Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Marabá

4º Batalhão de Polícia Militar comemora 40 anos de criação em Marabá

Solenidade no quartel da 4º BPM marcou a data e reuniu autoridades civis e militares. Na oportunidade, integrantes da tropa e outras autoridades foram agraciados com medalhas e certificados
Continua depois da publicidade

Aconteceu na manhã desta terça-feira (7) solenidade militar em homenagem aos 40 anos de criação do 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM), em Marabá. A cerimônia foi presidida pelo tenente-coronel Heriberto Clauber dos Santos Furtado, subcomandante do Comando de Policiamento Regional II (CPR-II), que, ao mesmo tempo, representou o comandante do CPR-II, coronel Mauro Sérgio Marques da Silva, que se encontrava em outra atividade; e o comandante do 4º Batalhão, tenente-coronel Franklin Roosevelt Fayal, que está adoentado.

Com a presença de autoridades civis e militares, a tropa entoou, ao som da Banda do 4º BPM, o Hino da Polícia Militar e Hino do Batalhão, assim como participou de formatura e desfilou em homenagem à importante data. Em breve discurso, o tenente-coronel Furtado dirigiu palavras de agradecimento a todos os que estavam prestigiando aquele momento e aos policiais que integram o 4º BPM, do qual ele disse
ter orgulho de pertencer, e agradeceu aos parceiros que acreditam na PM, “formada por policiais sérios e competentes”, que trabalham para que Marabá e os nove municípios de abrangência do 4º Batalhão “sejam lugares cada vez melhores para se viver”.

Durante a solenidade, vários policiais e também civis foram homenageados com a Láurea do Mérito Pessoal, Medalha General Sotero de Menezes, Certificado de Destaque Operacional, Certificado de Bons Serviços Prestados e Certificado de Amigos do Batalhão. (Ver relação abaixo).

Parceria rende bons frutos para a segurança

Ao Blog, a superintendente Regional de Polícia Civil do Sudeste do Pará, delegada Simone Felinto, disse que o 4º BPM está de parabéns pelos 40 anos de existência, pois muito tem contribuído para Marabá e região, por meio de seus homens e mulheres que se dedicam dia e noite em prol da segurança da população.

“Hoje é um dia festivo e de muita alegria para todos nós da Segurança Pública. As operações integradas com a Polícia Militar estão produzindo bons frutos e a prova disso é a queda do número de homicídios, roubos e furtos. E nós queremos cada vez mais fortalecer essa parceria”, comemorou ela.

O vereador Rodrigo Lima da Silva (PR), da Câmara Municipal de Marabá, o Cabo Rodrigo, que serviu a PM em Marabá por 19 anos e oito meses, também comemorou a data e disse que, entre suas propostas, conseguiu aprovar a realização de Sessão Solene em Homenagem às Forças Militares. Ele destacou ainda outra proposta, esta já em andamento, que é a instalação da Escola Militar em Marabá: “A comunidade da Folha 13 e corpo docente Escola Rio Tocantins já veem a diferença, com a presença da PM ali, assim como os pais já notam diferença no
comportamento dos filhos”, ressaltou ele, que disse sempre defender a categoria. “Não esqueço nunca de defender o nome na PM, que é uma instituição bicentenária”.

O terceiro-sargento Arielson de Jesus Ramos, com 30 anos de serviços prestados à PM em Marabá, afirma que sente um orgulho muito grande de ter cumprido com sua obrigação para com o Estado e à sociedade marabaense. “Agradeço a Deus e à minha família, amo a minha profissão e a minha família, sempre cumpri com as minhas obrigações, minha ficha corrida é limpa, nunca tive problemas com a Justiça com nem com a Justiça Militar”, salienta ele.

Orgulho de servir ao Estado e à sociedade 

Indagado sobre o qual foi o momento mais crítico dos 30 anos de carreira, sargento Arielson  conta que, em 1995, ao tentar prender um homem em Itupiranga, este atirou contra ele, o ferindo em uma das pernas: “Mesmo assim, mesmo ferido, consegui dominá-lo e prendê-lo. Não revidei não disparei contra ele, que foi condenado a nove anos de prisão e acabou me pedindo muito perdão”, relata o sargento, que está prestes a se aposentar. “Por esse ato, fui elogiado e até condecorado com Medalha de Honra ao Mérito por Bons Serviços Prestados”, lembra Arielson, que novamente indagado, desta vez, sobre qual sua maior alegria responde: “É todo dia estar em casa, com a minha esposa, meus filhos e minhas netas. Sair de casa e voltar sabendo que todos estão bem”.

Na oportunidade, o secretário Regional de Governo, Jorge Bittencourt, antecipou ao Blog que, dos 536 concursados excedentes que já foram chamados pelo governo do Estado, 98 virão para Marabá, juntar-se aos 133 que foram empossados recentemente e já estão nas ruas.

Atualmente, o 4º BPM conta com 700 integrantes distribuídos em Marabá, Itupiranga, Nova Ipixuna, São João do Araguaia, São Domingos do Araguaia, Brejo Grande do Araguaia, Palestina do Pará, Piçarra e São Geraldo do Araguaia.

 

Condecorações

Láurea do Mérito Pessoal: segundo-sargento Gilmar Lopes da Silva, primeiro-sargento Lilamar Silveira Oliveira e segundo-sargento Eduardo Carlos Ribeiro de Jesus.

Medalha General Sotero de Menezes Comemorativa a Feito Heroico: terceiro-sargento Luiz Ferreira dos Santos Filho e cabo Manoel Pereira de Almeida.

Certificado de Destaque Operacional: cabo Danilo Porfiro Alves Ferreira, soldado Warley Fernandes Monção e soldado Jorge da Silva Martins.

Certificado de Bons Serviços Prestados: segundo-sargento José de Deus da Paz Monteiro da Silva, segundo-sargento Raimundo Nonato Brito da Silva, terceiro-sargento Jorge Silva Ribeira, terceiro-sargento Luiz Ferreira dos Santos Filho, terceiro-sargento João Rêmulo dos Santos Carneiro e terceiro-sargento Arielson de Jesus Ramos.

Certificado Amigos do Batalhão: tenente-coronel Heriberto Clauber dos Santos Furtado, tenente-coronel Benedito Tobias Sabbá Corrêa, major Cláudio Marino Ferreira Dias, delegado de Polícia Civil Vinícius Cardoso das Neves, Hellen Cristina Machado de Araújo, diretora do Disque-Denúncia, Jocenilson da Silva Souza, diretor do DMTU e o empresário José de Sousa Diniz Filho.

Por Eleutério Gomes – Correspondente em Marabá
Canaã dos Carajás

Prefeitura de Canaã divulga programação para o 24º aniversário da cidade

A festa que vai celebrar a emancipação político-administrativa da “Terra Prometida” acontece junto com a 3ª Feira de Negócios e Festival da Cultura Gastronômica
Continua depois da publicidade

A festa, que acontece de 26 a 30 de setembro, vai reunir grandes nomes da música brasileira.  E a tão aguardada programação para os quatro dias de festa já foi divulgada pela prefeitura de Canaã dos Carajás. Nas comemorações de 2018 haverá show para atender a todos os gostos e idades. Entre os artistas convidados e que já confirmaram presença estão Amado Batista, Israel Novaes, Peninha e Banda Som e Louvor para o público evangélico, além da participação do padre Antônio Maria.

Os 24 anos de emancipação político-administrativa da “Terra Prometida” serão comemorados durante a 3ª Feira de Negócios e Festival da Cultura Gastronômica, que este ano vem com o tema “Canaã 24 anos” e trará aos munícipes oficinas, palestras, exposições e apresentação de trabalhos de artistas locais. Durante o evento também está previsto um show com a dupla sertaneja Gian e Giovani. As datas em que os músicos subirão ao palco ainda serão definidas pela organização do evento.

O aniversário da cidade é conhecido por reunir público de Canaã e cidades vizinhas e gerar lucratividade em todos os segmentos na cidade. Os dois eventos acontecerão ao longo do Bosque Gonzaguinha.

Parauapebas

Calendário esportivo de Parauapebas contou com Workshop e 2ª Corrida da Cidade

O evento foi realizado pela ACOPER e teve aproximadamente 200 atletas participando
Continua depois da publicidade

Ainda em comemoração aos 30 anos de emancipação da cidade de Parauapebas, os praticantes de corrida de rua do município participaram dentro do calendário esportivo, do II Workshop de Corrida de Rua e a 2ª Corrida da Cidade de Parauapebas, realizada pela Associação de Corredores de Parauapebas e Região (ACOPER), no último domingo (27), que contou com total apoio da Prefeitura Municipal de Parauapebas através Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SEMEL).

A ACOPER é uma associação recém-criada, no dia 24 de março de 2018, que tem o objetivo de difundir o esporte de corrida da cidade, contando com Robervaldo Freitas como presidente. O evento deste final de semana foi o primeiro realizado com o intuito de promover a saúde, o bem estar, a qualidade de vida, tirando um pouco o sedentarismo das pessoas que participaram.

Antes da corrida, no sábado (26), o correu o workshop que teve como o tema – “Corrida de Rua: Esporte e Qualidade de Vida”, com o objetivo de transmitir conhecimento técnico e teórico aos participantes com palestras de educador físico, nutricionista e médico ortopedista.

Quem participou do workshop também pôde acompanhar de perto uma demonstração de zumba e teve seu nome incluso em sorteio de brindes. Os atletas locais puderam trocar experiências com os demais participantes.

Aproximadamente, 200 atletas participaram do evento principal, que foi a II Corrida da Cidade, realizada no domingo (27), com largada da praça de eventos, seguindo pela rua três, até o Atrium e retornando para a praça de eventos, dando de 6 a 7 km de percurso. Os participantes tiveram total estrutura e todos puderam receber medalhas do evento, além de prêmios e troféus nas colocações gerais, tanto no masculino como no feminino, pelas categorias de 0 à 29 anos, de 30 à 39 anos, de 40 à 49 anos, de 50 à 59 anos, de 60 acima e especiais.

“A corrida foi um sucesso. Ela foi cronometrada com chip, ou seja, o corredor no ato da inscrição recebeu o número de peito com chip, no qual na largada quando o atleta passava pelo pórtico, já cronometrava o tempo e na chegada finalizava esse tempo. Nem todas as corridas que acontecem na região é chipada, eles falam cronometrada, de pessoas marcando no relógio, mas a nossa foi da maneira que tem que ser feita”, afirmou Robervaldo Freitas, presidente da ACOPER.

A ideia é que a próxima edição da Corrida de Rua seja realizada, mais ou menos, no aniversário de 31 anos da cidade de Parauapebas.

Por Fábio Relvas

Conceição do Araguaia

Conceição do Araguaia completa 121 anos sem comemorações

Prefeito Jair Martins afirma que o recurso público está sendo investido em obras na cidade
Continua depois da publicidade

Conceição do Araguaia, no extremo sul do Estado, completou 121 anos de fundação nesta quarta-feira, 30 de maio, mas sem festa nem bolo de aniversário. De acordo com o prefeito Jair Lopes Martins (MDB), os recursos financeiros estão investidos em obras na cidade. Ele conta que esteve em Belém, na última terça-feira (29), onde assinou convênios para a reforma das escolas municiais Jason Severino, Mata Verde, Antônio de Freitas, Atiorô, Vinte de Abril e Nova República. O valor, segundo ele, é de mais de R$ 1,5 milhão.

Jair Martins (foto), entretanto, afirma que está trabalhando para realizar o maior veraneio da história de Conceição do Araguaia, que ocorrerá nas primeiras semanas de julho.

Conceição tem população de 46.617 habitantes (IBGE/2017) e extensão de 5.829 quilômetros quadrados. De acordo com documentos históricos, o município teve seus primeiros registros ligados ao período do Brasil Imperial, no Século 19, mais precisamente década de 1888, quando o religioso francês Frei Gil de Vilanova chegou para catequizar os índios Kaiapós.

A cidade é banhada pelo Rio Araguaia e todos os anos atrai milhares de turistas para suas praias, como a das Gaivotas, a mais movimentada e visitada durante a temporada de verão; Praia Verde, no parte sul da cidade, no Bairro Tancredo Neves, com uma visão privilegiada e muito bonita; e a Ilha do Pão, a 10 minutos de “voadeira” do Complexo Beradeiro, outro aprazível ponto turístico.

Marabá

Aeroporto de Marabá recebe visita de crianças em comemoração aos seus 40 anos

As crianças, com idade entre 7 e 12 anos, conhecerão um pouquinho sobre a história do aeroporto e aprenderão a evitar possíveis acidentes com pipas, balões e outros objetos danosos à aviação civil.
Continua depois da publicidade

O Aeroporto de Marabá/João Corrêa da Rocha completa 40 anos no próximo domingo (20/5), e para comemorar a data, cerca de 50 alunos da Escola Municipal Josineide Tavares visitam o terminal nesta sexta-feira, dia 18, às 14h. As crianças, com idade entre 7 e 12 anos, conhecerão um pouquinho sobre a história do aeroporto e aprenderão a evitar possíveis acidentes com pipas, balões e outros objetos danosos à aviação civil. Em seguida, elas farão um passeio pelo terminal marabaense, e na sequência visitarão a Seção Contra Incêndio (SCI), onde vão poder conhecer o trabalho executado pelos bombeiros de aeródromo.

Localizado na cidade conhecida como o principal centro administrativo e econômico do estado, o terminal cumpre papel fundamental na integração e acesso às cidades vizinhas, além de ligar a cidade a outros quatro destinos nacionais, com oito voos diários: Belém, Parauapebas (PA), Brasília (DF), e Belo Horizonte (MG).

Com capacidade de receber até 1,5 milhão de passageiros ao ano e funcionamento de 24 horas, o terminal registrou a movimentação de mais de 280 mil viajantes, entre embarques e desembarques, no ano de 2017. Neste ano, até março, já foram registrados quase 65 mil passageiros entre embarques e desembarques realizados pelas companhias aéreas Azul, Gol e Latam.

O superintendente do Aeroporto de Marabá, Wigson Diego Saturnino Santos, afirmou que o terminal se consolidou como porta de entrada para o desenvolvimento da região.“É bastante motivador saber que o serviço prestado pela Infraero, no aeroporto, tem sido reconhecido pela sociedade e contribuído para o progresso do estado do Pará”, ressaltou.

O gestor também informou que o terminal está em parceria com a Prefeitura Municipal da cidade, há cerca de três meses, para revitalização da área externa do aeroporto. “Estamos trabalhando para revitalizar calçadas e melhorar a iluminação em toda área considerada pública na parte frontal ao terminal de passageiros, além dos serviços de paisagismo”. O superintendente ainda conta que já foram instalados bancos em concreto e que haverá uma área para academia ao ar livre.

Curionópolis

Mais de 150 pilotos participaram do Motocross de Curionópolis

A competição faz parte da programação de aniversário de Curionópolis
Continua depois da publicidade

Adrenalina, emoção, velocidade. Tudo isso o público sentiu ao prestigiar a aventura radical do GP de Motocross, em Curionópolis, realizado no sábado (12) e domingo (13), como parte da programação de aniversário dos 30 anos de Curionópolis. O evento, que já é tradição, atraiu cerca de dez mil pessoas.

“Eu sou de Parauapebas e vim prestigiar o motocross por que gosto do esporte e também por que o meu primo vai competir, nossa família veio em peso, somos mais de 50 aqui”, informou a auxiliar administrativo Mayara Raiza. O prefeito Adonei Aguiar participou da entrega dos troféus e acompanhou o evento durante todo o domingo.

“Mais um GP Motocross, comemorando dessa vez o 30º aniversário de Curionópolis, e a cada ano a prefeitura vem dando mais apoio em pista, organização e estrutura para que todos os pilotos do Estado do Pará, do Norte do país, do Centro-Oeste, venham para cá fazer uma grande corrida como foi essa”, destacou o prefeito.

Wesley Rodrigues Magalhães, responsável técnico pela corrida, informou que foram quase 200 pilotos distribuídos nas 14 categorias disputadas, entre adulto e infantil, durante os dois dias de evento. Ele destacou o que atrai o grande número de pilotos: “Como é uma prova de bastante referência, a gente tem pilotos do país inteiro aqui, atraídos pela tradição do evento. A premiação também é boa, um total de R$ 40 mil em premiação. Tem piloto que pode chegar a ganhar até sete mil reais”.

Outra destaque importante do evento para a cidade é o aquecimento da economia, “todo piloto vem com três, quatro pessoas a mais, a gente tem um aumento de 500, 600 pessoas na cidade, isso com certeza deve ajudar na economia, além de trazer o espetáculo gera renda para cidade, com a lotação de hotéis e restaurante, aumento na venda de postos de combustíveis, entre outros” observou Wesley Rodrigues.

Redenção

Começam nesta sexta as comemorações dos 36 anos de Redenção

Depois de vários anos sem festa de aniversário, o município ganha shows com atrações de renome nacional
Continua depois da publicidade

Começam nesta sexta-feira (11) as comemorações pelo 36ª aniversário de emancipação político-administrativa de Redenção. Serão três noites de muita alegria e animação, com as atrações artísticas se exibindo no espaço cultural da Avenida Brasil, centro da cidade. Na gestão do atual prefeito Carlo Iavé Furtado de Araújo (PMDB) este é o primeiro aniversário do município comemorado em grande estilo e com participação de cantores de renome nacional. De acordo com a assessoria da prefeitura, a abertura solene ocorrerá no auditório do UEPA (Universidade Estadual do Pará) com lançamento do programa Redenção Sustentável.

As apresentações culturais começam a partir das 21h de hoje, com a Banda Forró Bacana, de Belém. No sábado (12), quem faz a festa é a cantora Joelma, ex-Banda Calypso e o MC Dourado.

As comemorações do aniversário, que havia anos aconteciam em Redenção, foram elogiadas por muitas pessoas. “A cidade está de parabéns por receber shows de artistas de renome nacional”, opinou o estudante João Gabriel.

 Ainda segundo informações da prefeitura, os cantores da cidade também terão a oportunidade de mostrar seu talento durante a programação cultural de aniversário.

Segundo a organização, o encerramento ocorrerá no domingo (13), com um grande passeio ciclístico que sairá às 8 horas, da frente da Escola Maria Conceição Correia.

História

De acordo com a estimativa de 2017 do IBGE, Redenção conta com 82.464 habitantes. A história do município teve inicio quanto, na década de 1960 a Sudam proporcionou a vinda de fazendeiros a se instalarem numa região denominada Boca da Mata. Com o desbravamento da fazenda Santa Tereza, de propriedade do agrônomo João Lamari do Val, vieram também os pioneiros Ademar Guimarães, José Bueno Cintra e Gerudes Gomes da Silva.

Na mesma época foram chegando Luiz Vargas Dumonte e Carlos Ribeiro para conhecerem a Serra dos Gradaús, localizada no município de Cumarú. Vale lembrar que as primeiras casas foram construídas na atual Avenida Santa Tereza e um dos primeiros moradores foi Gerudes Gomes da Silva, falecido em 15 de abril de 2001.

Esses homens aventureiros dotados de um idealismo viram e conheceram uma região plana e rica de recursos minerais e vegetais, fator que levou ao lançamento da pedra fundamental exatamente no dia 21 de setembro de 1969. O que era uma ideia se transformou em uma vila para centenas de desbravadores, os quais vislumbravam nessas terras um futuro promissor.

Um dos incentivadores para a criação do município de Redenção foi o médico Giovanni Correia Queiroz, tido como o primeiro médico e professor, sendo também proprietário do primeiro hospital denominado Nossa Senhora da Conceição. Giovanni depois veio a ser prefeito de Conceição do Araguaia, deputado estadual e deputado federal.

O Distrito de Redenção foi criado pela Lei Estadual n.º 4568/1973, subordinado ao município de Conceição do Araguaia. Em divisão territorial datada de 1979, figura no município de Conceição do Araguaia. Foi elevado à categoria de município com a denominação de Redenção, pela Lei Estadual n.º 5028/1982, desmembrado de Conceição do Araguaia e instalado em 31 de janeiro de1983. Em divisão territorial datada de 1988, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2014.

Marabá

No aniversário de Tião Miranda, aluna emociona prefeito, que dá indireta sobre segundo mandato

Gestor marabaense diz que quer trabalhar por Marabá “por muitos anos, enquanto tiver forças” e antecipa candidatura para 2020
Continua depois da publicidade

Por Ulisses Pompeu

No início da noite desta segunda-feira (2), a Prefeitura Municipal de Marabá inaugurou a Escola Cristo Rei, no Bairro Jardim União. Uma multidão de moradores compareceu à cerimônia e o prefeito Tião Miranda, que chegou por último ao evento, acabou recebendo várias homenagens de educadores, estudantes e servidores por seu aniversário de 61 anos de idade.

Logo no início da cerimônia, a aluna Maria Paula, da Escola Cristo Rei, lhe entregou uma placa de homenagem a por seu natalício, que transcorreu neste dia 2 de abril. O prefeito, conhecido por sua natureza comedida, estava só alegria e passou o restante do evento distribuindo sorrisos aos colegas de mesa.

Em sua vez de usar a palavra, Tião agradeceu a celebração do seu aniversário e caracterizou a ocasião como um dos “aniversários mais marcantes da minha vida, porque quando cheguei na escola, desde a entrada, uma multidão de crianças veio me recepcionar. Fico feliz em comemorar meus 61 anos no meio de pessoas simples, mas verdadeiras”.

Miranda declarou ainda que a alegria maior em suas gestões sempre foi a inauguração de escolas, porque se trata de um prédio que contribui para o futuro de centenas de pessoas. “Eu trabalho todo dia, sou viciado em trabalhar e meu compromisso é com essa cidade,” reafirmou também, em seu discurso clássico, que julga muito importante a realização de obras, sempre com seriedade e compromisso com a comunidade.

Ele confirmou o discurso de seus secretários de que é um prefeito que cobra muito da equipe que coordena, garantindo que não vai abrir mão disso. “Depois de seis décadas de vida, chego à conclusão de que o tempo é mais precioso do que o dinheiro: a grana você pode perder e recuperar, mas o tempo não volta. O tempo é precioso e o resto da minha vida será dedicado a Marabá. Só peço a Deus que me dê saúde, porque coragem eu tenho para trabalhar e fazer muito mais por essa cidade”.

Tião não deixou de relembrar o “pepino” que recebeu quando assumiu o governo, revelando que já pagou mais de R$ 70 milhões em dívidas deixadas pelas gestões anteriores. “Às vezes, a população pode achar que Tião Miranda é um prefeito duro. Mas como homem público, sempre digo que o Brasil e Marabá dão certo, o que precisamos é trabalhar com responsabilidade. Se o município de Marabá paga suas contas em dia, atualmente, é porque tem um gestor preocupado com a cidade e a comunidade,” declarou.

O discurso enfatizando que seu modo de governar é o mais recomendado para Marabá, dá a impressão de que ele pretende mesmo disputar a prefeitura mais uma vez, embora tenha dito, até o ano passado, que só governaria o município por um mandato. “A cidade pode ir para frente ou para trás, depende muito do prefeito. Mas enquanto eu tiver vontade e Deus me der saúde, estarei trabalhando pela população de Marabá,” concluiu.

Sobre a escola inaugurada

O prefeito de Marabá explicou que a Escola Cristo Rei começou a ser construída no último ano de sua gestão e passou dois governos paralisada. No ano passado, ele retomou as obras, e agora, a escola está sendo inaugurada com 12 salas de aula, onde receberá 600 alunos, inicialmente.