Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Marabá

Mais de 50 criminosos estão à solta em Marabá e microrregião

Polícia Militar mantém na área de acesso ao Crama 50 homens, 15 veículos e conta com o apoio de um helicóptero. A fuga, do Crama, aconteceu no final da tarde de ontem
Continua depois da publicidade

Nada menos que 54 detentos, todos cumprindo condenação, ainda estão foragidos do Centro de Recuperação “Mariano Antunes” (Crama), em Marabá. Eles fugiram por volta das 17h de ontem, terça-feira (26), em meio a um tiroteio em que o sargento Viana, da Polícia Militar, saiu ferido numa das pernas. No total os fugitivos somariam 58, mas dois foram encontrados mortos na área de acesso ao regime semiaberto e dois acabaram recapturados.

Durante coletiva na manhã desta quarta-feira (27), no auditório do Comando de Policiamento Regional II (CPR-II), o comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM), tenente-coronel Franklin Roosevelt Faial, solicitou que os meios de Comunicação alertassem à população quanto à presença desses criminosos em localidades ao longo da Rodovia BR-230 (Transamazônica) ou pedindo carona.

“A população de Marabá e de municípios vizinhos deve ficar atenta a qualquer movimentação estranha na sua rua, no seu bairro e informar imediatamente ao sistema de Segurança Pública, por meio dos telefones 190, 181 e do disque-denúncia [3312-3350]. A Polícia Militar assim como outros órgãos parceiros estão prontos para chegar em minutos ao local e averiguar a situação”, recomendou ele, acrescentando que quem trafega pela rodovia não deve  dar  carona a pessoa suspeita.

A coletiva começou com o coronel Mauro Moreira Matos, diretor-geral Penitenciário da Superintendência do Sistema Penal (Susipe), detalhando como ocorreu a fuga. Segundo ele, por volta das 17h, no momento em que os agentes penitenciários trancavam o bloco carcerário – pavilhões A e B – foram rendidos por dois internos do pavilhão B, que portavam arma de fogo.

Em seguida começaram a libertar os demais presos para tentar escapar pela área do semiaberto, recebendo apoio de pessoas de fora da penitenciária que, também armadas, aturaram contra os policiais militares, impedindo que estes ocupassem uma das guaritas, o que impediria a fuga.

“Com o apoio do GTO (Grupo Tático Operacional) demais unidades policiais militares, houve a contenção da fuga e, a partir desse momento começou a recontagem dos presos e, simultaneamente, buscas nas áreas adjacentes da casa penal”, detalhou ele.

Por seu turno, o tenente-coronel Roosevelt disse que desde ontem todas as vias de fuga do presídio estão bloqueadas, onde a Polícia Militar está presente com 50 policiais, 15 veículos, com apoio de um helicóptero e abordando e revistando veículos que saiam daquela área.

“A gente acredita que a maioria desses apenados ainda se encontra embrenhada no mato, até porque o local está sendo contido e eles ainda não tiveram oportunidade de sair. A PM, com apoio dos outros órgãos, vai continuar na operação bloqueio e tentar recaptura-los para devolver a tranquilidade ao povo de Marabá”, salientou o comandante do 4º BPM.

Pela Polícia Civil, a delegada Simone Felinto, superintendente regional do Sudeste do Pará, contou que, assim que a fuga chegou ao conhecimento de todos, foram mobilizados, além dela, três delegados: um do Núcleo de Apoio às Investigações e dois do Departamento de Homicídios, acompanhados das equipes a fim de dar apoio à PM.

Foi instaurado o inquérito policial, quando foi ouvido o diretor do Crama e os agentes prisionais que estavam de serviço a fim de informar como ocorreu a fuga. “Estamos investigando como ocorreu a fuga, quem eram os alvos do resgate, quem participou externamente e também as duas mortes ocorridas durante a fuga”, garantiu ela.

Indagado pelo Blog sobre a superlotação carcerária, uma vez que o Crama foi construído, há 24 anos, inicialmente para abrigar 180 detentos, mas hoje guarda 629, o coronel Mauro disse que o governo do Estado já abriu licitação para construção de mais uma unidade prisional em Marabá, com 306 vagas e, em conclusão de projeto, se encontra uma nova unidade, com 200 vagas, para o regime semiaberto.

“Justamente para que o Centro de Recuperação ‘Mariano Antunes’ volte à sua capacidade de 180 presos, pelo fato de nós estarmos gerando aproximadamente 506 vagas, tanto para o regime fechado quanto para o regime semiaberto”, anunciou ele. Ainda segundo o coronel, as obras iniciam ainda este ano.

A Susipe ficou de, ainda durante esta quarta-feira. divulgar a relação dos detentos foragidos.

Por Eleutério Gomes – Correspondente em Marabá
Marabá

Fuga e baleamento de sargento da PM no CRAMA, em Marabá (Atualizado)

44 detentos fugiram da penitenciária. Durante confronto um sargento foi baleado. Neste momento o GTO se encontra no local
Continua depois da publicidade

Pelo menos 44 detentos fugiram há cerca de meia hora do (CRAMA) Centro de Recuperação Agrícola Mariano Antunes em Marabá. Na fuga em massa, o sargento Muniz, da Polícia Militar, foi atingido em troca de tiros com um dos fugitivos. As primeiras informações dão conta de que o tiroteio começou no momento em que o policial militar deixava o CTMM (Centro de Triagem Masculino de Marabá), que fica ao lado do CRAMA. Ao perceber que estava em curso uma fuga, ele tentou deter os presos e houve o confronto, inclusive com policias, os PMs que estavam na área externa da penitenciária.

Muniz foi socorrido pelos companheiros e imediatamente removido ao Hospital Regional. Ele teria sido baleado em uma das pernas, logo abaixo da cintura e, segundo informações divulgadas por outros PMs em grupos de WhatsApp, está consciente.

Guarnições da Polícia Militar, inclusive do Grupamento Tático Operacional se encontram neste momento na penitenciária, onde teria havido ainda um princípio de incêndio.

As imagens liberadas dos presos foragidos:

O Blog segue apurando mais informações.

Polícia

Acusado de matar prefeito de Tucuruí está entre os mortos de Santa Isabel

Bruno Venâncio era peça central para o esclarecimento do assassinato do Prefeito Jones William
Continua depois da publicidade

Confirmada nesta tarde a morte de Bruno Venâncio, acusado de ter assassinado o prefeito de Tucuruí, Jones William. A morte de Venâncio aconteceu durante fuga e rebelião de presos do Centro de Recuperação Penitenciário do Pará III (CRPP III), no Complexo de Santa Izabel, Região Metropolitana de Belém, ontem, terça-feira, 10.

A Susipe confirmou nessa tarde que Bruno Venâncio está entre os 21 presos mortos na tentativa de fuga. O corpo do pistoleiro já foi encaminhado ao IML da Capital. Bruno, apesar de não ter confessado ser o executor, era peça central para o esclarecimento do assassinato do prefeito Jones. O jovem era acusado ainda por mais de 20 mortes.

O assassinato de Jones William da Silva Galvão ocorreu em 25 de junho de 2017. Bruno se encontrava preso na unidade III do Centro de Recuperação Penitenciário do Pará (CRPP III), onde até o momento foram confirmados 21 mortos.

Em relação ao crime de assassinato do prefeito Jones William, o inquérito foi encerrado em janeiro e entregue pela Polícia Civil ao TJPA e aguarda análise final, segundo o delegado geral de Policia Civil Rilmar Firmino, que já encerrou as investigações. Ao todo, 10 pessoas foram indiciadas, 4 estão presas, 3 em liberdade condicional provisória e aguardam possível expedição de mandados de prisão e posterior julgamento.

Polícia

Fuga anunciada de 15 detentos no CRAMA mostra fragilidade na casa penal, em Marabá

Bandidos aproveitaram que Grupamento Tático da PM estava envolvido na segurança do jogo entre Águia e Remo para fugir por um túnel escavado em uma das celas
Continua depois da publicidade

Ao ser recapturo no dia 5 de dezembro do ano passado, o detento Cayo Adriano da Rocha Silva, 24 anos, fez uma declaração inusitada à Imprensa de Marabá de forma redundante: “Vai ter outra inédita de novo”. Para aqueles que estavam ali presentes na 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil em Marabá, ficou claro que foi um aviso de que mais fuga poderia ocorrer no Centro de Recuperação Agrícola Mariano Antunes (CRAMA).

Passados exatamente dois meses, a “profecia” de Cayo se cumpriu. Na tarde deste domingo, 4, enquanto os melhores homens do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) faziam a segurança do jogo entre Águia e Clube do Remo, no Estádio Zinho Oliveira, bem longe da prisão, 15 detentos escaparam por um túnel que escavaram durante alguns dias.

Segundo informações de um policial que está na operação de recuperação dos fugitivos, os presos já haviam escavado o túnel de 7 metros de comprimento e 70 centímetro de diâmetro, aproximadamente, no bloco B e aguardavam o início da partida no estádio Zinho Oliveira para fugir e atrasar ainda mais a chegada da polícia.

Eles alcançaram a área de banho de sol e de lá para chegar do lado de fora da penitenciária foi muito fácil. “Conseguimos prender seis, mas ainda há nove na mata. Eles oferecem risco à comunidade, claro, e a gente vai virar a noite, se for preciso, para tentar prendê-los”, disse o militar.

O policial também informou que no estádio Zinho Oliveira havia cerca de 30 policiais militares, sendo 12 do Tático, Cavalaria, entre outros. Com a fuga no CRAMA, o Comando do 4º Batalhão de Polícia Militar acionou a VTR Tático 1 e VTR Tático 3.

Por Ulisses Pompeu – correspondente em Marabá

Sistema Prisional

Agentes da Susipe encontram túnel cavado por presos na Carceragem do Rio Verde, em Parauapebas

Durante a vistoria na cela, os agentes desconfiaram da quantidade de terra no local e após varredura, o túnel foi localizado.
Continua depois da publicidade

Na tarde desta terça-feira (05/12), presos do Sistema Carcerário de Parauapebas planejavam fugir da Carceragem do bairro Rio Verde através de um túnel cavado por eles, mas foram impedidos pelos agentes do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (SUSIPE). O túnel cavado pelos presos que ocupavam a cela 03 do Sistema prisional foi descoberto durante uma vistoria de rotina dentro da casa penal.

Durante a vistoria na cela, os agentes desconfiaram da quantidade de terra no local e após varredura, o túnel foi localizado. A direção do Sistema Carcerário acionou o Grupamento Tático Operacional (GTO) da polícia militar, que garantiu a segurança dos agentes. Os militares deram suporte realizando a retirada dos presos da cela e dando o encaminhamento os procedimentos cabíveis. As informações são da Susipe.

Apenas um dos 19 detentos que fugiram do CRRAMA em Marabá foi recapturado

Detentos dos pavilhões A e B, do pavilhão forte 1 e 2 e marcenaria semiaberto, armados com duas pistolas começaram ontem a confusão, pegando um agente prisional como refém
Continua depois da publicidade

Por Eleutério Gomes – de Marabá

Somente um dos 19 detentos que fugiram do CRRAMA (Centro Regional de Recuperação Agrícola “Mariano Antunes”), em Marabá, já foi recapturado pela Polícia Militar. Conhecido como “Redenção”, ele foi pego em Itupiranga, por uma equipe do Grupo Tático 3. Até o momento, os outros 18 continuam foragidos, mas, equipes da PM seguem nas buscas, nos arredores da penitenciária, vilas e cidades próximas.

Era por volta das 17 horas do domingo quando começou a rebelião que resultou na fuga. Detentos dos pavilhões A e B, do pavilhão forte 1 e 2 e marcenaria semiaberto, armados com duas pistolas começaram a confusão, pegando um agente prisional como refém, em seguida fugiram em massa.

O Grupamento Tático da PM ainda chegou a ser chamado para debelar o motim, mas os detentos que conseguiram fugir em meio à balbúrdia já estavam longe. Hoje pela manhã, a direção da penitenciária divulgou a lista dos agora considerados foragidos.

Vale ressaltar que o CRRAMA tem capacidade para abrigar 180 detentos, mas até agosto passado custodiava nada menos que 565, conforme a última informação obtida pelo Blog. Segundo a direção da cadeia informou na época, é intenção do Governo do Estado construir outra penitenciária, com maior capacidade e mais segurança, logo no início de 2018.

A velha penitenciária foi construída há 23 anos, para abrigar apenas presos do regime semiaberto, nunca passou por reforma ou ampliação e a edificação já está bastante deteriorada e, em consequência, fragilizada.

Em nota enviada no final da manhã ao Blog, a Susipe (Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado) confirma a fuga de 19 internos do CRRAMA e acrescenta novos detalhes sobre a fuga. “Após o horário de visita, um interno solicitou atendimento médico e foi encaminhado à enfermaria da unidade prisional. No local o detento rendeu os agentes penitenciários com uma pistola e retornou ao bloco carcerário para dar fuga a outros presos”, conta o comunicado.

Durante a situação – segue nota – o inspetor de segurança da casa penal lesionou uma das pernas e foi encaminhado ao hospital do município para atendimento médico. “A Corregedoria Penitenciária da Susipe irá abrir uma sindicância investigativa para apurar a fuga. Quem tiver qualquer informação sobre os fugitivos pode ligar para o disque-denúncia, no 181. O sigilo é garantido”, encerra a nota.

Os fugitivos são:

 – Ari Reinaldo Pinto Batista
– Caio Adriano da Rocha Silva
– Cristoph da Silva Lopes
– Daniel Lopes dos Santos
– Eugilson da Silva Costa
– Fabiano Feitosa Sousa
– Felipe Chagas dos Santos
– Francisco Danilo Pereira dos Reis
– Gabriel Sousa da Silva
– Geovane da Silva Assunção
– Jonata de Sousa
– Melque Henrique Silva
– Paulo Henrique de Freitas Mendes
– Paulo Henrique Pereira de Almeida
– Renan Araújo do Nascimento
– Ronan Aladim Alves
– Ronivon Araújo do Nascimento
– Savio Silva Lima
– Wanderson Ferreira Silva

Polícia

Bandidos fortemente armados interceptam dois carros-fortes na BR-155. Um dos veículos foi explodido e o dinheiro levado

Durante a ação, houve uma intensa troca de tiros entre os vigilantes que faziam o transporte e os bandidos, mas ninguém ficou ferido.
Continua depois da publicidade

Um grupo de bandidos fortemente armados atacou dois carros-fortes da empresa Prosegur, que transportava valores às 13h30 desta quarta-feira (29), na BR-155, próximo a Vila Sororó, entre os municípios de Marabá e Eldorado do Carajás. Os veículos estavam se dirigindo à Parauapebas quando foram interceptados pelos bandidos, bloqueando a estrada com três veículos, duas camionetes e um Jeep Renegade.

Durante a ação, houve uma intensa troca de tiros entre os vigilantes que faziam o transporte e os bandidos e uma pessoa ficou ferida.

Os bandidos explodiram um dos carros-fortes, retiraram o dinheiro e fugiram rapidamente do local. No quilômetro 70, na Vicinal do Iraque, os bandidos saíram da BR. Mais na frente atearam fogo em um dos carros usados na fuga para atrapalhar a passagem da polícia.

A Prosegur não informou o quanto de dinheiro foi levado pelos bandidos.  Polícias Civil e Militar estão empenhados na captura dos bandidos. Para tanto, dois helicópteros da PM estão sendo usados.

Polícia

Bandidos atacam Agência dos Correios de Bom Jesus do Tocantins e empreendem fuga

Veja o vídeo da fuga, feito por um cinegrafista amador enviado ao Blog
Continua depois da publicidade

Policiais militares lotados em Bom Jesus do Tocantins e em Abel Figueiredo estão embrenhados nas matas que margeiam a Rodovia BR-222, em busca de dois bandidos que atacaram a agência dos Correios de Bom Jesus, a 70 km de Marabá. A dupla assaltou o estabelecimento por volta das 11h30, mas levou apenas uma pequena soma que estava nos caixas, segundo informou a delegada Simone Felinto, diretora da 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil em Marabá.

A delegada confirmou ainda que os bandidos, de fato, levaram dois reféns que foram liberados pouco tempo depois que os bandidos deixaram a cidade, seguindo na direção de Abel Figueiredo. O veículo usado na fuga, que seria de um dos funcionários levado como refém, também foi após abandono numa estrada vicinal.

Veja o vídeo da fuga, feito por um cinegrafista amador enviado ao Blog: