que tivesse ganhado de 5 a 0, não adianta ver as qualidades, tem que ver os defeitos aonde foi que cometeram os maiores erros para poder corrigi-los. Fizemos seis modificações, a equipe ficou um pouco mais agressiva, agrediu um pouco mais no segundo tempo. É logico que perdeu o meio-campo porque a gente estava com três enfiados. Vamos fazendo essas observações para buscar uma nova formação para o jogo de domingo”, afirmou Everton Goiano.

Um imprevisto aconteceu com o time do Gavião Kyikatejê. É que na viagem até Parauapebas, o ônibus que trouxe a delegação acabou quebrando na estrada, atrasando mais a chegada da equipe para o amistoso. Sendo assim, o time visitante chegou, almoçou e foi direto para o estádio Rosenão. Apesar do ocorrido, o técnico Samuel Cândido gostou do que viu de seu time, que também se prepara para a Segundinha do Parazão.

“Foi bastante proveitoso. Tivemos alguns contratempos na nossa vinda pra cá com os jogadores almoçando duas horas da tarde e vindo para o estádio três e quinze, mas o importante que conseguiram suportar o início da partida e a pressão do Parauapebas e conseguimos equilibrar o jogo que ficou bem disputado. Fazer jogos contra equipes profissionais é outra coisa do que ficar fazendo com amador. O amador é sempre o jogo da vida deles e o profissional não, sempre procuram trabalhar dentro de uma organização. Nós ficamos satisfeitos com empenho dos nossos aletas para esta partida, mas precisamos melhorar muito nessa semana que temos de trabalho antes da nossa partida de estreia diante do Paraense para que possamos estrear com vitória”, disse Samuel Cândido.

O Parauapebas Futebol Clube tem estreia marcada na Segundinha para o próximo domingo (15/10), contra a Desportiva Paraense, time da cidade de Marituba, às 16h, no estádio Rosenão.

FICHA TÉCNICA

PARAUAPEBAS: Cleriston (Matheus); Bruno Leite, Cris (Silvio), Wanderlan e Lucas Pará (Wanderson); Francesco (Gilberto), Matheus Moreno (Danúbio), Felipe Baiano e Thiago Potiguar (Flamel); Tozim (Monga) e Aleílson (Everson Bilau). Técnico Everton Goiano

GAVIÃO KYIKATEJÊ: Robson (Wirias); Serafim (Oscar), Max Melo, Ramon Baiano e Tiago Fonseca (Dawti); Alisson (Kryityi), Wallace, Tafarel (Felipinho) e Kariri (Mikini); Cristiano Tiririca (Vinícius) e Lucão (Enrico). Técnico: Samuel Cândido

Árbitro: José Augusto

Assistentes: Tânia Lopes e Antônio Pires

Quarto árbitro: Isael da Silva

Cartões amarelos: Francesco e Tozim (Parauapebas); Serafim e Lucão (Gavião Kyikatejê)

Local: Estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão, em Parauapebas

Futebol

Parauapebas Futebol Clube fica só no empate diante da Seleção de Canaã dos Carajás em um amistoso festivo

O PFC chegou a abrir 2 a 0 no placar, mas cedeu o empate em partida realizada no estádio Benezão, em Canaã
Continua depois da publicidade

Por Fábio Relvas

O Parauapebas Futebol Clube (PFC) realizou seu primeiro teste em preparação para a disputa do Campeonato Paraense da 2ª divisão, a chamada Segundinha. Na tarde deste domingo (01/10), o Gigante de Aço foi até a cidade de Canaã dos Carajás para atuar em um amistoso festivo contra a seleção local, no estádio Benezão. O jogo foi para comemorar o aniversário de Canaã que vai completar 23 anos no próximo dia (5).

O PFC chegou a abrir dois gols de vantagem no duelo, assinalados por Felipe Baiano e Rodrinho (contra), aos 17 e 23 minutos do primeiro. Com o início arrasador, parecia que o time do Parauapebas iria golear o adversário, mas não foi bem isso o que aconteceu. A seleção começou a reagir na partida ainda na primeira etapa e descontou com Leandro, aos 26 minutos. O curioso é que o zagueiro Leandro, capitão do time, é presidente da Liga Esportiva de Canaã dos Carajás.

No segundo tempo, tanto o técnico Everton Goiano do PFC, como Biro-Biro da Seleção de Canaã dos Carajás, fizeram algumas alterações nas equipes, o que sempre acontece em partidas amistosas. A intenção do treinador do Gigante de Aço era dá ritmo aos atletas onde alterou do goleiro até o atacante. Quem se deu bem nas substituições foi o time da casa, que chegou ao gol de empate através de Diogo, logo aos seis minutos da etapa final. As duas equipes buscaram a vitória, mas o placar terminou mesmo em 2 a 2.

Os jogadores destaques do Parauapebas Futebol Clube na partida foram o goleiro Matheus, que entrou no segundo tempo e fechou à meta, o lateral-esquerdo Neilson, que fez bons cruzamentos pelo seu setor, os meias Felipe Baiano e Thiago Potiguar, ambos carregaram o time para frente criando várias jogadas e o atacante Aleílson, marcando sempre presença de área.

O time do FPC entrou em campo com: Cleriston; Bruno Leite, Márcio, Silvio e Neilson; Wanderlan, Francesco, Felipe Baiano e Thiago Potiguar; Tozim e Aleílson. Os jogadores suplentes: Matheus, Wanderson, Cris, Everton Luis, Mateus Moreno, Lucas Pará, Mateuzinho, Talisson, Danúbio, Luciano, Victor Hugo e Marcos.

A Seleção de Canaã dos Carajás foi com: Jakson; Ozarth, Leandro, Rodriguinho e Coyote; Amaral, Sávio, Rafinha e Ivon; Maninho e Diogo. Os atletas reservas: Abraão, Kleber, Natan, Lucas, Jhonatan, Jhony e Alan.

O PFC volta a campo em outro jogo amistoso, desta vez diante do Gavião Kyikatejê, no próximo sábado (07/10), às 16h, no estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão. Será a última partida amistosa antes da estreia na Segundinha contra a Desportiva Paraense, no dia (15/10), também no Rosenão.

A diretoria confirmou mais uma contratação para a Segundinha. Trata-se de Gilberto, primeiro volante, que estava jogando em Goiânia.