Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Parauapebas

Cinco mortes no fim de semana em Parauapebas

Na tarde deste domingo, 12, três integrantes de um bando que se preparava para atacar a Prosegur morreram em confronto com a PM. No sábado, 11, uma mulher e um rapaz foram executados a bala
Continua depois da publicidade

Três homens apontados como integrantes de uma quadrilha que estava se organizando para assaltar a Prosegur morreram por volta das 16h45 deste domingo (12), em Parauapebas, ao enfrentarem uma guarnição da Polícia Militar. O tiroteio se deu dentro de uma casa alugada pelo bando, na Rua 15, Bairro Amazônia, em frente à empresa guardadora de valores.   A PM recebeu informação anônima de que seis desconhecidos, em atitude suspeita, estavam no imóvel. A informação foi recebida ao mesmo tempo em que os policiais procuravam uma camionete roubada na noite de ontem, sábado (11).

Ao chegarem ao endereço, os PMs encontraram a camionete, reconhecida posteriormente pelo dono, que reconheceu também os três indivíduos que tomaram dele o carro. Quando entraram na casa, os policiais militares foram recebidos a bala, conforme relato do tenente Freitas. Durante a refrega, três morreram e três conseguiram fugir pulando o muro da casa, um deles baleado.

Além da camionete, a polícia encontrou na casa parte dos objetos roubados da residência do dono do carro, dois cilindros de gás que, conforme Freitas, certamente seria empregado para cortar o cofre, uma pistola calibre 380, um revólver calibre 38 e uma imitação de pistola.

Na casa também foram encontrados muitos sacolas com lixo, pois, segundo informações da vizinhança, os moradores evitavam ao máximo sair na rua, assim como não se comunicavam com os vizinhos, fatos esses que chamaram atenção da comunidade e levantaram suspeitas: “A comunidade tem sido nossa grande parceira, nos passando esse tipo de informação”, reconhece o tenente Freitas.

Nenhum dos três mortes portava documento de identidade, mas, a PM levantou que um é do Estado de Rondônia, outro, de Goiás e um terceiro de Marabá. Descobriu ainda que essa era apenas uma parte da quadrilha, pois mais indivíduos estariam chegando a Parauapebas com dinamite e armamento pesado, como fuzis, entre outros. Freitas disse também que eles contavam com a ajuda de bandidos de Parauapebas que lhes serviam como guia, no reconhecimento da cidade e os primeiros levantamentos antes da ação criminosa.

Duas mortes no sábado

 

Nas primeiras horas da manhã de sábado (11), Jadson Oliveira da Silva, 19 anos, estava com a mulher dele em um bar da Rua Cláudio Coutinho, Bairro da Paz, onde ocorria uma festa, quando um desconhecido chegou e disparou vários tiros contra o rapaz, um deles na cabeça. Segundo a mulher, ele era traficante de drogas e integrante do Comando Vermelho, o que leva as autoridades a suspeitarem que a motivação do crime foi acerto de contas.

Também ontem, na Invasão Nova Carajás, por volta das 11h30, Graciete Franco Vasco, 42 anos, foi assassinada a tiros e, ao lado do corpo dela, foi encontrada uma faca. Uma testemunha contou que logo após os tiros, viu um homem se afastando e dizendo: “Não queria ter feito isso com ela”.

Joice Vasco Reis, filha de Graciete, revelou que a mãe sofria de distúrbio mental e transtorno bipolar e também era viciada em drogas e bebida alcoólica. Contou também que Joice costumava cometer pequenos furtos para sustentar o vício, mas, quando os donos dos objetos roubados procuravam saber onde ela havia vendido, a mulher mostrava o local onde havia deixado penhorado o objeto em troca de entorpecentes.

Jacundá

Assaltante da tipoia é preso com celulares em Jacundá

A dupla agia durante a noite. Com um braço imobilizado, André ameaçava as vítimas que eram abordadas aleatoriamente pelas ruas ou portas de residências. “Põe o celular na tipoia, põe logo”, esbravejava André às vítimas.
Continua depois da publicidade

Com uma arma simulacro na mão esquerda e o braço direito numa tipoia, o assaltante André da Silva Oliveira, de 21 anos, cometeu diversos crimes na cidade de Jacundá. Mas esse ciclo chegou ao fim no último sábado, 28, quando ele e o comparsa Marcos Glaidson Almeida, 27 anos, foram presos por policiais militares, após uma vítima procurar a polícia.

Em nota, o comandante da PM no município jacundaense, Major Fábio Rayol, explicou que a prisão dos envolvidos é resultado de uma investida “dando continuidade às averiguações a fim de localizar e prender os meliantes que efetuaram roubos na noite do dia 27 de julho, o que conseguimos localizar os suspeitos”.

O primeiro a ser preso foi Marcos Glaidson Almeida, que residia em um cômodo alugado no “Bar do Noel” (risca faca). A segunda prisão ocorreu pouco depois quando André da Silva Oliveira, residente no Bairro Alto Paraíso, foi encontrado na casa de familiares.

Após a detenção dos infratores, os mesmos entregaram dois aparelhos celulares, da marca Samsung J5 e J7, uma arma tipo simulacro de Pistola 24/7. “Eles usavam essa arma para cometer os delitos”, diz o policial. Uma motocicleta Fan, pertencente ao genitor de André, também foi apreendia.

Com a prisão da dupla, vítimas os reconheceram pelo roubo praticado na sexta-feira da semana passada, como também das vítimas do dia anterior que tiveram seus pertences roubados. “Meliantes, objetos, Motocicleta e vítimas foram apresentados na DEPOL ao IPC Jefferson para lavratura do flagrante”.

Parauapebas

PM derruba dois assaltantes em Parauapebas após sofrer ataque

Paulo Gaia, 19, e Vinícius de Sousa, 18, estava pintando e bordando na cidade, montados em uma moto e armados de revólver. A farra terminou quando eles se atreveram a atirar contra o Grupo Tático
Continua depois da publicidade

Após receber denúncia de que dois assaltantes, em uma motocicleta e armados de revólver e pistola, estavam fazendo um verdadeiro arrastão na cidade, uma guarnição do GTO (Grupo Tático Operacional) do 23º Batalhão de Policia Militar, saiu em busca dos criminosos, posteriormente identificados como Paulo Henrique Vargas Gaia, 18 anos, natural de Tucuruí; e Vinícius Costa de Sousa, 19 anos, nascido em Boa Vista (RR).

Ao chegarem ao Bairro da Paz, na Rua Cláudio Coutinho, os policiais militares localizaram os assaltantes, passando a persegui-los. Quando se aproximavam da moto em que estavam Paulo e Vinícius, eles relatam que foram feitos pelo menos cinco disparos em direção à guarnição, que, para se defender, revidou ao ataque. A dupla foi atingida e morreu na hora, tendo sido o Auto de Resistência lavrado e assinado pelos policiais que participaram da ação, os quais entregaram na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil, um revólver calibre 38, uma munição “picotada”, quatro cartuchos deflagrados, uma imitação de pistola, R$ 482,50, oito celulares e a motocicleta usada pelos bandidos nos assaltos, uma Honda/Fan 150, placa NSX-8070.

Pelo menos 11 pessoas reconheceram Paulo e Vinícius como autores de roubos a transeuntes, oito no domingo (1º) e três em  dias anteriores.

Redenção

Um assaltante morto e um menor apreendido no último sábado em Redenção

A dupla estava “metendo o bicho”, no Setor Bela Vista. A PM foi chamada e recebida a bala, mas respondeu à altura
Continua depois da publicidade

Uma ação delituosa tirou a vida de Gustavo Souza do Nascimento, 20 anos, na tarde do último sábado (16). Ele morreu após trocar tiros com a Polícia Militar, na Avenida Robson Gurjão. Em uma motocicleta, pilotada por um adolescente, ele estava assaltando nas proximidades do Setor Bela Vista. A PM foi chamada e ao chegar à esquina com Rua Paulo Quartim Barbosa, foi recebida a bala por Gustavo, que portava um revólver calibre 38. A guarnição revidou, acertando o assaltante, que estava na garupa.

Gustavo do Nascimento ainda chegou a ser removido ao Hospital Regional, mas não resistiu ao baleamento e morreu. O adolescente, onde foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil, com ele foram encontrados seis parelhos celulares, que haviam sido roubados na tarde do último sábado (26), e um revólver calibre 38.

Várias pessoas estiveram na porta da Delegacia de Polícia Civil, na tarde de sábado, para tentar reconhecer os objetos roubados e o adolescente que estava na companhia do Gustavo.

Canaã dos Carajás

Assaltante ousado posa para a câmera, cai na rede social e acaba preso

Em uma bicicleta, Edgar de Souza Silva, que já havia cumprido pena por roubo em Tucuruí, atuava na maior cara limpa
Continua depois da publicidade

Já diz o ditado: “Quem não é visto não é lembrado”. E foi graças a vários compartilhamentos em redes sociais, de fotos e vídeos, que a casa caiu na noite de quarta-feira (13) para Edgar de Souza Silva que, malandramente, vinha cometendo, na maior cara limpa, vários furtos e assaltos em Canaã dos Carajás. O último crime divulgado aconteceu na noite do último sábado (9). O homem que circulava em uma bicicleta e, armado de muita audácia, invadiu uma instituição de ensino técnico e rendeu professores e alunos, roubando seus objetos pessoais.

Filmado pela câmera de monitoramento da escola, no vídeo é possível notar que Edgar parece não se importar de estar sendo filmado e ainda finge usar o telefone e olha tranquilamente para o “Big Brother”.

O vídeo ganhou vários compartilhamentos e gerou revolta. Mas, o que Edgar Silva não esperava, aconteceu. Populares que já estão cansados de tanta insegurança, o reconheceram e não pensaram duas vezes antes de tirar mais um bandido das ruas.

A Polícia Militar foi chamada e Edgar, que já havia cumprido pena também por roubo e assalto em Tucuruí, foi encaminhado para a cela de transição da Delegacia de Polícia Civil onde já foi reconhecido por outras vítimas canaenses.

Abel Figueiredo

Em Abel Figueiredo, assaltantes mantêm reféns em van

A PM cerca os bandidos com 16 homens em quatro viaturas. Para se render, eles exigem a presença da Imprensa e dos parentes
Continua depois da publicidade

Quatro assaltantes que atacaram uma van na Rodovia BR-222 estão cercados pela Polícia Militar, na Vicinal do Lixão, em Abel Figueiredo, mas mantêm três pessoas reféns neste momento. O caso começou quando eles entraram no veículo para assaltar motorista e passageiros. A PM, entretanto, foi avisada e, com quatro viaturas e 16 policiais, fez o cerco. Neste momento, o sargento Moraes negocia a rendição do quarteto criminoso, que exige a presença da Imprensa e dos familiares para se entregar.

Marabá

Polícia Civil desencadeia Operação Themis em Marabá

O objetivo é prender 10 acusados de homicídio. A ação acontece em todo o Estado
Continua depois da publicidade

A Polícia Civil do Pará desencadeou, na manhã desta sexta-feira (25), em todo o Estado, a Operação Themis, cujo objetivo é cumprir Mandados de Prisão de pessoas acusadas de homicídio. Em Marabá, estão sendo cumpridas 10 ordens. Até o final da manhã haviam sido presos Letícia de Souza Pinto, no Bairro São Félix; e Jackson Leandro Pereira da Silva, na Folha 35, Nova Marabá.

Segundo o delegado Vinícius Cardoso das Neves, diretor 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil, em coletiva hoje mais cedo, as equipes estão nas ruas, em busca de cumprir todos os mandados.

Themis é a deusa da Justiça na mitologia grega, representada por uma mulher de olhos vendados, carregando uma espada na mão direita e uma balança na mão esquerda.

Assaltantes

Também foram presos, mas acusados de envolvimento em assalto a uma loja especializada em parafusos, crime, inclusive, gravado em vídeo de divulgado nas redes sociais, Rairison Alves Costa Benício, o “Niboa”, e a mulher dele Carla Ferreira Nascimento. O ataque ao estabelecimento ocorreu no último dia 16 e, de lá para cá a polícia estava no encalço dos assaltantes, capturados ontem, dia 24.

Segundo o delegado Vinícius, foi “Niboa” que forneceu a arma e a moto Honda XRE empregadas no assalto. No momento da prisão, ele estava com um revólver calibre 38, um dos celulares levados da loja, dinheiro e o capacete rosa que aparece no vídeo, para esconder a identidade de um dos assaltantes. Já a mulher carregava o outro celular roubado da loja de parafusos.

No dia do assalto, todo o dinheiro do caixa foi levado e os funcionários coagidos sob a mira do revólver dos assaltantes, um deles de boné. O Disque Denúncia, logo após a divulgação do vídeo, postou as imagens dos assaltantes

Polícia

Assaltantes de carro-forte da Prosegur abandonam carro e fogem da PM

Eles ainda entraram em confronto com os policiais miliares, mas acabaram se embrenhando no mato e escapando
Continua depois da publicidade

Na manhã da última segunda-feira (21), um carro-forte da empresa Prosegur de Redenção foi assaltado entre as rodovias BR-155 e PA-449, na estrada que dá acesso a Floresta do Araguaia. A ação dos assaltantes aconteceu na Moita de Bambu, cerca de 50 km de Redenção, após o veículo transportador de valores ter saído de Ourilândia do Norte com destino a Floresta. Depois do assalto, policiais militares de Redenção, Rio Maria e Xinguara começaram uma fazer varredura na área para tentar localizar os assaltantes.

Enquanto isso, policiais militares de Floresta do Araguaia, que faziam outro percurso, se depararam com os assaltantes nas proximidades da Reinarda Mineradora, na vicinal que dá acesso á Vila Matão. Segundo a Polícia Militar, houve confronto e perseguição, tendo os assaltantes abandonado o veículo em que estavam e fugido pelo mato. Ninguém saiu ferido.

A caminhonete abandonada é uma Triton l-200 placas NQK-5641, na qual estavam vários estojos de munição de diversos calibres, uma escopeta calibre 12, um gerador de energia, uma lixadeira para corte, redes e vários artigos de higiene pessoal. Todo esse material foi entregue na Delegacia de Polícia Civil de Floresta do Araguaia. O Valor levado pelos assaltantes, não foi divulgado pela Prosegur. Nenhum dos assaltantes foi preso até o momento.