Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Redenção

Em Redenção, residência fica completamente destruída após incêndio

Dona de casa sai para pescar no domingo e a residência dela pega fogo. Os danos foram só materiais
Continua depois da publicidade

Um incêndio corrido na tarde deste domingo (5) destruiu por completo uma residência no Setor JK, em Redenção, sul do Estado. A casa começou a arder por volta das 14h30, as chamas se espalharam rapidamente e logo tomaram conta de todos os cômodos do imóvel, que ficou completamente destruído. Não houve feridos, não havia ninguém na casa e os danos foram somente materiais. Uma equipe do Corpo de Bombeiros esteve no local para controlar as chamas.

Dayane de Oliveira, moradora das proximidades, disse à Reportagem do Blog que a proprietária, identificada apenas como Maria, tinha ido pescar. “ A Maria saiu cedo para pescar, daí acontece uma tragédia dessa, ela perdeu tudo” lamentou a vizinha. No local do incêndio ficaram apenas rastros da destruição, ainda não se sabe o que pode ter provocado o fogo.

 

 

Redenção

Curto circuito pode ser a principal causa de casa ter sido incendiada em Redenção

Um vídeo gravado por um cinegrafista amador contava que o carro de Bombeiros não estava abastecido
Continua depois da publicidade

Na tarde do último domingo (8), ocorreu um incêndio no município de Redenção. Em entrevista cedida ao Blog, o proprietário da residência, localizada na Rua C15, no setor Atila Douglas, explicou que o fogo poderia ter sido causado através de um curto circuito interno.

O proprietário, que não quis se identificar, estava com familiares em Conceição do Araguaia quando recebeu a ligação. “Eu tinha levado minha família para passar o final de semana em Conceição do Araguaia, quando recebi a noticia que minha casa tinha pegado fogo. Lamentável,” contou. Questionado pelo Blog sobre o prejuízo, o dono da residência relatou que o valor é de 150 mil reais, uma vez que a casa ficou completamente destruída.

Após o incêndio, um vídeo armador viralizou na internet, informando que a viatura do Corpo de Bombeiros estava sem água.

Na manhã desta terça-feira (10), o 10° Grupamento do Corpo de Bombeiros de Redenção enviou uma nota informando que a viatura que foi destinada ao local de incêndio estava abastecida, e não o contrário, como mostrado no vídeo. “Todos os veículos do Corpo de Bombeiros permanecem abastecidos de água no quartel. Vale ressaltar que os veículos de incêndio possuem acionamento mecânico do corpo de bomba e, o que ocasionou a demora da saída da bomba foi o próprio motor desengrena do sistema, do movimento do veiculo,” disse o Major Marcos Felipe Galúcio, do 10° Batalhão do Corpo de Bombeiros de Redenção.

Ele explicou ainda que a viatura havia sido usada em duas situações naquele mesmo dia. Apesar destas circunstâncias, a situação da viatura já está sob investigação, para averiguar a possível necessidade de reparos. O major concluiu dizendo que todas as viaturas do Corpo de Bombeiros passam regulamente por manutenção.

Canaã dos Carajas

Fogo de artifício provoca princípio de incêndio durante visita de pré-candidatos

Apesar do susto, ninguém ficou ferido e as programações seguiram seus cronogramas normalmente
Continua depois da publicidade

Se foi uma tentativa de “boicote” até agora ninguém sabe explicar, tampouco quem provocou, mas o fogo ateado em um terreno baldio que dividia os prédios onde iriam ocorrer os pronunciamentos dos dois pré-candidatos ao governo do Estado, Márcio Miranda (DEM) e Hélder Barbalho (MDB), chamou atenção das pessoas que participavam dos dois eventos realizados na manhã deste sábado (7), em Canaã dos Carajás.

Imediatamente, iniciou-se uma série de tentativas de conter as chamas que se alastravam rapidamente em razão do mato e do tempo seco. Chegou-se a afirmar, que as primeiras chamas teriam surgido após fagulhas de um fogo de artifício lançado por simpatizantes partidários que havia caído em meio ao terreno dando início ao princípio de incêndio.

O incidente ocorreu por volta das 10h. A presença do Corpo de Bombeiros não se fez necessária, uma vez que um grupo de homens, usando galhos de árvores e água, se uniu conseguindo conter por conta própria as chamas. Apesar do susto, ninguém ficou ferido e as programações seguiram seus cronogramas normalmente.

Redenção

Incêndio destrói completamente loja em Redenção

O fogo queimou todas as mercadorias que estavam no interior da loja. A estimativa do prejuízo é de aproximadamente quatro milhões de reais.
Continua depois da publicidade

A loja Feirão dos Moveis, localizada na Avenida Araguaia, em Redenção, Sul do Estado, ficou totalmente destruída na noite desta segunda-feira (23). O incêndio começou por volta das 19h45 e a principal suspeita é que tenha sido causado pela rede elétrica de uma lotérica que fica dentro do mesmo prédio.

O período noturno foi de muita agonia para moradores e empresários das proximidades do estabelecimento comercial.

Para combater as chamas, o Corpo de Bombeiros precisou usar os três veículos que estavam abastecidos de água no pátio do quartel. Além dos veículos foi necessário o uso dos carros pipas cedidos pela prefeitura.

No local foi preciso o auxilio da Polícia Militar (PM) para conter a população e resguardar a vida, caso acontecesse uma explosão. Centenas de curiosos se aglomeraram nas proximidades da loja que estava em chamas.

Em outro compartimento da empresa foi necessário o uso de duas patrol para quebrar as paredes para que o Corpo de Bombeiros conseguissem apagar o fogo. Todo o serviço demorou mais de duas horas.

“Eu estava lá e fico pensando que prejuízo levou o proprietário daquele estabelecimento”, disse o representante comercial Pedro Henrique.

 O proprietário da empresa, Wesley Vilarino recebeu apoio e abraços de vários empresários do município, que lamentaram o episodio.

“Lamentável o que aconteceu. O que podemos fazer aqui é desejar forças ao nosso companheiro Wesley”, disse o empresário Leonardo, da empresa Leonardo Motos.

Segundo um moto taxista que trabalha em frente ao Feirão dos Moveis, um transformador que fica próximo à empresa havia “estralado”, minutos depois a loja pegou fogo. Um dos fios que leva ao estabelecimento comercial e ao poste estava caído ao chão.

De acordo com o empresário Wesley Vilarino, somente no compartimento da loja e depósito tinha um valor equivalente a dois milhões de reais em mercadorias, a estimativa é que o prejuízo chegue a quatro milhões de reais.

A equipe do Blog falou com a equipe da Celpa e eles informaram que somente com uma perícia vão poder responder o que de fato provocou o incêndio.

Marabá

Incêndio destrói tradicional estúdio de fotografia em Marabá (Atualizado)

Equipamentos do Tuerê Fotos viraram cinza. Devido à fumaça, escola com 220 alunos localizada ao lado suspendeu as aulas para evitar intoxicação
Continua depois da publicidade

Por volta de 6 horas da manhã desta sexta-feira, dia 23, um incêndio destruiu o Tuerê Fotos, um dos mais tradicionais estúdios do gênero em Marabá. Localizado na Folha 27, Quadra 4 Lote 1 C, núcleo Nova Marabá, prédio fica ao lado de um anexo da Escola O Pequeno Príncipe e as aulas de hoje foram canceladas por causa da fumaça que tomou conta das sete salas onde estudam cerca de 220 alunos.

Carla Rodrigues Lima, que reside em uma casa em frente ao estúdio disse que quando acordou, por volta de 6 horas, as chamas estavam pequenas, mas não demorou cinco minutos para tomarem de conta de todo o prédio. “Liguei para o Corpo de Bombeiros, mas quando chegaram tudo já estava destruído. Claro, não morreu ninguém, mas a gente fica consternada com a perda de tantos equipamentos, documentos”, diz.

Carla revela que o estúdio fotográfico tinha se instalado no prédio há poucos dias e só ontem, quinta-feira, no final da tarde, uma equipe da Celpa foi fazer a religação da energia elétrica, quando já não havia mais ninguém no imóvel. “Acho que pode ter sido alguma coisa relacionada à energia que causou o incêndio, fora ou dentro do imóvel. O Washington Oliveira (dono do estúdio de fotografia) mantinha seu estúdio neste mesmo bairro, aqui perto. Tinha muitos equipamentos fotográficos caros e acho que perdeu tudo”, lamenta.

Outro morador da redondeza, Victor Linhares disse que a equipe de Washington estava em Tucuruí, onde foi trabalhar em uma cerimônia de formatura e crê que boa parte dos equipamentos estava com ele e a esposa, que também é fotógrafa. “Esse incêndio só pode ter iniciado no sistema elétrico, porque não faz sentido terem religado a energia ontem e logo em seguida iniciar esse incêndio sem ninguém lá dentro”.

O sargento Marlôncio, do Grupamento do Corpo de Bombeiros, disse que a equipe chegou a tempo de realizar a operação rescaldo para evitar que o fogo se espalhasse para outros imóveis ao lado e preferiu não fazer juízo precipitado sobre a causa do incêndio e deixar para a perícia realizar um trabalho técnico mais detalhado.

A Reportagem do blog não conseguiu contato telefônico com Washington para avaliar os prejuízos. No prédio, havia equipamento de revelação fotográfica digital, computadores com fotos de dezenas de clientes (casamentos, formaturas, entre outros eventos), entre outros produtos e documentos.

A Assessoria de Imprensa da Celpa em Marabá foi acionada e deverá se posicionar sobre o assunto ainda na manhã desta sexta-feira, quando a notícia será atualizada.

Nota da Celpa

“Em relação ao caso mostrado na reportagem, a Celpa informa que o serviço de ligação nova foi solicitado pelo cliente dia 19 de março e concluído nesta quinta-feira, 22, às 16 horas, dentro do prazo de cinco dias úteis e de acordo com os padrões determinados pela resolução 414 da Aneel, órgão responsável pela regulação do setor elétrico. O serviço realizado foi acompanhado por uma responsável pelo imóvel que estava no local.

Na manhã desta sexta-feira, uma equipe da concessionária foi até o local e constatou que não há nenhuma avaria no padrão de energia. No entanto, a concessionária destaca que vai aguardar o resultado da perícia do Corpo de Bombeiros, que identificará quais foram as causas do incêndio”.

Jacundá

Incêndios supostamente criminosos assustam a população de Jacundá

No bairro Alto Paraíso foram contabilizados seis incêndios em 2017
Continua depois da publicidade
Por Antonio Barroso – correspondente em Jacundá

O bairro com maior população da cidade de Jacundá, o Alto Paraíso, tem registrado um caso intrigante e desconhecido pelas autoridades policiais. Acidente ou ato criminoso estaria por trás de uma série de incêndios a imóveis residenciais. Neste mês foram 3 casos. Durante o ano os moradores contabilizam 6 incidências. Todos os casos ocorridos durante a madrugada.

Era por volta de 3h do último domingo, 17, quando a dona de casa Carmelita Piedade foi alertada sobre um incêndio em sua casa, localizada à Rua Aida Sanches, 82. Na residência, construída de madeira, moravam a mulher e um casal de filhos, dentre eles o adolescente Maicon Silva, 16 anos, que salvou das chamas a bicicleta. “A única coisa que conseguimos tirar foi a bicicleta”. O veículo sofreu avaria causadas pelo fogo.

Maria Silveria da Silva, ex-sogra da mulher, conta que estava sem sono naquela madrugada quando sentiu cheiro de fumaça. “Ao abrir a janela do meu quarto me deparei com a casa pegando fogo. Fui chamar os vizinhos pra gente apagar as chamas, mas não teve como apagar o fogo que ameaçava queimar a minha casa”. Os vizinhos impediram que o fogo se alastrasse para o imóvel de dona Silveria, que contabiliza prejuízo de um reservatório de água suspenso. “O fogo era tão forte que quase queima a caixa de água”. O calor modificou a estrutura do reservatório.

Carmelita registrou um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia Civil de Jacundá, o único caso registrado até agora. Além de documentos pessoais, ela disse que roupas, móveis, eletrodomésticos e alimentos foram consumidos pelo fogo. “Perdemos tudo, e não temos onde morar”. A vizinha Socorro Gomes abrigou a família enquanto a mulher consegue construir uma nova moradia”. Ela desconhece o que teria causado o incêndio.

Na Rua Espírito Santo outro imóvel foi consumido pelo fogo no início deste mês, por volta de 2h. José Lindomar, dono da residência, mora numa propriedade rural e soube do ocorrido através de familiares. A reportagem apurou que no interior da casa que estava sem energia elétrica havia diversos móveis e eletrodomésticos. Geladeira, camas, guarda-roupa, freezers e outros objetos viraram cinza ou ferro retorcido.

Outro caso foi registrado à Rua Pitinga, 217. O morador teve mais sorte. Um vizinho que preferiu não ser identificado relatou que era por volta de 5h quando percebeu estalos e claridade ao lado de sua casa. “Quando abri a janela vi que era fogo. Imediatamente chamei alguns e vizinhos e conseguimos controlar a chamas, que atingiram parte de uma parede do imóvel atingido”. Esse incêndio foi ocorrido há 15 dias.

A cidade de Jacundá não é provida de um grupo de Bombeiros, o que dificulta o combate a incêndios. Como as maiorias das vítimas não registraram os casos, o delegado Sérgio Máximo disse que “essa atitude dificulta a investigação”. Os moradores relataram à reportagem que neste ano já foram mais de seis imóveis incendiados no Bairro Alto Paraíso. Os entrevistados deduzem que são criminosos os incêndios e descartam acidentes.

Os imóveis consumidos pelas chamas eram de madeira, o que dificultou o controle das labaredas. A moradora Carmelina pede ajuda da população para reconstruir seu imóvel. Qualquer contribuição ligue para os números de celulares (94) 99257-8726 e 99294-0671

Incêndio

Incêndio na madrugada: casa pega fogo em Parauapebas

O imóvel estava vazio e os bombeiros agiram para que outras casas no Betânia não fossem atingidas
Continua depois da publicidade

Uma casa, localizada na rua Jerusalém, bairro Betânia, pegou fogo por volta das 2h50 desta madrugada (28) e ninguém ficou ferido. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o imóvel estava vazio porque a família teria mudado para a casa do fundo, recém construída.

O fogo alastrou rapidamente para a residência ao lado. “Preocupamos em evitar que o fogo se alastrasse para a casa vizinha fazendo o resfriamento nas paredes. Logo em seguida cuidamos do rescaldo da casa que foi consumida completamente pelo fogo. Felizmente, a casa estava vazia e ninguém se feriu. Mas, o proprietário teve dificuldade para sair do local porque com o calor do fogo dilatou a fechadura da grade e tivemos que arrombar para salvar a família. A esposa estava em choque e foi levada para o Hospital Municipal para acompanhamento”, explicou Sargento Henrique, que contou com nove oficiais para combater o incêndio.

O sargento informou que ainda não se sabe as causas que provocaram o incêndio na casa vazia. O laudo deve ficar pronto em até 30 dias.

Incêndio

Incêndio em entulho assusta moradores do Cidade Jardim

Fogo em lote vago se alastra na Avenida dos Ipês nesta manhã (20), em Parauapebas. Veja o vídeo.
Continua depois da publicidade
Por Leonídia Rodrigues

O Corpo de bombeiros atendeu uma ocorrência de incêndio num lote vazio na Avenida dos Ipês, no bairro Cidade Jardim em Parauapebas, nesta manhã, (20). Com a causa ainda desconhecida, o fogo se alastrou de um entulho que tinha ferro, borracha entre outros objetos que dificultou a ação imediata.

Os bombeiros chegaram rápido ao local, pois já estavam em uma ocorrência apagando fogo num lote vago nas proximidades da UPA desde às 7 horas. “Iniciamos o combate com uma equipe menor, mas como tinha muita ferragem, solicitamos apoio de outra equipe”, explica o Sargento Gilson do Corpo de Bombeiros.

O incêndio, que iniciou por volta das 7h40, também atingiu a fiação elétrica no local e por pouco não chega ao prédio vizinho ao lote. “Chegamos já resfriando as paredes do prédio para evitar que o fogo se alastrasse para lá também”, informou Sargento Gilson.

“Estamos com 15 oficiais nesta ocorrência e já sanamos o fogo, porém pedimos apoio de outra viatura para fazer o completo combate, porque o ferro é difícil, temos que remexer em todo o lixo e agora estamos trabalhando no rescaldo”, conclui o Sargento.

Confira o vídeo abaixo:

fotos de Ronaldo  modesto