Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Pará

Greve: Governo e Exército vão garantir abastecimento na região

Dez municípios do sul e do sudeste do Estado, entre eles Parauapebas, terão combustíveis a partir desta quarta-feira, 30
Continua depois da publicidade

No sul e sudeste do Estado dez municípios (Xinguara, Sapucaia, São Félix do Xingu, São Domingos do Araguaia, Curionópolis, Redenção, Santana do Araguaia, Cumaru do Norte e Parauapebas) decretaram Situação de Emergência por conta das restrições no abastecimento, resultado da paralisação dos caminhoneiros. Diante da preocupação com o atendimento de serviços básicos de Saúde, Educação e Segurança, aconteceu, em Marabá, na tarde desta segunda-feira (29), reunião extraordinária com o gabinete de crise montado pela Secretaria de Estado de Segurança Pública.

Participaram: o secretário de Segurança Pública, Luís Fernandes da Rocha; o secretário de Saúde, em exercício, Arthur Lobo; o secretário Regional, Jorge Bittencourt; o secretário adjunto de Inteligência da Segup, coronel Hugo Regateiro; o chefe da Polícia Rodoviária Federal em Marabá, inspetor Franklin Santos; o tenente-coronel André Gianasi Júnior, oficial de Comunicação da 23ª Brigada de Infantaria de Selva do Exército; o presidente da Associação Comercial e Industrial de Marabá, Ítalo Ipojucan Costa e outras autoridades e representantes do setor produtivo e do comércio de combustíveis.

Ficou decidido que, assim como o governo já está fazendo no nordeste do Estado, um comboio de 10 viaturas, sendo cinco do Exército Brasileiro, duas da Polícia Militar, uma do Corpo de Bombeiros e outra da PRF, vão seguir para Eldorado dos Carajás e acompanhar, pelo menos, dez carretas de combustíveis, para abastecer municípios do sul do Estado.

Luís Fernandes destacou que a prioridade é a saúde, principalmente para que as pessoas que necessitam de atendimento de alta e média complexidade e têm de se deslocar até Marabá; e também no atendimento às ambulâncias e postos de saúde nos municípios, assim como a parte de segurança e transportes escolares.

Jorge Bittencourt ressaltou que esse deslocamento deve começar na manhã desta quarta-feira (30) e acredita que o movimento grevista vai continuar sendo parceiro nesse sentido. “O próprio movimento tem demonstrado a sensibilidade para a liberação no atendimento às necessidades emergenciais. O governador determinou que a equipe de governo se deslocasse para Marabá para trabalhar um protocolo para, a partir desta quarta, atender os municípios. Esse plano está sendo construindo num processo de integração das forças estaduais e federais”, frisou.

Em Marabá a situação do combustível já está sendo normalizada, mas em municípios como Xinguara começam a ser prejudicados com o desabastecimento, como afirmou o presidente da Associação Comercial e Industrial de Marabá, Ítalo Ipojucan. “A informação que nos foi transmitida pela Associação Comercial de Xinguara, que está fazendo o monitoramento lá, é que há um gargalo pontual no eixo de Eldorado com um número de 30 caminhões abastecidos que estão retidos ali”, concluiu.

Saúde
Nas regiões sul e sudeste, segundo Arthur Lobo, a prioridade são os atendimentos de urgência e emergência que estão sendo realizados normalmente.  “Nos hospitais regionais devido desabastecimento em relação a hortifrutigranjeiros e combustíveis, nós temos feito é reduzir as cirurgias eletivas com o intuito de dar maior prioridade a urgência e emergência, uma vez que os estoques de sangue dos hemocentros e estruturas no interior estão prejudicados. Os hospitais, de forma geral, como o do Sudeste, em Marabá, e o de Conceição estão com autonomia boa, de pelo menos, uns dez dias nos pontos cruciais de gases medicinais e medicamentos”, salientou.

Com informações da Assessoria de Comunicação do Centro Regional de Governo

Deixe uma resposta