Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Marabá

Gincana celebra meio ambiente e desafia estudantes a cuidar das florestas

Projeto do ICMBio pretende transformar estudantes em soldados de proteção de três unidades de conservação localizadas em Marabá
Continua depois da publicidade

Durante a tarde desta terça-feira, 5, Dia Mundial do Meio Ambiente, o ICMBio (Instituto Chico Mendes da Biodiversidade) promoveu a II Gincana Ambiental Interescolar da Floresta Nacional do Tapirapé Aquiri (Flonata), reunindo mais de 300 estudantes de oito escolas do ensino médio do município. A programação foi realizada no Clube da ASFEM (Associação dos Ferroviários de Marabá), na Folha 17, Nova Marabá.

O gestor da Flona Tapirapé Aquiri, André Macêdo, ressaltou que toda a comunidade do município de Marabá precisa ter conhecimento que aqui estão localizadas três grandes unidades de conservação e ajudar a preservá-las. Há três anos, vem sendo desenvolvido um programa de aproximação da comunidade com a floresta e de lá para cá cerca de 3.500 pessoas deste município já fizeram visitas guiadas às referidas unidades. O público alvo é composto por estudantes, mas André observa que muitos grupos acabam visitando o complexo de Carajás como igrejas, ONGs e movimentos sociais, por exemplo.

Em um trabalho de educação ambiental continuada, o ICMBio promove várias atividades com estudantes das escolas Anísio Teixeira, Martinho Mota, João Anastácio de Queiroz, Gabriel Sales Pimenta, São Francisco, Pedro Peres, Escola Família Agrícola, Deuzuíta Melo de Albuquerque e IFPA. Numa disputa sadia e eletrizante, os alunos foram desafiados nesta terça-feira a produzir vários produtos com matérias reciclados. Houve um concurso específico sobre vestimenta e cada escola participante apresentou modelos bastantes interessantes produzidos com jornais e plásticos, além de brinquedos como uma mesa de pebolim feita com caixa de papelão, um foguete com garrafas PET e até um avião. “Os estudantes também produziram poesias sobre as unidades de conservação, participaram de provas de conhecimentos e ainda uma prova de solidariedade, com doação de produtos para o Lar de Idosos São Vicente de Paula”, comemora André Macêdo.

Veja também:  Vale tenta culpar ICMBio por invasão à EFC, mas juiz nega pedido em decisão

E a gincana não é o foco principal do ICMBio. O instituto visa sensibilizar a nova geração a ajudar a proteger as florestas, sobretudo as que fazem parte do Mosaico de Carajás e estão localizadas dentro do município de Marabá. “Esses estudantes já visitaram a Flona Tapirapé Aquiri, mas estamos diante de um processo de formação ambiental crítica e antes de qualquer visita deles, os monitores do projeto fazem uma palestra prévia na escola, orienta os alunos e só depois eles se dirigem a Carajás. Toda semana uma ou duas turmas são recebidas nas unidades de conservação para um trabalho de educação ambiental”, explica.

PREMIAÇÃO

A escola campeã da Gincana Ambiental foi a Gabriel Sales Pimenta, enquanto a segunda colocação foi dada à Escola Pedro Peres, seguida por Martinho Mota da Silveira. Todas receberam troféu e medalhas, enquanto os alunos da Gabriel Pimenta ganharam uma viagem de dois dias a Carajás, com direito a conhecer cachoeiras, cavernas e todos os ecossistemas e ambientes do patrimônio ambiental.

O projeto do ICMBio recebe apoio da Unifesspa, UEPA, SEDUC, Secretaria Municipal de Meio Ambiente e várias ONG’s.

Por Ulisses Pompeu – correspondente em  Marabá

Deixe uma resposta